Falta de leitos para dengue aumenta procura em hospital da Aeronáutica

Ludmilla rabello, JB Online

RIO - Até às 11h desta quarta-feira, 304 pessoas com suspeita de dengue já tinham recebido senhas para atendimento no Hospital de Campanha da Aeronáutica, na Barra da Tijuca. Destas, 120 são crianças. No momento, seis pessoas em estado mais grave aguardam tranferência para hospitais públicos. Não foi registrado nenhum caso de dengue hemorrágica nesta quarta-feira.

A falta de leitos para pacientes com dengue nos hospitais públicos do Rio está tumultuando o atendimento nos hospitais de campanha das forças armadas, e principalmente no hospital da Aeronáutica, único que tem um posto de atendimento para avaliação de doentes. O hospital, que serviria apenas como unidade de apoio, está trabalhando também como unidade de internação, por não ter para onde encaminhar doentes mais graves.

A capacidade de atendimento é de 400 pessoas por dia. Segundo a assessoria do comando Militar do Leste, atender mais de 400 pacientes por dia prejudicaria a qualidade do atendimento. A Secretaria Estadual de saúde informou que 428 pessoas com dengue estão internadas nos hospitais estaduais.