Cineducando: Cinema, educação e bullying

A terceira edição da mostra tem como tema o bullying e sua influência sobre a violência nas escolas e na delinquência juvenil.

3º CINEDUCANDO – CINEMA, EDUCAÇÃOE BULLYING - A mostra dedicada ao cinema e à educação tem como tema o bullying, palavra de origem inglesa  que veio dar definição à violência juvenil no cenário escolar e que vem, nos últimos anos, ganhando contornos mais fortes e preocupantes. Os filmes da mostra abordam o tema e sinalizam para a urgência de discussões profundas sobre a violência nas escolas e a delinquência juvenil. Caixa Cultural, Av. Almirante Barroso, 25, Centro (2544-4080). Cinemas 1 e 2: 85 pessoas, cada sala.  R$ 2 e R$ 1 (meia). Grátis para professores. Acesso para portadores de necessidades especiais. Até 2 de outubro.

3ª, às 16h: Tiros em Columbine, de  Michael Moore (EUA, 2002. 12 anos). Com Jacobo Arbenz, Mike Bradley, Arthur Busch, George W. Bush, Michael Caldwell Sinopse: A violência nos EUA, especialmente em Columbine, onde dois adolescentes mataram a tiros professor e colegas.  Oscar de Melhor Documentário.

3ª, às 18h30: Elefante, de Gus Van Sant ( EUA, 2003. 81 min. 16 anos). Com Alex Frost, Eric Deulen, John Robinson. Um dia aparentemente comum na vida de um grupo de adolescentes. Enquanto a maior parte está engajada em atividades cotidianas, dois alunos esperam, em casa, a chegada de uma metralhadora semi-automática, com altíssima precisão e poder de fogo. Palma de Ouro de Melhor Filme e Melhor Direção no Festival de Cannes.

3ª, às 18h: Cinema 2: Palestra com Maria Tereza Maldonado

3ª, às 18h50: Cinema 2: Lançamento dos Livros Teias e Bullying e Cyberbullying.

4ª, às 17h30:  As melhores coisas do mundo, de Laís Bodanzky  (Brasil, 2010. 107 min. 14 anos). Com Francisco Miguez, Fiuk, Denise Fraga.  Mano é um adolescente de 15 anos e está aprendendo a tocar guitarra com Marcelo,  Seus pais estão se separando, o que afeta tanto ele quanto seu irmão mais velho, Pedro.  Em meio a estas situações, Mano precisa lidar com os colegas de escola em momentos de diversão e também sérios, típicos da adolescência nos dias atuais.  Vencedor de oito prêmios no Cine PE, incluindo Melhor Filme e Melhor Direção.

4ª, às 18h30: Amor, sublime amor, de Robert Wise e Jeremy Robbins (EUA, 1961. 152 min. Livre). Com Natalie Wood, Richard Beymer, Rita Moreno. Uma guerra de gangues nos subúrbios de Nova York dos anos 1950 fica no caminho de um jovem casal apaixonado, na versão musical da tragédia de Romeu e Julieta composta por Leonard Bernstein. Vencedor de 10 Oscars, incluindo Melhor Filme e Melhor Direção.

5ª, às  17h30: Te pego lá fora, de Phil Joanou (EUA, 1987. Livre). Com Casey Siemaszko, Annie Ryan, Richard Tyson. Jerry Mitchell é um simpático colegial que vai entrevistar Buddy Revell, um colega recém-chegado, para o jornal do colégio. Acontece que Buddy tem fama de psicopata e, além disto, não suporta ser tocado. É exatamente isto que Jerry faz, e Buddy decide partir para a agressão física.

5ª, às 19h30:  2:37 -  É só uma questão de tempo, de Murali K. Thalluri (Austrália, 2006. Livre). Com Teresa Palmer, Frank Sweet, Sam Harris.  Seis jovens estudantes veem suas vidas unidas pelas situações mais comuns da juventude moderna. São 2h37 da tarde: uma jovem descobre que está grávida; nem tudo é o que parece para o confiante jogador de futebol; um indivíduo sem moradia tem de aturar as provocações do colega; uma linda garota luta contra distúrbios alimentares; um estudante dedicado se esforça para ter a aprovação dos pais; e outro garoto mergulha nas drogas para escapar de seus próprios demônios.  Seleção Oficial do Festival de Cannes.