Pacote para indústrias afetadas por queda do dólar sai semana que vem

Agência Brasil

RIO - Até a próxima semana, os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, devem anunciar um pacote de medidas em apoio aos setores exportadores brasileiros afetados pela valorização do real frente ao dólar norte-americano. A estimativa é do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, Luciano Coutinho.

- O pacote está praticamente pronto, afirmou Coutinho em entrevista nesta ter´ca-feira, 5 de junho, durante cerimônia relativa ao Dia Mundial do Meio Ambiente. As medidas estão em sua formatação final, segundo o presidente do BNDES.

Coutinho admitiu que o banco será responsável por uma parte substancial do pacote, por meio de linhas de financiamento e crédito.

- Haverá um processo de apoio mais ou menos generalizado, mas embutido nesse processo haverá um suporte grande à inovação, para que as empresas mais eficientes possam se reciclar, investir e avançar. Inclusive, eventualmente, gerando empregos que substituam e acolham o emprego daquelas empresas que não conseguiram sobreviver.

O objetivo é que esses setores não morram e que possam expandir a sua capacidade, frisou Coutinho. Além da reestruturação, será apoiada também a atividade exportadora dessas empresas, acrescentou. Ele destacou, ainda, que a ajuda aos setores visa a que eles tenham condições de reagir e buscar dar a volta por cima nesse quadro de dificuldades .

Coutinho defendeu a necessidade de se evitar uma queda maior do valor do dólar em real. Eu tenho confiança que o Ministério da Fazenda e o Banco Central estarão atentos a esse processo de evitar o aprofundamento da apreciação cambial. É importante porque isso tem rebatimentos , disse Coutinho.

Ele se referiu não só aos setores intensivos em emprego, que já estão sendo afetados pela queda do dólar, entre os quais têxteis, calçados e móveis, como também aos setores novos intensivos em inovação e em emprego qualificado.