Mais dois presos no caso Priscila Belfort

Agência JB

RIO - Um policial militar, lotado no 12º BPM (Niterói) e homem morador de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, são os dois mais novos suspeitos de participação no desaparecimento de Priscila Belfort, irmão do lutador de Jiu-Jitsu, Vítor Belfort. Eles foram presos na manhã desta segunda-feira, por policiais da 75ª DP (Rio D´Ouro).

Outras quatro pessoas já estão presas, além de Elaine Paiva da Silva, de 27 anos, que confessou ter participado da ação que culminou na execução da jovem. Ela teria sido executada a tiros em um sítio, em São Gonçalo. A polícia chegou a fazer buscas no local indicado por ela. Esquelestos de animais, além de uma sandália e um pedaço de vestido preto foram encontrados.

Prsicila está desaparecida desde 9 de janeiro de 2004.