Velhice é coisa da sua cabeça

-->LONGEVIDADE-->V elhice é coisa da sua-->No Dia Nacional do Idoso, pessoal da ter ceira idade invade praça em Copacaba-->José Luiz de Pinho-->A Pr aça Serz edelo Corr ea, em Copaca bana, tr ansf ormou-se, on- tem, no par aíso da e xperiência, com m uito e xer cício , canto e r e s- gate da cidadania da ter ceir a ida- de. P ar a mar car o Dia Nacional do Idoso , o pessoal da c hamada me- lhor idade r esolv eu mostr ar que v elho é a mente de quem não sa be vi v er a vida. Cer ca de 70 pessoas com idades acima dos 60 anos r eunir am-se na pr aça, que r ece beu o pr ojeto Arte em Mo vimento , da Secr etaria Es- pecial de En v elhecimento Sau- dáv el e Qualidade de V ida, ór gão da pr efeitur a do Rio . Entr e as inúmer as ati vidades, elas fiz er am ginástica, sessões de tai c hi c huan, dança, e xer cícios d a f ace, além de f a z er em e x ames de vista e r e ce ber em atendimento mé - dico , geriátrico , odontológico e of - talmológico , ofer ecidos pelo pr o - jeto Saúde Móv el, da pr efeitur a. Um e xemplo do r esgate da jo- vialiade f oi dado por dona J u - lieta, 78 anos, que fr equenta as aulas de canto e dança. Se antes er a deprimida, ela passou a amar a vida depois aderir ao pr ojeto . – T enho 78 anos e me sinto mais jo v em do que m uita jo v em por aí – gar antiu J ulieta, mor ador a de Co- pacabana.-->Pr ojeto existe há 10 anos-->O pr ojeto Arte em Mo vimento já e x iste há 10 anos, com aulas de canto , dança e teatr o . Destaque pa - r a o cor a l com 65 integ r antes e média de 74 anos, que cantam na F e ir a da P r o vidência e em C on - ser v atória, a cidade das ser e stas. Sob a r egência do maestr o De - nison Sá, o cor a l c hamou a atenção de quem passa v a pela pr aça, ao cantar músicas popular e s e clás - sicas. F o rmado pela uni v er sidade de Liance, n a F r ança, o maestr o é especialista em v oz humana. – T ambém dou aulas de e xer--->GERAL -->– Cuidar dos dentes, medir a pr essão, fazer exame oftalmológico e ginástica. Os idosos tiveram uma agenda cheia, ontem, em CopabanaFotos Vítor Silva-->cícios par a a f ace, articulações r esponsáv eis pela f ala e par a a r espir ação – inf ormou o maestr o . Dir etor a-ger al do pr ojeto , Z u- leika de Castr o , emociona-se ao f alar do Arte em Mo vimento: – É mar a vilhoso f az er esse tr a - balho com o pessoal da ter ceir a idade. A e xpectati v a de vida dos br asileir os subiu par a 77 anos, au - mentando , também, a v ontade de - les de vi v er . Depois de f az er e xer cícios nos apar elhos da academia da ter cei- r a idade, que funciona na pr aça, o aposentado Nestor Car v alho nem par ecia cansado . – F aço e xer cícios diariamente, e o que não me f alta é v ontade de vi v er – a visou Nestor . Dalv a Medeir os de Souza, 73 anos, mor ador a de Ipanema, que participou da aula de ginástica, também enalteceu sua vida ati v a. – A gente não pode par ar no tempo e a ati vidade física é a melhor maneir a par a a pessoa se sentir cada v ez mais f orte – ad- v ertiu Dalv a.-->EXIBIÇÃO -->– Coral Ar te em Movimento chamou à atenção na praça-->cabeça