Jornal do Brasil

Rio

RIO: Polícia vai à casa do prefeito Crivella para busca e apreensão

Jornal do Brasil

Macaque in the trees
O prefeito Marcelo Crivella perdeu na Justiça recurso contra a decisão que obriga o município de intervir também nas empresas de ônibus municipais (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O Ministério Público e a Polícia Civil do Rio de Janeiro iniciaram buscas nesta quinta-feira (10) após o 1° Grupo de Câmaras Criminais do Tribunal da Justiça do Rio expedir 22 mandados de busca e apreensão.

No decorrer do cumprimento dos mandados, equipes se dirigiram para o Centro Administrativo, na Cidade Nova, para o Palácio da Cidade no bairro do Botafogo e para o prédio onde mora o prefeito Marcelo Crivella na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Mandados também foram expedidos para outros endereços, incluindo uma mansão na Barra da Tijuca.

As apreensões são feitas no contexto de investigação de suposto esquema de corrupção.

Além de Crivella, a identidade de dois alvos já foi divulgada: Eduardo Lopes e Mauro Macedo. Lopes já ocupou o cargo de senador pelo Rio de Janeiro e já foi secretário de Pecuária, Pesca e Abastecimento do governador fluminense afastado do cargo, Wilson Witzel. Por sua vez, Macedo foi tesoureiro da campanha de Crivella ao Senado, ainda em 2008.

Macedo teve seu nome citado em delação sobre um esquema de propina envolvendo a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Rio de Janeiro (Fetranspor).(Com agência Sputnik Brasil)