Grupo Arco-Íris faz ato contra a homofobia no Cristo

Rachel Almeida, Agência JB

RIO - Com uma faixa pedindo 'Senhor piedade para essa gente carente e covarde', trecho de música de Frejat e Cazuza, integrantes do grupo Arco Íris fizeram um ato, na manhã deste domingo, no Cristo Redendor, pedindo o fim da homofobia. Foram distribuídas 2.509 flores aos pés do Redentor, número correspondente ao de assassinatos de gays em crimes de natureza homofóbica no país nos últimos dez anos. O grupo lançou a campanha 'Homofobia, criminalização hoje' da Parada do Orgulho GLBT Rio, que acontece no próximo domingo.

Lutamos pela aprovação do projeto de lei 122/2006, que tramita na Comissão de Direitos Humanos do Senado, que criminaliza a homofobia no Brasil explica o coordenador-geral da Parada Gay, Cláudio Nascimento. Queremos chamar a atenção para a bárbaries de crimes contra a orientação sexual.