Acusados de matar franceses integrantes de ONG vão a juri popular

Agência JB

RIO - O Terceiro Tribunal do Júri do Rio julga nesta quarta-feira, a partir das 13h, Társio Wilson Ramirez, Luiz Gonzaga Gonçalves de Oliveira e José Michel Gonçalves Cardoso. Eles são acusados do assassinato de três franceses integrantes da Organização Não-Governamental Terra Ativa. O crime ocorreu em 27 de fevereiro deste ano na sede da instituição, em Copacabana, Zona Sul do Rio.

Segundo a denúncia, os franceses Christian Doupes, sua mulher, Delphine Douyère, e Jérôme Faure foram mortos com várias facadas, de forma cruel e que impossibilitou suas defesas. O motivo teria sido a descoberta de um desvio de R$ 80 mil nas contas da instituição feito pelo principal suspeito, o então funcionário Társio Ramirez. Consta que ele planejou o crime e depois contratou Luiz Gonzaga e José Michel Gonçalves para se livrar dos patrões.

Quando tinha 15 anos, Társio foi ajudado pela ONG, que desenvolvia projetos com menores carentes no Rio.