Programação de Teatro - 13 a 19 de janeiro

TEATRO/ESTREIAS 

A PROPÓSITO DE SENHORITA JULIA - Texto de August Strindberg. Adaptação de José Almino. Direção de Walter Lima Jr. Com Alessandra Negrini, Armando Babaioff e Dani Ornellas. Na adaptação do clássico de Strindberg, a ação é transportada para os dias atuais e propõe dois duelos: o de sexos e o de classes sociais, a partir da história de uma mulher rica que se envolve com o motorista do seu pai, construindo um jogo onde a dominação se inverte a cada instante. Teatro Nelson Rodrigues, Av. República do Chile, 230, anexo, Centro (2262-5483). Cap.: 388 pessoas. 5ª a sáb.,às 20h; dom., às 19h30. R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h30. Até 12 de fevereiro. Estreia na sexta (13/01).

O BOM CANÁRIO - Texto de Zacharias Helm. Tradução e adaptação de Mauro Lima. Direção de Rafaella Amado e Leonardo Netto. Supervisão geral de Camilla Amado. Com Flávia Zillo, Joelson Medeiros, Érico Brás, Leandro Castilho, Marcos Acher, Roberto Lobo e Sara Freitas. Percorrendo a fronteira do humor e da loucura, a peça se aprofunda no mundo da arte através do conturbado relacionamento de um escritor promissor que repentinamente alcança o sucesso e sua mulher viciada em drogas. Teatro Poeira, Rua São João Batista, 104, Botafogo (2537-8053). Cap.: 182 pessoas. 5ª a sáb., às 21h; dom., às 19h. R$ 50. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 16 anos. Duração: 1h40. Até 4 de março. Estreou na quinta (12/01).  

OS ALTRUÍSTAS - Texto de Nicky Silver. Direção de Guilherme Weber. Com Mariana Ximenes, Kiko Mascarenhas, Miguel Thiré, Jonathan Haagensen e Stella Rabello. A peça aborda de forma extremada as neuroses urbanas, a superficialidade das relações humanas, a homofobia, drogas e reinvidicações políticas inócuas atraves da história de Sidney, uma atriz de novela políticamente incorreta e desiquilibrada, que convive e sustenta um grupo de jovens radicais organizados em torno do seu namorado. Espaço Tom Jobim, Rua Jardim Botânico, 1.008, Jardim Botânico (2274-7012). Cap.: 500 pessoas. 6ª e sáb., às 20h30; dom., às 20h. R$ 60. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 18 anos. Duração: 1h40. Até 12 de fevereiro. Estreia na sexta (13/01).  

A BAILARINA, O ILUMINADOR E A PIANISTA MAQUIADA - Espetáuclo da companhia capixaba Galharufa. Dramaturgia de Diego de Angeli e Rodrigo de Vasconcellos. Direção de Diego de Angeli. Com Higor Campagnaro, Tayana Dantas, Thais Simonassi e Úrsula Cabral. Nos bastidores de um espetáculo, enquanto se preparam para mais um dia de apresentação, quatro artistas são surpreendido por uma explosão no teatro. O evento inesperado detona estranhos comportamentos na trupe e segredos são revelados. Teatro Gláucio Gill, Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana (2332-7904). Cap.: 150 pessoas. 4ª e 5ª, às 20h. R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h20. Até 16 de fevereiro. Estreia na quarta (18/01)

AS CRIADAS - Texto de Jean Genet. Direção de Edson ZIlle. Com Ângela Câmara, Sabrina Fortes e Joana Cabral. Na ausência da patroa, duas irmãs, empregadas de uma casa, brincam de representar papéis que ilustram suas vidas. Uma faz o papel de madame e a outra faz o papel de criada, mas não dela mesma, e sim de sua irmã. Dentro desse jogo elas demonstram a frustração que guardam em relação à condição que vivem. Teatro Glaucio Gill / Café, Praça Cardeal Arcoverde s/nº, Copacabana (2332-7904). Cap.: 30 pessoas. Sáb. e dom., às 19h. R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h20. Até 12 de fevereiro. Estreia no sábado (14/01).  

DUPLO CRIMP - Texto de Martin Crimp. Direção de Felipe Vidal. Tradução e pesquisa: Daniele Ávila. Elenco (“O Campo”): Flavia Pucci, Adriano Saboya, Gabriela Carneiro da Cunha. Elenco (“A Cidade”): Cris Larin, Lucas Gouvêa, Nicole Cordery, Beatriz Bertu. O projeto reúne as peças "O Campo"  e "A Cidade" do dramaturgo inglês Martin  Crimp, conhecido por seus diálogos  contundentes e por expor uma visão peculiar das relações humanas. Os  textos dialogam entre si e podem ser assistidos em uma única sessão ou separadamente. Teatro Gláucio Gill, Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana (2332-7904). Cap.: 150 pessoas. “Duplo Crimp”: 6ª e 2ª, às 20h / 180 min (com intervalo); “O Campo”: sáb., às 21h / 85 min.; “A Cidade”: dom., às 21h / 75 min. R$ 30 (6ª e 2ª / programa duplo) e R$ 20 (sáb. e dom.). Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 16 anos. Até 13 de fevereiro. Estreia na sexta (13/01)

MALVADAS – TUDO SOBRE SHARON, SHEILA & SHIRLEY - Texto de Alessandro Marson. Direção de  Alessandro Marson e Vietia Zangrandi. Com Flávia Guedes, Roberta Foster e Luciana Goncalves. Na comédia, as irmãs e aspirantes a celebridade, Sharon, Sheila e  Shirley, disputam um único convite para uma badalada festa. Vale tudo para tirar as adversárias do páreo. Teatro Clara Nunes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52/3º piso, Gávea ( 2274-9696). Cap.: 527 pessoas. 3ª e 4ª, às 21h.  R$ 60. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h15. Até 29 de fevereiro. Estreia na terça (17/01) 

A MECÂNICA DAS BORBOLETAS - Texto de Walter Daguerre. Direção de Paulo de Moraes. Com Eriberto Leão, Ana Kutner, Otto Jr. e Suzana Faini. O retorno de um filho após 20 anos de ausência provoca um acerto de contas familiar com as culpas, cobranças e perdas que envolvem o reencontro. Centro Cultural Banco do Brasil / Teatro 1, Rua Primeiro de Março, 66, Centro (3808-2020). Cap.: 172 pessoas + 3 cadeirantes. 4ª a dom., às 19h. R$ 6. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h30. Até 4 de março. Estreou na quarta (11/01).

AS MIMOSAS DA PRAÇA TIRADENTES - Texto de Gustavo Gasparani e Eduardo Rieche. Direção de Gustavo Gasparani e Sergio Módena. Direção de movimento e coreografia: Renato VieiraCom Cláudio Tovar, César Augusto, Marya Bravo, Gustavo Gasparani, Jonas Hammar, Milton Filho e elenco. Músicos: Nando Duarte (violão / guitarra), Itamar Assiere (piano), Pedro Mangia (baixo), Carlos César (bateria) e Dado (sopros). O musical  conta o início, o apogeu e a decadência da Praça Tiradentes, que por mais de um século se firmou como o grande centro de efervescência cultural da cidade. Teatro Municipal Carlos Gomes, Rua Pedro I, 4, Praça Tiradentes, Centro (2215-0556 / 2224-3602). 5ª a dom., às 19h30. R$ 50. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 110 minutos.  Até 25 de março. Estreia sábado (14/01). Domingo, ingressos a R$ 1.

ÓPERA DO MALANDRO - Adaptação e direção de Eliza Pragana. Arranjos musicais de Pedro Cintra. O musical de Chico Buarque de Holanda ganha nova versão com os atores da Cia. de Teatro Contemporânea com as desavenças entre o contrabandista Max Overseas e o dono de prostíbulos Fernandes Duran transportada para os dias atuais. No centro da briga está Terezinha, filha única de Duran que se casa com Max e instaura a disputa pelo poder entre o malandro e o sogro. Sede da Companhia de Teatro Contemporâneo/Teatro 1, Rua Conde de Irajá, 253, Botafogo (2537-5204). Cap.: 100 pessoas. Sáb., às 21; dom., às 20h. R$ 30. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 16 anos. Duração 1h30. Até 12 de fevereiro. Estreia no sábado (14/01)

VIDA É O QUE? - Texto e direção de Veronica Diaz. Supervisão de Enrique Diaz. Com Ângela Câmara e Alexandre David. O encontro de dois personagens solitários muito diferentes, traduzido no embate de linguagens, é a base de uma crítica bem-humorada à sociedade de consumo. Teatro Municipal Maria Clara Machado, Planetário da Gávea, Av. Padre Leonel Franca, 240, Gávea (2274-7722). Cap.: 128 pessoas. 6ª, sáb. e dom., às 21h30. R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h10. Até 12 de fevereiro. Estreia na sexta (13/01)Domingo, ingressos a R$ 1.

A VINGANÇA DO ESPELHO: A HISTÓRIA DE ZEZÉ MACEDO - Texto de Flavio Marinho. Direção de Amir Haddad. Com Betty Gofman, Tadeu Mello, Mouhamed Harfouch, Marta Paret e Antonio Fragoso. O espetáculo tem como cenário uma sala de ensaio e usa a metalinguagem para narrar a trajetória da primeira dama da chanchada: Zezé Macedo. Da sua aparência a seus amores, passando pelo sucesso no cinema e na TV.  Casa de Cultura Laura Alvim, Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2015). Cap.: 245 pessoas. 5ª a sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h20. Até 26 de fevereiro. Estreia na quinta (19/01)

XANADU - UM MUSICAL DA BROADWAY - Texto de Douglas Carter Beane. Músicas e letras: Jeff Lynne e John Farrar. Versão brasileira de Artur Xexéo. Direção de Miguel Falabella. Direção musical de Carlos Bauzys. Com Danielle Winits, Thiago Fragoso, Sidney Magal, Sabrina Korgut, Gottsha e elenco. Com uma miscelânia de Grécia Antiga com anos 80, o musical conta a história de uma semideusa da mitologia grega que desce à terra para ajudar Sonny Malone, um artista incompreendido que pretende abrir uma casa noturna diferente de tudo que havia sido feito até então. Oi Casa Grande, Av. Afrânio de Mello Franco, 290, Leblon (2511-0800). Cap.: 926 pessoas.  5ª e 6ª, às 21h; sáb., às 19h e 21h30; dom., às 19h. Preços: Balcão setor 3: R$ 40 (5ª e 6ª) e R$ 60 (sáb. e dom.); Balcão setor 2: R$ 80 (5ª e 6ª) e R$ 100 (sáb. e dom.);  Plateia setor 1: R$ 100 (5ª e 6ª) e R$ 120 (sáb. e dom.); Plateia vip e camarotes: R$ 120 (5ª e 6ª) e R$ 150 (sáb. e dom.); Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Estreia (13/01).

TEATRO/REESTREIAS 

AMORZINHO, UM CONTO DE TCHEKHOV - Texto de Anton Tchekhov. Texto final de Bruno Lara Resende. Direção de Orã Figueiredo. Com Lourival Prudêncio, Raquel Iantas e Sávio Moll. A peça conta de forma lírica e bem humorada a história de Olenka, uma mulher que só vê sentido na vida quando está amando alguém. Teatro Municipal do Jockey, Rua Bartolomeu Mitre, 1.110, Gávea  (3114-1286). Estacionamento gratuito, entrada pela rua Mário Ribeiro, 410.  Cap.: 84 pessoas. 6ª a dom., às 21h. R$ 30. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 10 anos. Duração: 60min.  Até  4 de março. Reestreia na sexta (13/01)CotaçõesTeresa Mascarenhas: ** (Bom). Domingo, ingressos a R$ 1.

CABARÉ LEBRÃO - Texto de Rodrigo Murat. Direção de Paulo Reis. Trilha Sonora de Caíque Botkay. Com Isabel Mello, Raul Vianna, Paulo Reis e elenco. Entre os dramas e as comédias de uma família, o espetáculo faz uma biografia do bairro do Leblon, resgatando passagens relevantes da história da cidade da década de 40 aos dias de hoje. Teatro Municipal Café Pequeno, Av. Ataulfo de Paiva, 269, Leblon (2294-4480). Cap.: 100 pessoas. 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 30. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 18 anos. Duração: 1h30. Até 12 de fevereiro. Reestreia na sexta (13/01)Domingo, ingressos a R$ 1.

CASAR PRA QUÊ? – Texto de Alessandro Anes. Direção de Eri Johnson. Com Alessandro Anes e Ana Teresa Welerson. Comédia romântica sobre um casal: ele adora cerveja e futebol e ela,  shopping e novela. Apesar das diferenças, os dois não se largam e vivem um sem o outro. Centro Cultural Anglo Americano, Av. das Américas 2.603, Barra da Tijuca, anexo ao colégio Anglo Americano (2439-8002). Cap.: 260 pessoas. 6ª e sáb., às 21h30; dom., às 20h30. R$ 50.  Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia.14 anos. Duração: 1h10. Até 29 de janeiro. Reestreia na sexta (13/01).

CRIADOS EM CATIVEIRO - De Nicky Silver. Direção de Jefferson Miranda. Com Christiana Guinle, Alcemar Vieira, Marcio Vito, Deise Manttuano e Alonso Zerbinato. Com um humor cáustico, recorrente nos textos do americano Nicky Silver, o espetáculo coloca uma lente de aumento sobre aspectos psíquicos e emocionais do homem urbano através das complicadas relações que cercam a vida dos irmãos gêmeos Bernadette e Frederico. Oi Futuro Flamengo, Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo (3131-3060). Cap.: 60 pessoas. 5ª a dom., às 19h30.  R$ 15. Estudantes e maiores de 60 anos. 18 anos. Duração: 2h30 (com intervalo).  Até 12 de fevereiro.  Reestreou na quinta (12/01).

EMILINHA E MARLENE - AS RAINHAS DO RÁDIO -  Texto de Thereza Falcão e Julio Fischer. Direção de Antonio de Bonis. Direção Musical: Marcelo Alonso Neves. Piano e regência: Cristina Bhering. Com Solange Badin, Vanessa Gerbelli, Stella Maria Rodrigues, Cristiano Gualda e elenco. O  musical com mais de 50 canções executadas ao vivo conta a trajetória das cantoras Emilinha Borba e Marlene e a rivalidade histórica entre as duas artistas e seus fãs-clubes, tendo como pano de fundo seis décadas da história do Brasil e a época de ouro do rádio brasileiro. Teatro Maison de France, Av. Presidente Antonio Carlos, 58, Centro (2544-2533). Cap.: 353 pessoas. 5ª e 6ª, às 19h30; sáb., às 20h30; dom., às 18h30.  R$ 60 (5ª e 6ª) e  R$ 80 (sáb. e dom.).  Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. Livre.  Duração: 2h30 (com intervalo). Até 11 de março. CotaçõesAna Lúcia Vieira de Andrade: * (Regular). Claudia Chaves: * (Regular). Teresa Mascarenhas: ** (Bom). Virgínia van der Linden: ** (Bom).  

O FILHO ETERNO – Espetáculo da Cia. Atores de Laura. Texto de Cristovão Tezza. Adaptação de  Bruno Lara Resende. Direção de Daniel Herz. Com  Charles Fricks. O monólogo traz as dificuldades diárias e não esconde as decepções de um pai que precisa lidar com um filho que nasce com a Síndrome de Down. Teatro Leblon / Sala Tônia Carrero, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2274-3536). Cap.: 210 pessoas. 6ª e sáb., às 18h30. R$ 50. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h15. Cotações: Claudia Chaves: *** (Ótimo).  Teresa Mascarenhas: * (Regular). Até 25 de fevereiro. Reestreia na sexta (13/01).

PALETÓ DE LAMÊ - Direção artística de Sergio Módena e Gustavo Wabner. Direção musical de Gabriel Mesquita. Com Erika Riba e Robson Camilo. Músicos: Leandro Donner (guitarra), Fernando Cunha (baixo), Pedro Tie (teclado) e : Mike Rothman (bateria). Com muito humor e glamour, o musical  apresenta as obras de cantores e compositores classificados como lado B da nossa música nos anos 60 e 70, interpretados pelos atores/cantores Erika Riba e Robson Camilo. Sala Municipal Baden Powell, Av. N.S. de Copacabana, 360, Copacabana (2548-0421). Cap.: 500 pessoas. 6ª a dom., às 20h. R$ 30. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h10. Até 12 de fevereiro. Reestreia na sexta (13/01)Domingo, ingressos a R$ 1.

AS REGRAS DA ARTE DE BEM VIVER NA SOCIEDADE MODERNA - Texto de Jean-Luc Lagarce. Adaptação de Lorena da Silva e Miguel Vellinho. Direção de Miguel Vellinho. Interpretação de  Lorena da Silva. Em cena, uma “senhora” passa orientações a respeito de como os indivíduos devem se comportar em situações sociais comuns, como nascimento, batismo, casamento, bodas de prata e funeral. Com afirmações tão absurdas que se tornam cômicas,  peça e, na verdade, uma aguçada crítica aos padrões “politicamente corretos” que ganharam força a partir dos anos 80.  Teatro Laura Alvim/Espaço Rogério Cardoso, Av. Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2016). Cap.: 70 pessoas. 5ª a sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 30. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 10 anos. Duração: 60 minutos. Até 4 de março. Reestreou na quinta (12/01)

ROSA – Texto de Martin Sherman. Direção de Ana Paz. Com  Debora Olivieri. Rosa é uma senhora judia de aproximadamente 80 anos que, durante o shivah (período do luto judaico), relembra sua vida, desde a infância numa cidadezinha da Ucrânia até seus dias atuais, em Miami Beach.  Com leveza, emoção e ironia, a personagem nos conduz para quase um século de histórias. Midrash Centro Cultural, Rua General Venâncio Flores, 184, Leblon (2239-2222). Cap.: 80 pessoas. 4 ª, às 18h; 5ª, às 21h. R$ 40. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h20. Até 16 de fevereiro. Cotações: Ana Lúcia Vieira: ** (Bom). Claudia Chaves: *** (Ótimo). Teresa Mascarenhas: *** (Ótimo). Virgínia van der Linden: **(Bom). Reestreou na quarta (11/01).

SASSARICANDO – E O RIO INVENTOU A MARCHINHA - Concepção e roteiro: Rosa Maria Araújo e Sérgio Cabral. Direção de Cláudio Botelho. Direção musical de Luis Filipe de Lima. Coreografias de Renato Vieira. Com Eduardo Dussek, Inez Viana, Alfredo Del-Penho, Beatriz Faria, Juliana Diniz, Pedro Paulo Malta, Pedro Miranda e banda. Composto por quase uma centena de canções assinadas por nomes como Noel Rosa, Lamartine Babo, Haroldo Lobo e Braguinha, o musical faz uma crônica da vida e dos costumes do Rio. Teatro Leblon / Sala Fernanda Montenegro, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 417 pessoas. 5ª, às 21h; 6ª e sáb., às 18h; dom., às 17h. R$ 50 (palteia) e R$ 30 (balcão). Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. Livre. Duração: 2h (com intervalo). Até 26 de fevereiro. Reestreou na quinta (12/01)CotaçãoTeresa Mascarenhas: *** (Ótimo).   

SURTO – Criação e interpretação do grupo Os Surtados. Com Flávia Guedes, Rodrigo Fagundes e Wendell Bendelack.Ator convidado: Renato Bavier. O espetáculo traz quatro atores que cansados do fracasso e da manipulação da mídia que resolvem dar um reviravolta e tirar sarro do absurdo das situações da vida moderna pelo prisma do humor. Teatro Clara Nunes, Shopping da Gávea,  Rua Marquês de São Vicente, 52, 3º piso, Gávea (2274-9696). Cap.: 527 pessoas. 6ª e sáb., às 23h. R$ 50. Estudantes e maiores de 60 anos  pagam meia. 12 anos. Duração 1h30. Até 25 de fevereiro. 

SUSUNÉ - CONTOS DE MULHERES NEGRAS - Direção de Antonio Karnewale. O espetáculo baseado em livro da autora colombiana Amalialú Posso Figueroa, inspira a atriz Carolina Virgüez a investigar sua dupla cidadania. Nascida na Colômbia e há 30 anos no Brasil, Carolina faz uma reflexão sobre a reconstrução da sua própria identidade e sobre o reconhecimento das semelhanças e contrastes entre as culturas negras do Brasil e da Colômbia. Centro Cultural Justiça Federal, Av. Rio Branco, 241, Centro (3261-2573). Cap.: 142 pessoas. 5ª a dom., às 19h. R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 60 min. Até 12 de fevereiro. Reestreia na sexta (13/01)

ÚNICAS APRESENTAÇÕES

HOLOCLOWNSTRO - Texto de Marcela Rodrigues e Natalie Rodrigues. Direção de Marcela Rodrigues. Com atores da Troupp Pas d’Argent. A comédia aborda o universo das guerras pelo olhar poético de seis palhaços que durante o Holocausto são feitos prisioneiros e embarcados em um trem com destino desconhecido. No caminho, a inocência desses artistas transformam o horror da guerra numa poética, bem humorada e sensível jornada. Caixa Cultural / Teatro de Arena,  Avenida Almirante Barroso, 25, Centro (2544-4080). Cap.: 84 pessoas. 6ª (13/01) a dom. (22/01), às 19h30. R$ 12. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h. Até 22 de janeiro.

MINHA RÁDIO, MINHA VIDA – Direção de Vicente F. Mendonça. Com Ana Ventura, Dil Mendonça, Francisco Caldas, Isah Guimarães e elenco. Uma rádio entra em processo de falência, com todos os pagamentos atrasados e a responsável pela emissora anuncia a última edição de programa de auditório. Então surge uma pessoa que se oferece para ajudar. Será a salvação da rádio? Teatro Gonzaguinha / Centro de Artes Calouste Gulbenkian, Rua Benedito Hipólito, 125, Praça Onze, Centro (2503-4622). Cap.: 180 pessoas. Sáb. e dom.,  R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. Livre. Domingo, ingressos a R$ 1.

PROJETO GAMBOAVISTA / INBOX - Fundado pelo ator Marco Nanini e o produtor Fernando Libonati, o Galpão Gamboa apresenta o projeto GamboaVista com uma programação de espetáculos teatrais, shows, palestras e atividades gastronômicas. Nesta sexta (13/01) e sábado (14/01), a atração teatral é o espetáculo ‘Inbox’. Texto de Clarice Falcão e Gregório Duvivier. Direção de Bel Garcia. Com Maria Eduarda e Gregório Duvivier. Clara, uma escritora em crise criativa e com um relacionamento de dez anos desgastado, se encanta com John, um fã que conheceu na internet e com quem desenvolve uma relação virtual que a fará rever seu relacionamento e sua vida profissional. Galpão Gamboa, Rua da Gamboa, 279, Gamboa (2516-5929). 6ª (13/01) e sáb. (14;01),  às 21h. R$ 20 e R$ 5 (moradores). 16 anos. Duração: 1h30. 

GRÁTIS

A CRIPTA DE POE - Espetáculo da Companhia Nova de Teatro. Dramaturgia e direção de Lenerson Polonini. Com Omero Affede, Carina Casuscelli, Carmen Chimienti e Rosa Freitas. Participação especial em vídeo: Paulo César Peréio. Livremente inspirado no universo do poeta e escritor Edgar Allan Poe, o espetáculo multimídia faz um mergulho no desconhecido da alma humana, apresentando histórias e personagens de mentes neuróticas, irriquietas e febris e seus reflexos no comportamento e nas relações interpessoais. Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo, Praia do Flamengo, 158, Flamengo (2205-0655). 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h. Grátis. 14 anos. Até 5 de fevereiro. Estreia na setxa (13/01).

TEATRO/EM CARTAZ

4 FACES DO AMOR - Texto de Eduardo Bakr. Direção de Tadeu Aguiar. Música de Ivan Lins. Com Gottsha, Cristiano Gualda. Mauricio Baduh e Adriana Quadros. No musical, duas atrizes e dois atores se desdobram para viverem os personagens Duda & Cacau, lançando luz sobre quatro das diversas possibilidades do amor: o casal Eduardo e Cláudia discutindo, Cláudio e Eduarda namorando, Cláudia e Eduarda se perdendo e Eduardo e Cláudio se encontrando. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea (2540-6004). Cap.: 456 pessoas. 2ª e 3ª,  às 21h. R$ 50.  Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 16 anos. Duração: 1h30.  Até 31 de janeiro. CotaçõesAna Lúcia Vieira de Andrade: * (Regular). Teresa Mascarenhas: *** (Ótimo). 

>> Leia aqui a crítica de '4 Faces do Amor 

ABALOU BANGU 2 - A FESTA - Texto  e direção de Flávio Marinho.  Com Cristina Pereira, Paulo Goulart, Cláudio Galvan, e Luciano Borges. Depois de trocar a tranquilidade de Bangu pela agitada Copacabana, o casal Maurício Otávio e Maria Elvira fazem uma festa para comememorar 40 anos de casamento. Só que, pouco a pouco, os convidados, inclusive o filho Felipe, começam a ligar dando desculpas esfarrapadas para não comparecer à festa. Os únicos que aparecem são os vizinhos Carlos e Sílvio, um casal gay. Os quatro são obrigadas a ficar cara a cara e a conviver com suas diferenças. Teatro dos Grandes Atores / Sala Azul, Shopping Barra Square, Av. das Américas, 3.555, Barra da Tijuca (3325-1645). Cap.: 402  pessoas. 6ª a sáb., às  21h; dom., às 20h.  R$ 70 (6ª e dom.) e R$ 80 (sáb.). Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h30. Até 26 de fevereiro. Cotações: Claudia Chaves: *** (Ótimo)Teresa Mascarenhas: ** (Bom).  

ATO DE COMUNHÃO – De Lautaro Vilo. Performance e direção artística de  Gilberto Gawronski. Vídeos: Jorge Neto. Situado entre o happening e  a performance, o monólogo com Gilberto Gawronski narra  três momentos na vida de um homem: sua  festa de aniversário de oito anos, a cerimônia fúnebre da mãe em sua juventude e, já adulto, o encontro com alguém que conheceu pela internet, com consequências bizarras. Centro Municipal Parque das Ruínas, Rua Murtinho Nobre 169, Santa Teresa (2224-3922). Cap.: 70 pessoas. Sáb. e  dom., às 19h30. R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 18 anos. Duração: 55 minutos. Até 29 de janeiro. CotaçãoTeresa Mascarenhas: ** (Bom). Domingo, ingressos a R$ 1. 

A AURORA DA MINHA VIDA - Texto e direção de Naum Alves de Souza. Trilha original: músicas de Marcos Leite e Roberto Gnattali e letras de Naum Alves de Souza. Direção musical e arranjos: Roberto Gnattali. Com Ana Velloso, Ester Elias, José Mauro Brant e elnco. Com diversas encenações desde sua criação em 1981, o texto ganha versão musical e acompanha um grupo de estudantes de um colégio tradicional desde o primeiro ano até a formatura no antigo ginásio, atual ensino fundamental. Teatro Sesc Ginástico, Av. Graça Aranha, 187, Centro (2279-4027). Cap.: 513 pessoas. 5ª a  dom., às 19h. R$ 20. Menores de 21 anos, estudantes e idosos pagam meia. Comerciários associados: R$ 5.  Duração: 2h. 12 anos. Até 29 de janeiro. CotaçãoTeresa Mascarenhas: * (Regular). 

BEATLES NUM CÉU DE DIAMANTES - Direção de Charles Möeller. Direção musical de Cláudio Botelho. Roteiro de Cristiano Gualda e Charles Möeller. Com Alessandra Verney, Jules Vandystadt, Pedro Sol, Kacau Gomes e elenco. Músicos: Delia Fisher (piano) e Lui Coimbra (violoncelo). Sem diálogos e acompanhados por músicos, os dez cantores-atores criam uma fantástica história através de quase 50 músicas da banda inglesa. Entre as canções, “Help”, “I wanna hold your hand”, “Lucy in the sky with diamonds”, “Let it be”, entre outras.  Teatro Clara Nunes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 3º piso, Gávea (2274-9696). Cap.: 527 pessoas. 5ª, 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 60 (5ª e 6ª) e R$ 70 (sáb. e dom.) . Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 10 anos. Duração: 1h30. Até 29 de janeiro. CotaçõesTeresa Mascarenhas: **** (Excelente). Virgínia van der Linden: ** (Bom).  

O CASO VALKIRIA R. - Texto de Claudia Süssekind. Direção de Victor Garcia Peralta. Com Helena Ranaldi, Marcos Breda, Thávyne Ferrari, Yaschmin Gazal,  Ana Jansen e Thais Garayp. Valkiria tem sintomas físicos sem resposta. Fixada na dura relação com a mãe, recorre à psicanálise onde revê personagens da memória e acerta contas com o passado. Teatro Vannucci, Shopping da Gávea, Rua Marques de São Vicente, 52, 3º piso, Gávea (2274-7246). Cap.: 425 pessoas. 3ª a 4ª, às 21h30. R$ 60. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 60 minutos. Até 29 de fevereiro. Cotação: Ana Lúcia Vieira Andrade: * (Regular).

>> Leia aqui a crítica de 'O caso Valkiria R.'   

COMÉDIA EM PÉ – Com  Claudio Torres Gonzaga, Fernando Caruso, Paulo Carvalho e Vitor Sarro. O grupo de humoristas usa apenas o microfone e o texto para debochar dos aspectos inusitados da vida. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea (2540-6004). Cap.: 456 pessoas. 4ª e 5ª, às 21h. R$ 50.  Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h30.  Cotação: Claudia Chaves: *** (Ótimo)

COMO É QUE PODE? - Texto de Gabriel Louchard e Mauricio Rizzo. Direção de Leandro Hassum. O mágico e ator Gabriel Louchard integra ação teatral com números de ilusionismo e instiga a plateia com questões cotidianas e ao mesmo tempo inusitadas, que provocam surpresa e curiosidade. Em cenas, números de mágica com textos de humor, recursos dramáticos e o uso de vídeos  tornam o espetáculo ágil e divertido. Teatro dos Grandes Atores, Shopping Barra Square, Av. das Américas, 3.555, Barra da Tijuca (3325-1645). Cap.: 396 pessoas. 6ª e sáb., às 23h. R$ 60. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h. Até 25 de fevereiro. 

COZINHA E DEPENDÊNCIAS – Texto de  Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri. Direção de  Bianca Byington e Leonardo Netto. Com  Bianca Byington, Silvia Buarque, Leandro Castilho, Flávio Pardal e Márcio Vito. Com humor ácido e ágil, o texto mostra um  jantar de reencontro de velhos amigos que traz à tona ressentimentos, tensões e mágoas acumuladas no período de dez anos. Teatro dos Quatro, Rua Marques de São Vicente 52, Gávea (2274-9895). Cap.: 425 pessoas. 2ª, 3ª e 4ª,  às 20h. R$ 40. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h.  Até 29 de fevereiro.  Promoção: quem comprar ingresso para o mesmo dia da peça 'Um dia como os outros'  paga R$ 60 pelas duasCotação/Teresa Mascarenhas: *** (Ótimo).  

OS DATILÓGRAFOS - Texto Murray SchisgalDireção de Celso Nunes. Com Paula Campos e Henrique Manoel Pinho. O texto do americano Murray Schisgal mostra situações cômicas e absurdas vividas por dois personagens envolvidos com um trabalho alienado e repetitivo. Centro Cultural Solar de Botafogo, Rua General Polidoro, 180, Botafogo (2543-5411). Cap.: 180 pessoas. 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h30. R$ 40. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos.  Estacionamento c/ manobrista. Até 12 de fevereiro. CotaçãoTeresa Mascarenhas: ** (Bom). 

DEUS DA CARNIFICINA, UMA COMÉDIA SEM JUÍZO - Texto de Yasmina Reza. Direção de Emilio de Mello. Com Deborah Evelyn, Julia Lemmertz, Paulo Betti e Orã Figueiredo.  Dois casais adultos e civilizados se encontram para resolver uma pequena briga envolvendo seus filhos pequenos. Nada que os pais não possam resolver. Mas às vezes, quando o verniz social que protege os adultos da selvageria se quebra, a polidez civilizada dá lugar a um campo de batalha, onde tudo pode acontecer. Teatro Leblon – Sala Marília Pêra, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 462 pessoas. 5ª a sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 50 (5ª), R$ 60 (6ª e dom.) e R$ 70 (sáb.). Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h30. Até 25 de março. CotaçãoTeresa Mascarenhas: *** (Ótimo).       

DISNEY KILLER - THE PITCHFORK DISNEY , BY PHILIP RIDLEY - Texto de Philip Ridley. Tradução e direção de Darson Ribeiro. Com  Darson Ribeiro, Samantha Dalsoglio, Alexandre Tigano e Felipe Folgosi. Trilha especialmente composta: Dráuzio (Banda GoodChild de Curitiba-PR). Os gêmeos Presley e Haley Stray têm uma vida repleta de pesadelos sobre violência e luxúria e seus medos são levados a situações extremas com a chegada do demoníaco Cosmo Disney e seu capanga mascarado Pitchfork Cavalier. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, Rua Humaitá, 163, Humaitá (2535-3846). Cap.: 100 pessoas. 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 40. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 16 anos. Duração: 1h40. Até 12 de fevereiro. Domingo, ingressos a R$ 1.

DOIDAS E SANTAS – Texto de Regiana Antonini, livremente inspirado em crônicas da romancista Martha Medeiros. Direção de Ernesto Piccolo. Com Cissa Guimarães, Giusepe Oristanio e Josie Antello. Psicanalista rompe casamento de 20 anos e o encantamento com a nova fase de vida só é quebrado pelas constantes interferências da mãe, da filha, da irmã e do inconformado ex-marido. Teatro Vannucci, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 3º piso, Gávea (2239-8545). Cap.: 450 pessoas. 5ª a sáb., às 21h30; dom., às 20h. R$ 60 (5ª e 6ª), R$ 70 (dom.) e R$ 80 (sáb). Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h35. Até 30 de abril. Cotações: Claudia Chaves: ** (Bom). Virgínia van der Linden: * (Regular). 

ERI PINTA JOHNSON BORDA - Texto e interpretação de Eri Johnson. Direção de Jairo Matos. No espetáculos solo, o ator Eri Johnson conta e interpreta sua trajetória artística, relembrando alguns personagens e suas famosas imitações. Teatro Fashion Mall / Teatro 2, Shopping Fashion Mall, Estrada da Gávea, 899, 2º piso, São Conrado (3322-2495). Cap.: 280 pessoas. 6ª e sáb., às 21h30; dom., às 20h. R$ 60 (6ª e dom.) e R$ 70 (sáb.). Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h10. Até 26 de fevereiro. CotaçõesTeresa Mascarenhas: *** (Ótimo). 

FALANDO A VERAS - Texto de Marcos Veras e Saulo Aride. Supervisão de Fabio Porchat. Concepção e interpretação de Marcos Veras. Na terceira temporada do espetáculo, o humorista Marcos Veras apresenta novos personagens e números musicais.  Teatro Leblon / Sala Fernanda Montenegro, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 417 pessoas. 6ª e sáb., às 23h. R$ 50. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h10. Até 25 de fevereiro. 

FORA DO NORMAL – Texto e interpretação de Fábio Porchat. Show de humor no estilo stand up comedy. Teatro Leblon / Sala Marília Pêra, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 417 pessoas. 6ª e sáb., às 23h. R$ 50. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h. Até janeiro.  

HIPERATIVO – Texto, direção e interpretação de Paulo Gustavo.  O ator Paulo Gustavo destaca com uma aguçada visão e humor peculiar as neuroses, expectativas e paranóias da vida moderna. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea (2540-6004). Cap.: 456 pessoas. 6ª a dom., às 21h. R$ 70.  Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 55 minutos. Até 12 de fevereiro.  

INBOX - Texto de Clarice Falcão e Gregório Duvivier. Direção de Bel Garcia. Com Maria Eduarda e Gregório Duvivier. Clara, uma escritora em crise criativa e com um relacionamento de dez anos desgastado, se encanta com John, um fã que conheceu na internet e com quem desenvolve uma relação virtual que a fará rever seu relacionamento e sua vida profissional. Teatro Leblon – Sala Marília Pêra, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 462 pessoas. 3ª e 4ª, às 21h. R$ 50. Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h. Até 15 de fevereiro. CotaçãoTeresa Mascarenhas: **** (Excelente).    

O INCRÍVEL SEGREDO DA MULHER-MACACO – Espetáculo da Cia. Os Surtados. Texto e direção de Saulo Sisnando. Com  Wendell Bendelack e Rodrigo Fagundes. A  comédia-terror conta um história sangrenta e absurda envolvendo uma heroína preocupada com os preparativos de seu casamento, um noivo milionário, uma cruel criada, um desconhecido em busca de abrigo, uma matriarca paralítica, uma atriz de cinema de identidade falsa. Seis personagens. Seis segredos. Teatro Cândido Mendes, Rua Joana Angelica, 63, Ipanema (2267-7295). Cap.: 133 pessoas.  6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h.  R$ 50. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h20. Até 15 de abril. 

ISTO AQUI É ROCK’N’ROLL – A LITTLE ROCK CONCERT  -  Criação, roteiro e direção de Aloísio de Abreu. Pesquisa de repertório e direção musical: Andrea Zeni. Com Carlos Loffler, Rose Ribeiro e banda. O ator Carlos Loffler dá vida ao astro C.Q. Lee, lenda do rock brasileiro e testemunha ocular da histórica do rock, que tem em seu baú de recordações histórias fictícias, ora cômicas, ora picantes, que envolvem grandes nomes do rock nacional e internacional.  Teatro Leblon / Sala Fernanda Montenegro, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 417 pessoas. 3ª e 4ª, às 21h30. R$ 50. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. Até 29 de fevereiro. 

JUDY GARLAND – O FIM DO ARCO-ÍRIS - De Peter Quilter. Versão brasileira de Claudio Botelho. Direção de Charles Moeller. Com Claudia Netto, Gracindo Jr. e Igor Rickli. O musical de Claudio Botelho e Charles Moeller traz os bastidores da última turnê de Judy Garland, em Londres, entre momentos no palco e em um quarto no Hotel Ritz, onde se hospedava com Mickey Deans, que viria a ser seu quinto marido. Em cena também o personagem fictício Anthony (Gracindo Jr), um pianista gay inspirado em uma série de músicos e fãs que acompanharam a carreira da diva. O maestro Marcelo Castro assina a direção musical e comanda uma banda de seis músicos que acompanha ao vivo os onze números musicais do espetáuclo. Teatro Fashion Mall, Shopping Fashion Mall, Estrada da Gávea, 899, 2º piso, São Conrado (3322-2495). Cap.: 474  pessoas.  5ª, às 18h;  6ª, às 21h30; sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 80 (5ª e  6ª) e R$ 100 (sáb. e dom.). Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos.  Duração: 2h (com intervalo).  Até 12 de fevereiro. CotaçõesTeresa Mascarenhas: **** (Excelente). Ana Lúcia Vieira de Andrade: * (Regular). 

>> Leia aqui a crítica de 'Judy Garland - O fim do arco-íris'

MÃO NA LUVA - Texto de Oduvaldo Vianna Filho. Direção de Rubens Camelo. Com Marta Paret e Isaac Bernat. Trilha sonora: Rodrigo Penna. Casal prestes a encerrar uma relação de nove anos parte para uma derradeira conversa derradeira. Em uma ação é fragmentada em flashbacks, o homem e a mulher viajam entre o passado e o presente, tentando encontrar uma razão para o término da união. Revelações são feitas, traições veladas são descobertas, mágoas são expostas e novas feridas abertas. Atelier 52, Rua Silvio Romero, n° 52, Lapa. Cap.: 48 pessoas. Informações: 9281-9340. 2ª e 3ª, às 21h. R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 68 minutos. Até  24 de janeiro. 

MINHA MÃE É UMA PEÇA – Texto e interpretação de Paulo Gustavo. Direção de João Fonseca. O cotidiano de dona Hermínia, uma mãe zelosa, hilária e mordaz e seu complexo relacionamento com o filho. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea (2540-6004). Cap.: 456 pessoas. Sáb. e dom., às 19h. R$ 70.  Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h10.  Até 12 de fevereiro.   

NÃO EXISTE MULHER DIFÍCIL - Texto de André Aguiar Marques. Adaptação Lucio Mauro Filho. Direção Otávio Müller. Com Marcelo Serrado. O monólogo traz um recém separado tentando se adaptar à nova realidade: entender e conquistar as mulheres. Teatro Leblon / Sala Fernanda Montenegro, Rua Conde de Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). 6ª e sáb., às 21h30; dom., às 20h. R$ 60 (6ª e dom.) e R$ 70 (sáb.).  Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h10. Até 25 de março. CotaçãoTeresa Mascarenhas: *** (Ótimo).    

NÃO OLHE PRA BAIXO, VOCÊ VAI QUERER PULAR - Texto de Pedro Murad. Direção de Duda Ribeiro. Com Marcos Veras e Júlia Rabello. A comédia trata das dificuldades inerentes da vida moderna a partir do encontro casual de dois trabalhadores no alto de um prédio de onde estão dispostos a se jogar. A partir daí, situações cômicas e inesperadas acontecem e deflagram um diálogo em que a sociedade contemporânea é retratada em seus múltiplos e neuróticos aspectos. Teatro Leblon / Sala Tônia Carrero, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2259-7700). Cap.: 210 pessoas. 3ª e 4 ª, às 21h. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. R$ 50. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h10. Até janeiro. CotaçãoTeresa Mascarenhas: ** (Bom).  

NOVECENTOS - Texto de Alessandro Baricco. Direção de Vitor Garcia Peralta. Com Isio Ghelman. O monólogo narra a história fictícia de um homem que passou a vida inteira dentro do navio a vapor Virginian, onde nasceu e morreu sem nunca pôr os pés em terra e, mesmo assim, ganhou a fama de ser o melhor pianista de todos os tempos.  Teatro Leblon / Sala Tônia Carrero, Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 200 pessoas. 5ª a sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 50 (5ª e 6ª) e R$ 60 (sáb. e dom.). Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. Livre. Duração: 60 minutos. Até 26 de fevereiro. CotaçãoTeresa Mascarenhas: *** (Ótimo).    

SERGIO MALLANDRO SEM CENSURA -  Direção de Mary Leão. Texto e atuação de Sergio Mallandro. O irreverente humorista narra trechos de sua carreira, desde a estreia na televisão até  passagens pelo cinema e sucessos musicais como “Vem fazer glu glu” e “Bilu Teteia”. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea (2540-6004). Cap.: 457 pessoas. 6ª e sáb., às 23h. R$ 70.  Estudantes e maiores de 60 anos  pagam meia. 14 anos. Duração: 1h. Até 11 de fevereiro.   

TERAPIA DO RISO 2 – Com Israel Linhares, Hellen Suque, Carlos Alexandre e Mariana Consoli. Seguindo o mesmo estilo de humor, a nova edição do espetáculo traz novos e personagens em uma terapia de grupo comandada pela terapeuta Maria da Paciência com novas técnicas de tratamento para que os seus pacientes alcancem o sucesso. Teatro Miguel Falabella, NorteShopping, Av. Dom Hélder Camara, 5.474,  Cachambi  (2597-4452). Cap.: 476 pessoas. 6ª e sáb., às 23h. R$ 30 (6ª) e R$ 40 (sáb.).  Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h. Até 3 de março.  

TIM MAIA - VALE TUDO, O MUSICAL  - Texto de Nelson Motta. Direção de João Fonseca. Direção musical de Alexandre Elias. Com Tiago Abravanel, Isabella Bicalho, Lilian Valeska, Pedro Lima e elenco.  A trajetória do controverso e anárquico Tim Maia é contada através de episódios memóraveis e hilários  radiografados com precisão de detalhes por Nelson Motta, amigo e autor da sua biografia. Teatro João Caetano, Praça Tiradentes, s/nº, Centro (2332-9257). Cap.: 1.222 pessoas.  5ª a sáb., às 20h; dom., às 19h. Preços: 5ª e 6ª:  R$ 50 (balcão) e R$ 70 (plateia e balcão nobre); sáb. e dom.:  R$ 70 (balcão) e R$ 90 (plateia e balcão nobre). Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 2h40 (com intervalo). Até 26 de fevereiro.  CotaçõesAna Lúcia Vieira: *** (Ótimo). Claudia Chaves: **** (Excelente). Teresa Mascarenhas: ** (Bom)

>> Leia aqui a crítica de 'Tim Maia - Vale Tudo, o Musical' 

A VARANDA DE GOLDA - Texto de William Gibson. Direção de Ary Coslov e Marcelo Aquino. Com Rosane Gofman. O monólogo traça um retrato da primeira-ministra Golda Meir, uma das líderes mais importantes da história de Israel e sua importante partcipação nos eventos críticos desde a fundação de Israel até a Guerra de Yom Kippur, além de reviver suas história pessoal, sua paixão pelo Sionism e pelo marido, Morris Myerson. Teatro Fashion Mall / Sala 2, Shopping Fashion Mall, Estrada da Gávea, 899, 2º piso, São Conrado (3322-2495). Cap.: 280  pessoas. 4ª e 5ª, às 20h.  R$ 60 . Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14 anos.  Duração: 1h10. Até 2 de fevereiro. CotaçõesTeresa Mascarenhas: *** (Ótimo).    

UM DIA COMO OS OUTROS –  Texto de  Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri. Direção de  Bianca Byington e Leonardo Netto. Com Bianca Byington, Analu Prestes, Silvia Buarque, Flavio Pardal, Marcio Vito e Leandro Castilho A complexidade e a tênue harmonia das relações familiares são expostas  no encontro de um clã para comemoração de aniversário de um dos familiares. Teatro dos Quatro, Rua Marques de São Vicente 52, Gávea (2274-9895). Cap.: 425 pessoas. 2ª, 3ª e 4ª,  às 21h30. R$ 40. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h30. Até 29 de fevereiro.  Promoção: quem comprar ingresso para o mesmo dia da peça 'Cozinha e dependências'  paga R$ 60 pelas duasCotações: Daniele Ávila: *** (Ótimo)Teresa Mascarenhas: *** (Ótimo).

ÚLTIMOS DIAS

AMOR CONFESSO - Textos de Arthur Azevedo. Direção de Inez Viana. Com  Claudia Ventura e Alexandre Dantas. Pianista: Roberto Bahal. Um casal de atores prestes a casar, resolve celebrar a união montando uma peça com oito contos de amor de Arthur Azevedo. Mas apesar do humor, as histórias são repletas  de traição, desilusões amorosas e sem o esperado final feliz, o que leva o casal a se perguntar: Vale a pena casar? Centro Cultural Correios, Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro (2253-1580 / 2219-5156). Cap.: 200 pessoas. 5ª a dom., às 19h. R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h30. Até 15 de janeiro. Cotações Ana Lúcia Vieira de Andrade: *** (Ótimo).  Teresa Mascarenhas: *** (Ótimo).  

Leia aqui a crítica de 'Amor confesso'