Parada cinematográfica dos gays

José Luiz de Pinho

O céu nublado ficou carente do arco-írisneste domingo.Maso verde, amarelo, rosa,azul, ver- melhoe lilásreluziramainda mais forte na orla da cinzenta Co- pacabana.Com muitobeijona boca, a 15ª Parada LGBT (lésbi- cas, gays, bissexuais, t ravestis, transexuais, transgêneros e sim- patizantes)mobilizou 1milhão de pessoas na Zona Sul. Um alerta nacional para defen- der duas causas que o mundo gay reivindica há15 anos: ofim da homofobia e a aprovação da união de pessoas do mesmo sexo. A manifestação,que mobili- zou 150 homensda Polícia Mi- litar eoutros tantosda Guarda Municipal,teve atéaparticipa- çãode umheróida ficção:um Avatar, de 1,78m. – No filme, o Avatar veio para salvar o planeta. Na vida real, es- tou aqui para lutar em favor das causashomossexuais –justifi- cou o cabeleireiro e maquiador JoséRibeiro Magalhães,todo pintado de azul.

Álvaro Riveros

Continua na página seguinte.

Evento, que teve até um Avatar, reuniu um milhão de adeptos, em Copacabana, numa luta pela criminalização da homofobia e aunião entre homossexuaisAUTO-AFIRMAÇÃO

Paradacinematográficadosgays