Obras do PAC em Manguinhos começam nesta quinta-feira

JB Online

RIO - O vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, e o presidente da Emop (Empresa de Obras Públicas), Ícaro Moreno, deram início, na manhã desta quinta-feira à primeira grande frente de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) em Manguinhos.

Nesta quinta-feira será demolido um galpão para ser iniciado o trabalho de infra-estrutura necessário à construção das primeiras 294 unidades habitacionais para relocação de moradores, parque aquático, escola, unidade hospitalar, entre outros.

O local escolhido um espaço de mais de 80 mil metros quadrados, o equivalente à área ocupada pelo Estádio do Maracanã fica no terreno do antigo 1º DSup (Depósito de Suprimentos do Exército, na Avenida Dom Hélder Câmara, 1.184). O projeto prevê também a preservação de unidades culturais e históricas, como a antiga torre do 1ºDSup.

No total, em Manguinhos, vão ser construídas 1.774 unidades. Está prevista a construção de três tipos de edificações, em quatro diferentes locais: na área do 1º DSup, 294 unidades em blocos de quatro pavimentos (dois apartamentos duplex por andar); no terreno que pertencia à Embratel, 648 unidades, e no local da antiga CCPL, 660 unidades em blocos semelhantes. Na Rua Uranos, mais 172 unidades em um bloco de três pavimentos, sendo o térreo ocupado por apartamentos em um único andar, e os dois de cima por apartamentos duplex.

Para o início da obras, já foram contratados 70 trabalhadores, sendo 50 moradores da comunidade, entre eles, três mulheres. O serviço na primeira frente de obras é apenas parte de todo um amplo projeto que vai mobilizar recursos da ordem de R$ 265 milhões.

As informações são do Governo do Estado.