Estado investe R$ 47 milhões em pesquisa

Agência JB

RIO - A diretoria da Faperj anunciou na semana passada o resultado de mais três dos 17 editais lançados em 2007. Com a maior dotação dos três, R$ 30 milhões, o Pensa Rio, voltado para o apoio ao estudo de temas relevantes e estratégicos para o Estado do Rio de Janeiro, contemplou 115 projetos. Com R$ 15 milhões em recursos a serem investidos no programa, o edital Prioridade Rio, destinado a fomentar o estudo de temas prioritários para o governo do estado, selecionou 87 dos projetos inscritos. O terceiro edital com resultado divulgado foi o de Apoio ao Transplante de Órgãos e Tecidos no Estado do Rio de Janeiro, que recebeu recursos de R$ 2 milhões e contemplou 13 projetos. Com os três programas, o governo do estado injeta R$ 47 milhões na pesquisa fluminense.

O mais ambicioso dos programas lançados pela Faperj em 2007, que vai disponibilizar R$ 30 milhões no prazo de dois anos, o Pensa Rio visa estimular a realização de projetos de pesquisa multidisciplinares abrangentes, de duração maior do que o habitual em áreas relevantes e estratégicas para o Estado. O julgamento das propostas submetidas neste edital foi realizado por um comitê externo. A expectativa é de que os projetos estudem e elucidem problemas de forma a contribuir efetivamente para o desenvolvimento socioeconômico fluminense. O programa abrange uma ampla variedade de áreas, cujas propostas podem abarcar um ou mais dos 35 temas listados. Os valores das propostas foram fixados em três faixas: até R$ 200 mil; até R$ 400 mil; e até R$ 600 mil.

Já o edital Prioridade Rio, uma parceria da Sect Faperj com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, centrado no estudo e provimento de soluções para cinco áreas consideradas de grande importância na agenda de todos os estados da federação reforma do estado e ajuste fiscal; segurança; saúde; educação; e desenvolvimento sustentável. O julgamento das propostas submetidas neste edital foi realizado por um comitê constituído por coordenadores de áreas da Faperj. O programa prevê aplicação dos recursos no prazo de um ano, contado a partir da data de sua liberação.

Lançado em meados de agosto para fazer frente às dificuldades enfrentadas pelo sistema de transplante de órgãos no país, o programa Apoio à Pesquisa em Transplante de Órgãos e Tecidos no Estado do RJ, tem o objetivo de oferecer condições para a aquisição e manutenção de equipamentos, bem como para pequenas obras de infra-estrutura e para a execução de projetos de pesquisa no setor. O julgamento das propostas submetidas neste edital foi realizado por um comitê constituído por coordenadores de áreas da Faperj. As propostas apresentadas deveriam refletir a necessidade de implantação, modernização e o funcionamento de unidades voltadas para essa atividade no setor de saúde pública.

Com informações do portal do Governo do Estado.