Bope segue para a Favela da Rocinha

Agência JB

RIO - Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) estão, neste momento, a caminho da Favela da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul do Rio. Dois veículos blindados, os chamados Caveirões também compõem o comboio. Segundo informações, uma grande operação da Polícia Federal está sendo organizada, tendo sido solicitado apoio ao Bope.

No início da tarde desta terça-feira, o policial federal Marcelo Cardozo Castelhano, foi morto a tiros, durante uma operação da Polícia Federal na Favela da Rocinha para cumprir mandados de prisão. Ele foi ferido no tórax e no abdômen e já chegou sem vida ao Hospital Miguel Couto, na Gávea.

Durante a operação, houve um intenso tiroteio entre os cerca de 15 policiais federais e traficantes de drogas da Rocinha. Motoristas que seguiam pelo Túnel Zuzu Angel, no sentido São Conrado, tiveram que dar marcha-à-ré. A PM foi chamada e interditou o tráfego no local por cerca de dez minutos.

Segundo a PM, o motoboy José Vicente Ferreira, de 46 anos, foi atingido no mesmo confronto e medicado no Miguel Couto. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está verificando a informação. Neste momento, Vicente está prestando depoimento na 15ª DP (Gávea). A polícia verifica se há mandado de prisão e se ele teria participado do tiroteio.

Após o confronto, equipes da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil (Core) chegaram a ser acionados para a Rocinha mas retornaram, devido ao término da operação. Os policiais federais chegaram a retornar a favela posteriomente, com uma equipe da 15ª DP e do 23º BPM, para resgatar uma de suas viaturas.