Novo comandante da PM diz que está tranqüilo

JB Online

RIO - O novo comandante-geral da Polícia Militar, Gilson Pitta Lopes, que tomará posse nesta quinta-feira, disse em entrevista ao RJTV que assumirá o cargo com muita tranqüilidade. Pitta destacou que não esteve presente à passeata, realizada neste domingo, na orla de Copacabana, em que oficiais da corporação reivindicaram melhores salários e condições de trabalho. Entretanto, o novo comandante acrescentou que participou do início do movimento e que assinou o documento a favor de melhorias salariais. De acordo com ele, o governador está sensível às solicitações da corporação.

Pitta garantiu que a segurança no carnaval não será afetada por causa do pedido de dispensa de 40 oficiais, entre eles, comandantes de batalhões.

O coronel ocupava o cargo de chefe do Serviço Reservado (P-2) do Estado-Maior da PM e não descartou a possibilidade de os oficiais contrários à exoneração de Ubiratan ngelo serem punidos.

Pitta informou também que a segurança no Complexo Alemão durante as obras do PAC está assegurada.