Falta de leitos para dengue aumenta procura em hospital da Aeronáutica

Ludmilla Rabello, JB Online

RIO - A falta de leitos para pacientes com dengue nos hospitais públicos do Rio está tumultuando o atendimento nos hospitais de campanha das forças armadas, e principalmente no Hospital da Aeronáutica, na Barra Da Tijuca, único que tem um posto de atendimento para avaliação de doentes.

O hospital ad Aeronáutica, que serviria apenas como unidade de apoio, está trabalhando também como unidade de internação. Nesta quarta-feira, nove doentes esperam transferência para outros hospitais.

Na manhã desta quarta-feira, cerca de 150 pessoas receberam senhas para atendimento no posto montado no Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca. A capacidade de atendimento é de 400 pessoas por dia. Segundo a assessoria do comando Militar do Leste, atender mais de 400 pacientes por dia prejudicaria a qualidade do atendimento. A Secretaria Estadual de saúde informou que 428 pessoas com dengue estão internadas nos hospitais estaduais.

Nesta terça-feira, 407 pessoas foram atendidas no Hospital da Aeronáutica. Destas, 267 foram diagnosticadas com a doença, e 47 eram crianças.