Às escuras em plena luz do dia

Blecaute deixa 23% da cidade sem energia elétrica. metrô e sinais de trânsito ficam sem funcionar, e abastecimento de água é afetado jorge lourenço u m apagão de pouco menos de uma hora em 23% do rio de janeiro foi o suficiente para instalar o caos na cidade, ontem pela manhã. a falha, que ocorreu durante a implantação da nova subestação zona oeste, causou quedas de luz em todo o município, afetou semáforos, parou as duas linhas do metrô por duas horas e deixou lojas e restaurantes às escuras.

Agência nacional de energia elétrica (aneel) vai investigar o caso e pode multar a light e furnas pelo incidente, caso o motivo do blecaute tenha sido negligência ou problemas técnicos.

Segundo a cet-rio, a pane nos semáforos afetou a zona sul, centro, tijuca, barra da tijuca e campo grande.

Na tijuca, os problemas no metrô deixaram lotados os pontos de ônibus em torno da estação saens peña.

– quando a gente finalmente tem um final de semana de sol para ir à praia, isso acontece – disse a estudante lidiane pinheiro, de 21 anos, enquanto, com bolsa de praia na mão, procurava condução para chegar ao leblon. – peguei o ônibus de integração no grajaú e logo me avisaram que o metrô não estava funcionando.

Nos shoppings da zona sul, já lotados por conta das compras de natal, houve filas nas escadas rolantes e nos estacionamentos, pois os geradores foram um atrativo a mais na concorrência com as lojas e restaurantes de rua, que ficaram às escuras e sem ar condicionado.

No restaurante fronteira, no jardim botânico, clientes e funcionários reclamavam do calor.

– deixamos a porta aberta, mas não dá vazão – admitiu uma funcionária, que avisava a todos que chegavam da falta de ar condicionado, o que fazia a maioria dos clientes desistir.