Alerj rejeita pedido de cassação do deputado Tucalo Dias

Marcello Victor, JB Online

RIO - O deputado estadual Tucalo Dias (PSC) teve o pedido de cassação por suposto envolvimento de participação no esquema de fraudes do auxílio-educação rejeitado, agora há pouco, pela Assembléia Legislativa do Rio (Alerj). Ele teve 30 votos contra o pedido do Conselho de Ética da Alerj. Foram 24 votos a favor da perda e 10 abstenções, a maior das três votações do dia.

Nas duas primeiras votações desta terça-feira, as deputadas Renata do Posto (PTB) e Jane Cozzolino (PTC) foram cassadas pela Alerj. Daqui a pouco, a Alerj vota a perda de mandato de outro acusado de participar do esquema de fraudes do auxílio-educação, o deputado João Peixoto (PSDC). Às 21h, a assembléia vota se Edino Fonseca (PR) será suspenso do cargo por 90 dias.

No fim da tarde, dos 69 que votaram, 50 decidiram pela cassação de Renata do Posto, 11 votaram contra e seis se abstiveram. Pela manhã, Jane Cozzolino foi cassada do cargo por 48 votos. Ela teve 15 deles contra a decisão. Houve cinco abstenções. A parlamentar afirmou que vai recorrer da decisão.