Cemitério clandestino nos Macacos

Polícia acha ossadas no alto do mor r o, em Vila Isabel, onde traficantes executavam vítimas

Quatr o dias depois de a polícia ocupar o Morr o dos Macacos, em V ila Isa bel, par a a f utur a insta- lação da 13ª Unidade de P olícia P acificador a (UPP) e m com uni- dades antes dominadas pelo trá- fico de dr o gas, policiais do Ba- talhão de Oper ações Especiais (Bope) encontr ar am, ontem à tar- de, duas ossadas no alto do morr o . O local funciona v a como um ce- mitério clandestino , onde os tr a- ficantes e xecuta v a m e enterr a- v am suas vítimas. Além dos crânios, a polícia en- contr ou r estos de material me- tálico , o que indica que os tr a- ficantes usa v am o espaço par a tortur ar e queimar suas vítimas, no local conhecido como “mi- cr o-ondas do tráfico”. As ossadas f or am descober - tas g r aças à ação de 15 cães f ar ejador es da Companhia de Cães da P olícia Militar . De acor - do com o porta-v oz do Bope, ca - pitão Iv an Blaz, o cemitério clandestino f oi encontr ado de - pois de denúncias dos próprios mor ador es da com unidade. A polícia ainda esper a encontr ar ali mais r estos mortais. Ainda segundo o capitão Iv an Blaz, um dos cor pos tinha mar cas de queimadur as. As os - sadas f or am r ecolhidas por sol - dados do Cor po de Bombeir os. T odo o material será submetido a e xame de DN A com objeti v o de se descobrir a identidade dos mortos.

Helicópter o derr ubado há um ano

As ossadas f or am encontr adas um dia depois de completado um ano que tr aficantes do Morr o dos Macacos derrubar am um helicóp - ter o da polícia dur ante intenso ti - r o teio no dia 17 de outubr o de 2009. T r ês policiais morr er am com a e x - plosão da aer ona v e . Cer ca de 80 policiais do Bope ocupam o Morr o dos Macacos des- de quinta-feir a. A ocupação tam- bém se estende às com unidades conhecid as como P au da Ban- deir a e P ar que V ila Isa bel. Segundo a Secr etaria de Se- gur ança Pública, a UPP atenderá cer ca de 39 mil mor ador es do mor- r o , sendo 12 mil da própria co- m unidade e 27 mil mor ador es que ha bitam em v olta da f a v ela. O secr etário de Segur ança Pública, J osé Mariano Beltr a - me, já adiantou que as com u - nidades no entorno do Morr o dos Macacos também serão pa - cificadas até o fim do ano . De acor do com Beltr ame, a 14ª UPP irá pacificar os morr os de São J oão , da Matriz e do Quieto , beneficiando , também, os mo - r ador es dos bairr os do Engenho No v o , Gr ajaú e T ijuca. A Secr etaria de Segur ança pr e- tende pacificar as ár eas críticas do Rio até dez embr o de 2014. No fim deste pr ocesso nas f a v elas da ár ea do Morr o d os Macacos, 44 com unidades já estarão pacifica- das e cer ca de 245 mil pessoas serão beneficiadas dir eta e i ndi- r etamente pelas UPPs.

Divulgação