Secrétário admite que faltam pediatras na rede pública

Cecília Abreu e Denise Almeida, JB Online

RIO - O secretário estadual de Saúde Sérgio Côrtes afirmou na manhã desta segunda-feira que há falta de médicos, principalmente de pediatras, para atendimento rede pública.

Começam a funcionar, nesta segunda-feira, três hospitais de campanha para atender pacientes com dengue e tentar evitar mais mortes provocadas pela doença.

Um dos hospitais de campanha vai auxiliar no combate à dengue na Zona Oeste da cidade, na Barra da Tijuca.

A previsão é de que ele atenda diariamente 400 pacientes, em uma tentativa de desafogar as emergências da Zona Oeste do Rio, região que concentra o maior número de casos da doença.

Na manhã desta segunda-feira (31), os militares já se movimentam à espera das primeiras pessoas para os primeiros atendimentos que começam às 8h.

O Hospital de Campanha fica na sede campestre da Aeronáutica e ônibus especiais vão fazer o transporte das pessoas que buscam o atendimento no terminal Alvorada.

Ainda de acordo com o secretário, o comitê de instituiu uma medida em que se faz um mapeando aéreo dos locais com focos.

- Através de um mapeamento aéreo e o sistema e GPS, especialistas e bombeiros sobrevoam a cidade. As informações obtidas são passadas para o quartel de bombeiros responsável pela área com foco. O quartel se prontifica a mandar uma equipe para o local - afirmou Côrtes.