Secretaria estadual de saúde nega morte de grávida por dengue

JB Online

RIO - A Secretaria estadual de Saúde do Rio de Janeiro afirmou na tarde deste sábado que Roberta da Silva Ramos, grávida de 8 meses, não morreu por complicações de dengue. Segundo a Secretaria, a moradora de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, morreu nesta sexta-feira em conseqüência de uma infecção generalizada. O bebê que ela esperava já tinha morrido dois dias antes.

O Superintendente da rede estadual de Saúde, Carlos Edson Martins, também negou que a morte de Roberta tenha sido causada pela dengue, e confirmou a morte por infecção generalizada.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o resultado do exame de sangue da vítima deve ser divulgado em até três dias.