Cidinha Campos é impedida de fazer perguntas a Álvaro Lins

Julia Moura, JB Online

RIO - O depoimento do deputado Álvaro Lins na corregedoria da Alerj (Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro) começou com a revolta da deputada Cidinha Campos (PDT) contra o corregedor Luiz Paulo Corrêa (PSDB), que impediu a participação da deputada no depoimento.

A deputada deixou a sala de reuniões revoltada, acusando a corregedoria de estar preparando uma 'armação' para absolver Lins. Segundo Correa, o depoimento é fechado e restrito aos corregedores da casa.