Jovem acusado de matar 'Caveira' se entrega a polícia

Agência JB

RIO - Felipe Ribeiro, de 23 anos, se apresentou, na tarde desta sexta-feira, na 18ª DP (Praça da Bandeira). Ele é suspeito de ter participado do assalto que culminou na morte do cabo do Batalhão de Operações Especiais (Bope) Adonai Cavalcanti Xavier, na noite do dia 20 de novembro, na Rua Campos Sales, na Tijuca, Zona Norte da cidade. Juntamente com os pais, ele primeiramente foi à Defensoria Pública do Rio. Acompanhado de defensores, se entregou na delegacia.

Nesta segunda-feira, Edson Santos Dantas, de 19 anos, também se entregou na 18ª DP. Com um ferimento à bala na barriga, ele foi submetido a exames que comprovaram que eram suas as impressões digitais encontradas no porta-malas do Celta prata da namorada do cabo Adonai. Ele era apontado como um dos dois assaltantes que roubaram o veículo e assassinaram com seis tiros o PM. Na ocasião, ele disse a polícia que seu comparsa era quem tinha efetuado os disparos.

Também acompanhado dos pais, Edson foi até a delegacia. Ele é morador de uma rua que dá acesso ao Morro do Turano, no Rio Comprido, região próxima ao local do assassinato. O acusado contou que fora seu primeiro crime e que estava arrependido.

Edson foi convencido a se entregar pelo pai, que é porteiro de um prédio, e pela mãe, que é vendedora. A ação do assalto foi flagrada pela câmera do circuito interno de vídeo de um prédio. A polícia aguarda ainda o resultado da perícia e do exame de balística para saber em que circunstâncias ocorreu o crime.