Jornalistas fazem ato de repúdio à violência praticada contra colegas

JB Online

RIO - Representantes de ONGs, do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio e da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) se reuniram esta tarde para um o ato de repúdio ao seqüestro e à tortura de jornalistas do jornal O DIA, na favela do Batan. O protesto aconteceu em frente à Câmara de Vereadores, na Cinelândia, no Centro da cidade.

- Uma situação como esta, quando a imprensa é cerceada, é a democracia que sai perdendo afirma Suzana Tavares, presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio

Fernando Gabeira e Rubem César, da ONG Viva Rio, também discursaram durante o protesto e cobraran das autoridades uma solução rápida para o caso.