Presídio de Campos ganha anexo feminino

Agência JB

RIO - A primeira unidade prisional do Norte fluminense destinada exclusivamente a detentas - o anexo do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca -, será inaugurada pelo governador Sérgio Cabral Filho, nesta terça-feira, às 17h, em Campos dos Goytacazes. Acompanhado do secretário de Administração Penitenciária, Cesar Rubens Monteiro de Carvalho, o governador anunciará novas obras em convênio com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), destinadas a transformar o velho presídio, capacitando-o a oferecer 300 vagas para as detentas da região.

O investimento total para transformação do antigo Presídio da Coroa em presídio feminino, com a construção inclusive de uma creche, um lactário, além de celas especiais para gestantes, oficinas de artesanato e uma escola, será de R$ 1.484.317,14. Ao Depen caberá 80% do investimento, ou seja, R$ 1.187.453,71, ao passo que ao governo do estado caberá os 20% restantes, R$ 296.863.43. Estas obras atingirão os 1.930 metros quadrados de área construída, além de mais 300 metros quadrados da área onde serão construídas a creche e o lactário.

Nesta primeira fase, uma galeria com cinco celas para 100 internas, inteiramente reformada será entregue pelo governador e o secretário. São três celas com 22 comarcas (como as camas são denominadas pelos presos) que até então eram de madeira, e foram substituídas por outras de concreto. As outras duas celas têm 16 e 18 comarcas cada, respectivamente. Todas serão entregues com colchões, lençóis e cobertores novos.

Estas obras de adaptação no prédio, construído na época do Brasil Império, em 1888, custaram R$ 28 mil e foram concluídas em quatro meses, graças ao emprego da mão-de-obra de detentos que ocupam as novas instalações do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, no bairro Codin, em Guarus. Com isso, a Seap conseguiu reduzir bastante o custo da obra. O anexo possui ainda espaço para atendimento jurídico, médico e odontológico, assim como um refeitório para as internas. Um alojamento, e o refeitório para as inspetoras de segurança e administração penitenciária e demais servidores lotados no anexo, também estão prontos.

Com informações do governo do estado.