PM mata seis em quatro operações em favelas

Marcello Victor, JB Online

RIO - A tarde desta terça-feira foi sangrenta e de medo em quatro comunidades das zonas Norte e Oeste do Rio. Quatro operações da PM terminaram com seis homens mortos, todos apontados pela polícia como bandidos e que teriam participado de confrontos armados. Uma mulher foi atingida por uma bala perdida nas proximidades da Vila Cruzeiro. No total, uma pessoa foi presa, dois menores detidos e armas apreendidas.

Na Vila Cruzeiro, na Penha, uma das três comunidades onde estão sendo realizadas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal, um homem negro não identificado e apontado pela polícia como traficante, morreu durante os confrontos que duraram cerca de uma hora, e assustaram os moradores do bairro. Com o acusado foi apreendido um fuzil calibre 762.

Durante o tiroteio, Nilza Selduque Martins, de 54 anos, foi baleada no ombro esquerdo. Ela estava em um ponto de ônibus na esquina das ruas Quito e Montevidéu. A vítima está no Hospital Getúlio Vargas (HGV). O homem ferido no confronto também foi levado pelos PMs para o HGV, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, ele deus entrada na unidade com várias perfurações a bala pelo corpo.

Já na Favela Vila Aliança, em Bangu, na Zona Oeste, um adolescente de cerca de 16 anos e um homem de 29 anos presumíveis foram mortos durante operação do 14º BPM (Bangu). Um revólver calibre 38, uma pistola calibre 9 milímetros e um radiotransmissor foram apreendidos. O batalhão informou que a ação foi deflagrada com base em uma denúncia anônima de tráfico de drogas.

Policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do batalhão, com apoio de um veículo blindado, o chamado Caveirão, foram recebidos a tiros na chegada à comunidade. Os dois baleados foram levados para o Hospital Estadual Albert Schweitzer , mas já chegaram mortos. Segundo os PMs, eles participaram do confronto. A ocorrência está sendo registrada na 35ª DP (Campo Grande).

Na Tijuca, PMs do GAT do 6º BPM (Tijuca) entraram em confronto com traficantes do Morro do Borel. Alexandre Tavares da Silva, 19 anos, morreu no Hospital do Andaraí. Ele é apontado pela polícia como bandido. Dois menores foram apreendidos e levados para Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

PMs do 3º BPM (Méier) ainda estão na Favela do Jacarezinho fazendo operação para repressão do tráfico de drogas, segundo a assessoria de imprensa da PM. Dois homens foram baleados e mortos durante os confrontos desta tarde. Um foi preso. A políca apreendeu um revólver, uma pistola e uma granada.