Lojas de empresas de telefonia também terão que cancelar as linhas

Agência JB

RIO - Titulares de linha telefônica que queiram cancelar ou suspender o serviço em qualquer uma das lojas mantidas por empresas concessionárias de telefonia no estado ganharam um aliado de peso. Foi aprovado, nesta quarta-feira, em primeira discussão, no plenário da Assembléia Legislativa do Rio, o projeto de lei 2.571/05, de autoria do deputado Alessandro Molon (PT), que obriga as concessionárias a atender os clientes nas lojas e não apenas por telefone.

- Tem sido cada vez mais comum a prática abusiva das empresas que insistem em não atender, em sua lojas, o usuário que queira suspender ou cancelar a linha telefônica. As empresas determinam que se proceda a reclamação através do serviço telefônico de atendimento ao cliente. Mas esse serviço costuma não ser tão eficiente e o que ocorre é que, geralmente, as faturas continuam a ser emitidas, comentou o parlamentar.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais