Bombeiro e Policial reformado trocam tiros em Jacarepaguá

JB Online

RIO - Uma discussão entre um policial militar reformado e um bombeiro do Grupamento Marítimo de Botafogo, supostamente por causa de uma mulher, terminou com cinco pessoas feridas, na madrugada deste sábado, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio.

Além dos militares, ficaram feridos a mulher que seria pivô da briga e mais dois rapazes. A confusão aconteceu num bar na Estrada dos Bandeirantes, onde era realizada uma roda de pagode.

Segundo policiais do 18º BPM (Jacarepaguá), o tumulto começou por volta de 2h. Ao chegar ao Bar Loving Green, o soldado reformado Marcelo Amorim de Carvalho, de 39 anos, teria se irritado ao ver o cabo bombeiro Gilberto de Oliveira, de 36 anos, conversando com uma mulher, identificada apenas como Lorena, de 31 anos.

Os dois militares iniciaram uma discussão e, para desespero de quem estava no pagode, sacaram suas armas e dispararam. Houve correria e pânico entre as pessoas que se divertiam no local, muitas eram moradoras do condomínio.

O PM reformado foi baleado no tórax e na perna direita e o bombeiro foi alvejado na perna esquerda. Lorena foi ferida na barriga e, de acordo com médicos de plantão no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, o estado de saúde dela é grave. Foram baleados dois rapazes que seriam moradores do condomínio - Bruno Dutra da Silva, de 26 anos (ferido nas costas), e Robson Gomes dos Santos, 30 anos (coxa esquerda e pé direito).

Os cinco feridos foram internados na unidade municipal da Barra. O soldado Marcelo, Lorena e Robson foram socorridos por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Quartel do Corpo de Bombeiros de Jacarepaguá.

Policiais do 18º BPM disseram que, ao chegarem ao local, ainda encontraram o PM reformado ferido no seu carro, um Córdoba cinza. O caso foi registrado na central de flagrantes da 28ª DP (Campinho).