OAB/RJ critica intolerância religiosa e ataque a templo evangélico

JB Online

RIO - O presidente da OAB no Rio de Janeiro, Wadih Damous, condenou a invasão do templo Cruz de Oxalá, no Catete, onde jovens da igreja evangélica Geração Jesus Cristo teriam quebrado imagens e utensílios, e insultado fiéis na noite desta segunda-feira.

- A Ordem dos Advogados do Brasil repudia quaisquer atos de preconceito religioso ou social - afirmou nesta terça-feira, Wadih Damous.

Damous disse que a agressão 'preocupa porque evidencia a intolerância de alguns segmentos religiosos que não respeitam a diferença de crença dos demais'.