Jornal do Brasil

Rio

Viúva de Marielle Franco participa de evento em Roma

Monica Benicio contará a história da ativista em feira de livros

Jornal do Brasil

Monica Benicio, viúva da ativista Marielle Franco, será protagonista de um encontro realizado em Roma, na Itália. O debate, agendado para o próximo sábado (8), faz parte da "Più Libri più liberi" ("Mais livros, mais livres"), a única feira no mundo dedicada a editoras independentes. Marielle foi assassinada em março deste ano no Rio de Janeiro, e o encontro debate o trabalho e história da ativista, os direitos civis e o Brasil. Além de Monica, participam da mesa Fernanda Chavez e Michela Murgia.

A feira de pequenas e médias editoras inaugura nesta quarta-feira (5), em Roma, e dará um novo olhar sobre o humanismo, tema desta edição, com uma atenção especial às mulheres. O evento vai até o dia 9 e debaterá principalmente os direitos das mulheres, no ano de explosão do movimento #MeToo, bem como a liberdade de expressão, as discriminações e a violência de gênero.

Macaque in the trees
Mônica Benício (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Entre os encontros mais esperados da feira, está aquele com a socióloga turca Pinar Selek, também no dia 8, que trará o seu título "La maison du Bosphore". No livro, a protagonista Elif vê o pai ser preso pelo regime militar da Turquia logo após o golpe de Estado de 1980, assim como aconteceu com a autora, que foi torturada, encarcerada, e acabou exilada na França.

Durante o evento, será debatido o nascimento das desigualdades entre homens e mulheres, com o conto ilustrado de Dorothee Werner e Dorothee Wenner, chamado "A grande aventura dos direitos das mulheres". Já a revolução sexual, o feminismo e a militância política serão contados por Lia Migale em "Incontri all'angolo di un mattino", enquanto "Sei mia. Um amore violento", de Eleonora De Nardis, aborda a violência contra as mulheres.

Todos os anos, mais de 500 editoras, provenientes de toda a Itália, apresentam ao público as novidades e o próprio catálogo na "Più libri più liberi", a Feira Nacional da Pequena e Média Editora. Cinco dias e mais de 600 eventos marcam encontros com autores, leituras públicas, performances musicais e debates sobre temas atuais na feira, que nasce em dezembro de 2002.