Rio

Comissão para impeachment de Crivella fará 1ª reunião

Encontro está marcado para sexta-feira (5)

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, está sendo alvo de um processo de impeachment aberto pela Câmara Municipal. Trinta e cinco vereadores votaram a favor e 14, contra. A primeira reunião da Comissão criada para analisar a denúncia contra Crivella ocorrerá nesta sexta-feira (5), às 14h.

O prefeito continua no cargo, mas terá que enfrentar uma investigação. Ele foi acusado de suposto crime de responsabilidade por renovar contratos de mobiliários urbanos em dezembro de 2018. Esses contratos teriam favorecido um consórcio com as empresas OOH Clear Channel e JCDecaux.

Macaque in the trees
Marcelo Crivella (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O autor da enuncia é Fernando Lyra Reys, ex-fiscal da Secretaria Municipal da Fazenda. Ele afirma que as empresas tinham 20 anos para explorar o serviço de 34 locais públicos para propagandas, como pontos de ônibus e relógios de rua.

Depois, o material seria da cidade do Rio de Janeiro. Mas Crivella renovou os contratos de concessão, causando prejuízo aos cofres públicos.

Crivella, por sua vez, defende-se dizendo que "a denúncia não faz o menor sentido" e que não há irregularidade em prorrogar a concessão.