Licitação do Arco Metropolitano será realizada hoje

JB Online

RIO - A Secretaria de Obras realiza, na manhã desta segunda-feira, a licitação das obras do Arco Metropolitano. A rodovia, que terá 145 quilômetros de extensão total, vai ligar o município de Itaboraí ao Porto de Itaguaí, cortando a Baixada Fluminense. O projeto está previsto no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal e orçado em cerca de R$ 928 milhões.

O trecho a ser construído pelo governo do Estado terá cerca de 70 quilômetros de extensão e foi dividido em quatro lotes de obras. O lote 1 vai do Km 48,5 ao Km 63, com extensão de 14,5 quilômetros. O lote 2 compreende o trecho do Km 63 ao Km 82,6, com 19,6 quilômetros. Já o lote 3 vai do Km 82,6 ao Km 99,5, com extensão de 16,9 quilômetros. O último lote, de número 4, vai do trecho Km 99,5 ao Km 119,4, com 19,9 quilômetros de extensão.

Além de desafogar o tráfego da Região Metropolitana, em especial da Avenida Brasil e Ponte Rio-Niterói, a estrada vai facilitar o transporte de cargas de Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo ao Porto de Itaguaí.

De acordo com o vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, o Arco Metropolitano é estratégico para o desenvolvimento econômico não só do Rio de Janeiro, mas também do país, além de ser um grande gerador de empregos.

O arco é composto por quatro segmentos. O primeiro compreende um trecho da BR-493, de 25 quilômetros, que vai do entroncamento da BR-101, em Manilha, ao entroncamento com a BR-116, em Santa Guilhermina. Este trecho será duplicado pelo Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (Dnit). O segundo, já pronto, é de responsabilidade da concessionária, ou seja, o trecho da BR-116, com 22 quilômetros, que vai do entroncamento com a BR-040 em Saracuruna, Duque de Caxias, ao entroncamento com a BR-493, em Santa Guilhermina.

O terceiro segmento a ser construído pelo Estado, com aproximadamente 70 quilômetros, vai de Duque de Caxias ao Porto de Itaguaí, cortando as BR-040 (Rio-Juiz de Fora), BR-465 (antiga Rio-São Paulo), BR-116 (Via Dutra) e BR-101 (Rio-Santos). O quarto segmento fica na BR-101 (Rio-Santos), de 22 quilômetros, e está sendo duplicado pelo governo federal. Este vai de Itacuruçá à Avenida Brasil (altura de Santa Cruz, Zona Oeste do Rio).

A licitação será realizada na sede da secretaria, na Rua México, 125, 9º andar, Centro.