UmaLapade cara

-->Rio-->Pr ojeto de R$ 1,2 milhão r esgata a tradição do berço da boemia cariocaR E V I TA L I Z A Ç Ã O-->José Luiz de Pinho-->Berço da boemia carioca des- de 1750, quando surgiu no ce- nário da cidade, a L a p a v ai en- cerrar o ano em grande estilo e de cara no v a. Graças ao projeto de R$ 1,2 milhão, a pro v ado pelo Instituto do P atrimônio Histó- rico e Artístico Nacional (Iphan), com v erbas do Pro gra- ma Nacional de A poio à Cultura (Pronac). P osto em prática em meados de junho, o projeto tem pre visão de ser conc luído em de- z embro, início do v erão. – Já estamos na metade. Até lá, toda a obra estrutural será conc luída. Bem como a pintura das duas f ac hadas dos 42 arcos e xistentes – an uncia o enge - nheiro Marcos Soares, diretor presidente do Centro de Es - tudos e P esquisa 28, respon - sáv el pelas obras. – Na v erda - de, estamos restaurando toda a La pa, sempre obedecendo às normas técnicas do Iphan. Cerca de 50 operários tocam as obras há três meses, quando se iniciou um estudo para a v aliar as estruturas do mon umento. – Detectamos que a argamassa antiga ha via sido misturada a ci - mento. Daí a sua deteriorização – inf ormou o engenheiro. Se gundo ele, as estruturas dos Arcos da La pa já passaram por duas interv enções antes dessa re - f orma, quando f oram derrubados dois pilares, um na Rua dos Arcos e outro na Mem de Sá, para dar passa gem aos bondes de rua. – P or isso, v a mos f az er um es- tudo arqueológico das antigas fundações dos arcos com o acom- panhamento do Iphan para sa- bermos de suas reais condições – adianta o engenheiro. P or parte da prefeitura, a Se - cretaria Municipal de Assistência Social já tem um projeto para re - tirar os mendigos da La pa e dar no v o aspecto ao cartão-postal.-->nova-->Continua na página seguinte