O Hospício de Pedro II

-->Com o início do século XIX, o tr atamento de doentes mentais ing r es - sou em no v a f ase, seguindo o tr a balho desen v olvido por Phi - lippe Pinel no hospital Salpê - trièr e, em P aris. Com uma a bor - dagem mais humana, os g ri - lhões f or am r etir ados e os doen - tes saír am do confinamento . A estr anheza da r azão com r ela - ção à loucur a contin uou, é cer - to , mas pelo menos com menos violência física. A no v a postur a em ulou ini - ciati v as semelhantes no m undo todo , e entr e nós a primazia cou - be à Santa Casa de Misericór dia que, atr a vés do pr o v edor J osé Clemente P er eir a, pr opôs a construção do primeir o hospí - cio de alienados do Br asil. Com o apoio do impe - r ador D . P edr o II, as obr as ini - ciar am em se - tembr o de 1842, ficando pr onta a obr a dez anos depois. O local escolhido fica v a na Chá - car a do V igário Ger al, pr opriedade da Santa Casa, na Pr aia V ermelha, à qual f or am acr escentados outr os terr enos. O belo prédio , pr ojeto do ar quiteto Domingos Monteir o , r e - ce beu em dez embr o de 1852 os primeir os pacientes, ficando os ho - mens do lado dir eito e as m ulher es à esquer da. A r otina dos internos incluía tr a balhos man uais, os quais supriam várias necessidades inter - nas da instituição . O Hospício de P edr o II f o i r e- tir ado da jurisdição da Santa Ca- sa em 1890, tornando-se Hospí--->Repr odução-->ANTIGO HOSPÍCIO -->– Local onde hoje fica a UFRJ, na Ur ca, imponente obra do século XIX-->cio Nacional de Alienados , en- tr ando em decadência, até ser r esgatado por P edr o Calmon que, a partir de 1948, conseguiu in- cor porá-lo à Uni v e r sidade do Br a- sil, hoje UFRJ , salv ando-o da des- truição certa nas m ãos dos e ter- nos oportunistas de ocasião .-->>> DESERTO -->– O mau tempo deixou as praias vazias no primeir o sábado da primavera. E, para hoje, a pr evisão é de chuva à tar de com rajadas de ventoFoto Rafael Moraes-->Bloco Cacique de Ramos ganhará sede r enovada-->Um dos blocos de Car naval mais tradicionais da cidade vai ganhar , amanhã, uma sede de cara nova. A quadra onde acontecem alguns dos principais eventos car navalescos do Rio ganhou pela primeira vez cober tura, antiga r eivindicação da comunidade. Agora, a sede vai contar também com um centr o cultural e voltará a ter fachadas com características originais da época em que foi constr uída. Além disso, a r emodelagem também contará com um palco do samba. A quadra será utilizada durante a semana para prática de espor tes pelos alunos da Escola Municipal Clóvis Beviláqua, que fica ao lado da sede do bloco.-->Cur tas-->Começam hoje as pr ovas para concurso de soldado da PM-->Hoje, o Centr o de Recr utamento e Seleção de Praças da Polícia Militar vai aplicar , em diversas r egiões do Rio, pr ovas para admissão no Curso de For mação de Soldados da PM. O acesso dos candidatos aos locais de pr ova será liberado a par tir de meio-dia. A avaliação só vai ter início às 14h30. Os or ganizador es da pr ova pedem que os candidatos obser vem o horário de fechamento dos por tões, que será às 13h30, uma hora antes do início da pr ova. A entrada não será autorizada depois desse horário sob nenhuma hipótese. Ao todo são 3.600 vagas, que serão disputadas por homens e mulher es, que já concluíram o ensino médio.