Federais levantacam endereços para cumprimento de mandados na Rocinha

Agência JB

RIO - Conforme nota divulgada, agora a pouco, a Polícia Federal informa que os policiais federais que estavam na Favela da Rocinha, nesta tarde fazendo levantamento de endereços de pessoas que tem mandados de prisão expedidos pela justiça, para posterior cumprimento . O documento é assinado pelo superintendente da Polícia Federal no Rio, Delci Carlos Teixeira.

Segundo a Assessoria de Comunicação Social da PF, o policial federal Marcelo Cardozo Castelhano, de 30 anos, morto com dois tiros, na tarde desta terça-feira, durante ação da PF na Favela da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul do Rio, estava há uma ano na corporação. Ele era lotado na Central de Convites e Intimações do Núcleo de Captura (CCI/Nucap) e completaria 31 anos no próximo sábado. Marcelo já chegou morto ao Hospital Miguel Couto, na Gávea.

No final da tarde, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) seguiram para Rocinha. Dois veículos blindados, os chamados Caveirões também seguiram no comboio. Segundo informações, uma grande operação da Polícia Federal estaria sendo organizada, tendo sido solicitado apoio ao Bope. Os dois grupos estão reunidos desde o início da noite na sede do 23º BPM (Leblon).

Durante a presença dos 15 policiais federais na Rocinha houve um intenso tiroteio com traficantes de drogas. Motoristas que seguiam pelo Túnel Zuzu Angel, no sentido São Conrado, tiveram que dar marcha-à-ré. A PM foi chamada e interditou o tráfego no local por cerca de dez minutos.

O motoboy Josué Vicente Ferreira, de 46 anos, foi atingido no mesmo confronto e medicado no Miguel Couto. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ele foi ferido de raspão, medicado e liberado. Posteriormente, Josué prestou depoimento na 15ª DP (Gávea). Ele não tinha antecedentes criminais e foi liberado.

Após o confronto, equipes da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil (Core) chegaram a ser acionados para a Rocinha mas retornaram, devido ao término da operação. Os policiais federais chegaram a retornar a favela com uma equipe da 15ª DP e do 23º BPM, para resgatar uma de suas viaturas.