Jornal do Brasil

Rio

Tour percorre ruas que aparecem nos livros de Machado de Assis

Jornal do Brasil

A guia de turismo Juliana Fiuza, fundadora do Papo de Guia, realiza o walking tour (passeio a pé) “O Rio de Machado de Assis”, que caminha por ruas do centro da cidade citadas em obras de Machado de Assis, além de pontos que fizeram parte da vida do próprio escritor. No passeio será possível conhecer a Rua de Mata-Cavalos, do livro "Dom Casmurro"; a Rua do Passeio, de "Quincas Borba", a Rua do Ouvidor, de "Brás Cubas". Outra parada será na Rua da Lapa, onde Machado morou, na altura da Sala Cecília Meireles.

Macaque in the trees
Público vai passear por ruas do centro do Rio citadas em obras de Machado de Assis, além de pontos que fizeram parte da vida do escritor (Foto: Lincoln Menezes/Divulgação)

Além destes pontos, também será possível conhecer locais importantes para o escritor, como a Praça Tiradentes, local do primeiro emprego de Machado. Em uma crônica, publicada no jornal “Diário do Rio de Janeiro”, em janeiro de 1865, Machado de Assis escreveu: “Paula Brito foi o primeiro editor digno desse nome que houve entre nós”. Machado se referia a Francisco de Paula Brito, morto quatro anos antes, comerciante, livreiro, tipógrafo e editor que, entre 1831 e 1861, foi personagem fundamental do cenário cultural e político do Rio de Janeiro e, por consequência, do Brasil. Paula era proprietário da Tipografia Fluminense, que originou a Dous de Dezembro, na Praça Tiradentes, onde Machado trabalhou durante dois anos.

A relação de Machado com o Rio de Janeiro começa em seu nascimento e termina em sua morte. Carioca, o escritor foi criado por Maria Inês, sua madrasta. A falta de recursos financeiros obrigou-o a dividir seu tempo entre os estudos e o trabalho de vendedor de doces. Ainda sobre condições não muito favoráveis, Machado de Assis demonstrava possuir grande facilidade de aprendizado. Segundo alguns relatos – no tempo em que morou em São Cristóvão – aprendeu a falar francês com a dona de uma padaria da região. Machado também fundou a Academia Brasileira de Letras, com sede no Rio de Janeiro.

O próximo “O Rio de Machado de Assis” ocorre no sábado, 27, às 10:30h. O ponto de encontro será no Teatro João Caetano, na Praça Tiradentes. Para participar é pedida uma colaboração de, no mínimo, R$10, que pode ser paga no dinheiro ou no cartão.

Serviço:

Evento: O Rio de Machado de Assis;

Ponto de encontro: Teatro João Caetano

Horário do encontro: 10h30m

Término do passeio: 13h

Guia de Turismo: Juliana Fiúza

Ponto de referência: O Teatro João Caetano fica na Praça Tiradentes

Crédito Fotográfico: Lincoln Menezes