Embratur prevê que turistas estrangeiros gastem US$ 10 bilhões por ano

Agência Brasil

RIO - Ao apresentar nesta quarta-feira a empresários do Rio de Janeiro o Plano Aquarela, que prevê o aumento do fluxo de turistas estrangeiros no país, a presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Jeanine Pires, estimou que a entrada de divisas no país gerada pelo turismo internacional possa superar US$ 10 bilhões por ano até 2010.

No ano passado, os gastos dos turistas estrangeiros no Brasil chegou a quase US$ 5 bilhões. Só no mês de janeiro deste ano a gente já teve quase US$ 600 milhões.

Então, eu acho que nós vamos ter boas surpresas no caso das divisas, previu. Lançado em 2005, o Plano Aquarela está em sua segunda fase.

A previsão é que o número de turistas internacionais seja elevado dos atuais 5,5 milhões/ano para 7,9 milhões/ano até 2010.

Na revisão do plano para o período 2007/2010, os gastos desses turistas no país foram estimados em US$ 7,7 bilhões.

Segundo Jeanine Pires, um dos resultados esperados com o plano é aumentar a geração de emprego no setor. Ela informou que, de acordo com o Conselho Mundial de Turismo e Viagens (tradução livre para World Travel and Tourism Council - WTTC), o Brasil estará entre os dez países do mundo que mais geram emprego no turismo até 2018. O WTTC é um fórum para líderes de empresas globais do setor.

A presidente da Embratur disse ainda que quer diversificar a oferta de produtos brasileiros. Segundo Jeanine Pires, 98% dos turistas que vêm ao país dizem que querem voltar para conhecer outros lugares e que indicariam o Brasil para outros visitantes.

Então, cabe a nós fazer com que o mundo conheça as oportunidades que o Brasil oferece, concluiu.