Rio

Se sobrecarregar o sistema de saúde, 'vamos escolher quem vive ou morre', diz Witzel

Macaque in the trees
Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (Foto: Reprodução)

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ), declarou nesta quinta-feira (9) que se a população não respeitar o isolamento e não ficar em casa durante a pandemia do coronavírus o sistema de saúde será sobrecarregado.

De acordo com o governador, se o sistema for sobrecarregado "vamos ter que escolher quem vive e quem morre".

"É preciso ficar em casa, se não fizer isso vamos sobrecarregar o sistema e vamos ter que escolher quem vive e quem morre e vai ser muito doloroso. Vai ser uma marca muito dura na história do nosso país", disse Witzel.

Ao citar os casos de países como Itália e Espanha, Wilson Witzel observou que nenhum do país estava preparado para atender a demanda de pacientes da COVID-19.

O governador do Rio anunciou nesta semana que a quarentena no estado será estendida até o fim de abril, mas afirmou que o isolamento social em cidades sem incidência do coronavírus será flexibilizado. (Sputnik Brasil)