Só exames podem confirmar morte de grávida por dengue, diz secretaria

Agência Brasil

RIO - A Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro informou que somente após a conclusão dos exames sorológicos é que se poderá confirmar se foi mesmo dengue a causa da morte de Roberta da Silva Gama, ocorrida na noite de sexta-feira, no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Grávida de oito meses, Roberta deu entrada no hospital na última terça-feira com um quadro de septicemia, apresentando vários sangramentos. No mesmo dia, recebeu a notícia de que o bebê que esperava havia morrido.

De acordo com a família, Roberta começou a passar mal no domingo e no dia seguinte foi atendida no Hospital Municipal de Duque de Caxias, sendo liberada horas depois. Na terça-feira, buscou atendimento na unidade estadual onde acabou sendo internada.

A conclusão dos exames de sorologia de Roberta e do bebê está prevista para a próxima quarta-feira.