Jornal do Brasil

Rio

Polícia investiga ofertas de táxi no desembarque do Galeão

Jornal do Brasil

Um operação da Polícia Civil no Aeroporto Internacional Tom Jobim do Rio de Janeiro terminou hoje (14) com 17 pessoas conduzidas à delegacia para prestar depoimento sobre um suposto grupo criminoso que atua de forma irregular oferecendo corridas em carros não credenciados. Os detidos foram liberados, e as investigações continuam.

Segundo a Polícia Civil, a Delegacia de Atendimento Policial do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Dairj) agiu para identificar e desarticular um grupo que atua no Galeão em uma função irregular conhecida como "jóquei". A Polícia Civil afirma que eles abordam passageiros no setor de desembarque oferecendo corridas em táxis não credenciados e, em alguns casos, em carros particulares comuns.

As investigações apontam que o grupo também praticou crimes de ameaça, constrangimento ilegal, injúria e lesão corporal contra outros taxistas que paravam no local, carros credenciados e até mesmo seguranças do aeroporto.

O inquérito apura ainda se os jóqueis cometeram crimes de estelionato, exercício irregular da profissão e crimes contra as relações de consumo e a economia popular.