Jornal do Brasil

Rio

Witzel decide antecipar extinção da Secretaria de Segurança

Decisão foi tomada após reunião com Anthony Garotinho

Jornal do Brasil MARIA LUISA DE MELO, malu@jb.com.br

Depois de assegurar que a extinção da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro só seria feita seis meses depois de tomar posse, o governador Wilson Witzel voltou atrás. Depois de uma reunião com integrantes da família Garotinho nesta sexta-feira (11), convocou reunião emergencial, comunicando que anteciparia as mudanças estruturais na segurança pública do estado. Em nota, a assessoria do Palácio confirmou a informação.

"O Governo do Estado antecipou as mudanças estruturais na área de Segurança Pública previstas para ocorrer em seis meses. Com isso, as atividades da Secretaria Executiva do Conselho de Segurança Pública passam para as secretarias de Estado de Polícia Militar e de Polícia Civil a partir da próxima segunda-feira (14/1), quando as mudanças serão publicadas no Diário Oficial", diz trecho do comunicado.

Segundo a assessoria de Witzel, o governo detectou nesses primeiros 11 dias que as secretarias da Polícia Militar e da Polícia Civil "já são capazes de absorver as funções desempenhadas pela Secretaria Executiva". Assim, "a transição das atividades será coordenada pela Secretaria de Estado da Casa Civil e Governança.

Com as mudanças, Roberto Motta, então secretário executivo do Conselho de Segurança Pública, será nomeado como assessor especial do gabinete do governador e ficará responsável pelos projetos de tecnologia na área de segurança.

Macaque in the trees
Wilson Witzel surpreende e é eleito governador (Foto: Agência Brasil e Agência Estado)