Pedalando e cantando...

-->Adeptos do Dia Mundial sem Car r o, Paes vai trabalhar de bicicleta. Já Cabral não par ticipará-->Maria Luisa de Melo-->Repetindo a dose do ano pas - sado , o pr efeito Eduar do P aes – adepto do mo vimento Dia Mun - dial sem Carr o – v ai par a o tr a - balho , hoje, às 6h, de bicicleta. Sairá da V ista Chinesa, vizinha à r esidência oficial, até o P a - lácio da Cidade, em Botaf o go , onde dará e xpediente, em um per cur so de apr o ximadamente 20 quilômetr os. Já o go v ernador e candidato à r eeleição , Sér gio Ca br al, que também participou do mo vimento no ano passado , está impedido de participar desta v ez. Está se r ecuper ando de uma cirur gia feita par a con - ter uma ruptur a no menisco la - ter al do joelho dir eito . Além de Eduar do P aes, já con- firmar am pr esença o secr etário m u nicipal de T r ansportes Se bas- tião Rodrigues, o subsecr etário Luiz Car los V eloso , o c hefe de ga binete Ir an Rodrigues e o co- or denador do pr o g r ama -->Rio, Es- tado da Bicicleta -->, Maur o T a v ar es. O secr etário Se bastião Rodri- gues, mor ador de Niterói, deixa- rá, segundo sua assessoria, o car- r o em casa e virá par a o Rio de bar ca. Ele se unirá aos outr os co- legas de tr a balho na estação da Pr aça 15. De lá, o g rupo seguirá de bicicleta pelo Aterr o d o Flamen- sas g r andes cidades. Quem quiser aderir ao uso da bicicleta contará com dois estacionamentos e um bicicle- tário , que vão funcionar no Cen- tr o da cidade. Um ponto de alu- guel de bicicletas também será montado em fr ente à estação de metrô do Lar go da Carioca. Segundo a Companhia de Engenharia de T ráfego do Rio de J aneir o , dur an - te o mesmo e v ento , em se - tembr o do ano passado , houv e r edução média no tempo de per cur so de 27% nas vias da cidade do Rio , c hegando a 59% na A v enida das Américas, Bar - r a da T ijuca (Zona Oeste).-->Aposta no transpor te público-->Indagado sobr e a dificuldade dos ciclistas de se locomo v er em nas ruas da cidade disputadas por carr os e ônibus e também sobr e os principais pr oblemas do tr ans- porte público no Rio , como a su- per lotação , o secr etário m u nici- pal de Meio Ambiente e vice-pr e- feito , Car los Alberto Muniz, disse que a pr efeitur a não tem visto os pr oblemas de br aços cruzados. – O t r ansporte público na ci- dade está passando por uma g r an- de r e f orm ulação com a r aciona- lização de ônibus, por e xemplo , que v ai entr ar em vigor a partir do mês de outubr o , e com o aumento a oferta de coleti v os na Zona Oes- te – gar antiu. – Além disso , a Se- cr etaria de Meio Ambiente está instalando m uitas ciclo vias em to- da a cidade, sobr etudo nas z onas Norte e Oeste. Uma no v a bicicleata, or gani- zada pela F eder ação de Ciclismo do Rio(F ecierj) f ará o per cur so do Leme ao Centr o da cidade. No domingo passado , cer ca de 15 mil ciclistas fiz er am um passeio pela or la, já em comemor ação ao Dia Mundial sem Carr o . – As pessoas quer em cada v ez mais colocar o automóv el na rua como se ele f osse um status, mas esquecem os danos do car - r o – declar ou Cláudio Santos, pr esidente da F ecierj.-->JUNTOS – Dupla aderiu ao evento no ano passado, indo trabalhar sobr e duas r odas-->go até a sede da Secr etaria de T r ansportes, no bairr o de Copa- ca bana (Zona Sul). Da Pr aça 15 até a Secr etaria Municipal de T r ansportes serão 7,4 quilômetr os de pedaladas. Segundo a secr eta- ria, esta ação v a i r e- duzir pelo menos cer- ca de dez carr os nas ruas da cidade.-->Uso da bicicleta-->P a r a o secr etário esta- dual de T r ansportes, Se- bastião Rodrigues, a bici- cleta é uma alternati v a viá- v el par a pequenos e mé- dios deslocamentos, por- que, além de bar ata, não polui e ainda contribui com a saúde daquele que pedala. –T emos na secr etaria há três anos o pr o g r ama -->Rio, Estado da Bicicleta -->, que vi- sa estim ular o uso da bi- cicleta como meio de tr ansporte, sobr etudo em per cur sos menor es que cinco quilômetr os – contou. – É importante incenti v armos, especial- mente, crianças e jo v ens a pr ocur ar em meios de tr ansportes mais susten- táv eis par a gar antirmos um futur o m elhor par a nos-