Operação 'Gato Gelado' flagra furto de água em fábrica de gelo

Agência JB

RIO - Técnicos da Assessoria de Segurança Empresarial da Cedae e policiais da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) flagraram, na tarde desta segunda-feira, uma ligação clandestina, conhecida como "gato", na fábrica de gelo Aris, situada na Rua General Corrêa de Castro, 628, no bairro Jardim América, Zona Norte do Rio.

Durante a blitz, batizada como "Operação Gato Gelado", foi encontrada uma ligação clandestina de duas polegadas de diâmetro que abastecia ilegalmente às instalações da fábrica, que conta com 30 funcionários e produz 300 sacos de 25 quilos de gelo por dia. O responsável será notificado pela DDSD para que compareça à delegacia, onde será aberto o inquérito policial.

- É lamentável constatar este tipo de ação criminosa em uma fábrica, que sendo um setor produtivo, com responsabilidades econômicas e sociais, deveria dar o exemplo. Como já frisei, nossa determinação no combate ao furto de água é e será sempre implacável. Por isso, desde o início do ano, por minha determinação, já realizamos mais de 500 operações de combate às ligações clandestinas e ao furto de água, que já totalizaram quase R$ 2 milhões em multas, disse o presidente da Cedae, Wagner Victer.

Técnicos da Cedae estão estimando o tempo que o "gato" abasteceu o local para calcular o valor da multa.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais