MST ocupa agências da Caixa em campos e Volta Redonda

JB Online

RIO - Integrantes do Movimento dos Sem Terra (MST) ocuparam a agência da Caixa Econômica Federal (CEF), em Campos, Noroeste do Estado, na manhã desta quarta-feira. Segundo o MST, 80 policiais militares do 8º Batalhão de Choque, cercaram a agência e cortaram o fornecimento de energia elétrica. Segundo o movimento, os trabalhadores reivindicam moradias dignas nos assentamentos da reforma agrária. A CEF e o Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra) desenvolvem programas de construção de casas nos assentamentos. De acordo com o movimento, em 2007, a Caixa só aceitou fazer 7.932 casas e não cumpriu a promessa. O MST exige um programa de habitação rural sem

burocracia e a construção de 100 mil casas em 2008.

Os trabalhadores também ocuparam a agência da CEF em Volta Redonda. Pela

manhã os manifestantes interditaram a o Km 242, da Via Dutra, para protestar contra a impunidade dos 12 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás, em Belém do Pará.

Os protestos fazem parte da jornada nacional de lutas do MST, que neste mês denunciam a lentidão da reforma agrária para as 150 mil famílias acampadas no país e cobram investimentos públicos em assentamentos.