Missa lembra um ano da morte de João Hélio

JB Online

RIO - Uma missa, às 12h15, na Candelária, no Centro, vai lembrar um ano da morte de João Hélio Fernandes Vieites. O menino foi arrastado, no dia 7 de fevereiro, por sete quilômetros preso ao cinto de segurança do carro da mãe, depois de um assalto. Os quatro maiores de idade acusados de matar o menino foram condenados a 167 anos, cada um. O menor que participou do crime cumpre internação de três anos. Os cinco estão sendo investigados pela 30ª DP (Marechal Hermes) por formação de quadrilha em inquérito que apura outros roubos de carros na área.