Julgamento de policiais é adiado

Agência JB

RIO - A 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio expediu liminar, na noite de sexta-feira, suspendendo, a pedido do Ministério Público, o julgamento dos PMs José Augusto Moreira Felipe e Fabiano Gonçalves Lopes, que estava marcado para acontecer nesta segunda-feira.

Os dois são acusados de participar do massacre da Baixada Fluminense, quando 29 pessoas foram mortas a tiros em Queimados e Nova Iguaçu, no dia 31 de março de 2005. Segundo o promotor Frederico Bonfatti, da Vara Criminal de Queimados, a medida evitou uma manobra da defesa que havia conseguido, na quinta-feira, autorização da Justiça para que apenas Fabiano fosse julgado na segunda-feira.

A previsão é de que os dois PMs sejam julgados no dia 10 de dezembro.

Está é a quarta vez que o julgamento da dupla é adiado. Apenas um dos cinco policiais que estão presos, acusados do crime, foi submetido a julgamento. Em agosto de 2006 o soldado Carlos Carvalho, foi condenado a 543 anos de prisão.