As melhores exposições da cidade - 23 a 29 de setembro

-- EXTRA --

5ª PRIMAVERA DOS MUSEUS - MULHERES, MUSEU E MEMÓRIA - Nesta edição, o evento homenageia as mulheres, parte da história das telecomunicações. O Programa Educativo Oi Futuro agendará visitas ao Museu, com o conteúdo voltado para a relação das mulheres com algumas invenções: a mãe e a esposa de Graham Bell, as cantoras do rádio e, claro, a telefonista, a primeira profissão oficialmente feminina. Na ocasião, será feita uma referência à Hedy Lamarr, inventora do sistema de comunicações para as Forças Armadas dos EUA, base  para os celulares. Oi Futuro Flamengo, Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo (3131-3060). 3ª a 6ª., das 10h às 15h; sáb. e dom., das 11h30 às 15h. Grátis. Livre. Nível 7. Distribuição de senhas meia hora antes do evento. Agendamento para grupos de até 20 pessoas. De 3ª, 20 de setembro a dom., 25 de setembro.

CONVERSA DE ARTISTA - A coletiva reúne o trabalho de seis artistas do elenco fixo da galeria, com seis convidados. Andréa Facchini e Rebeca Rasel propõem um diálogo entre a memória do corpo e a escrita; Danielle Carcav e Julia Debasse falam da memória como ferramenta para imagem e palavra; João Penoni e Tiago Rivaldo mostram fotografias nas quais contracenam corpo e paisagem; Patrizia D’Angello e Matias Mesquita discutem a pintura representacional e alegórica; Rafael Adorján e Juliana Borzino falam de apropriação e relações com o tempo suspenso; e Raul Leal e Maria Mattos conversam sobre o deslocamento de imagens. Amarelonegro Arte Contemporânea, Rua Visconde de Pirajá, 111,loja 2, Ipanema. 3ª a 6ª, das 14h às 19h; sáb., das 11h às 16h. Grátis. Até 30 de setembro.

ESPAÇO DE ARTE URBANA - A manifestação artística que usa o espaço urbano como suporte tem sido levada para as galerias e museus do mundo todo por uma nova geração de artistas.  tendência chega à Blooks Livraria com a exposição de trabalhos de dez jovens talentos da street art, como Ruan D´Ornellas e Mariana Moyses. Blooks Livraria,  Praia de Botafogo 316, Botafogo (2559-8776). 2ª a dom, 12h30 às 22h (nos sábados até meia-noite). Permanente.

FINALISTAS PRÊMIO PIPA 2011 - André Komatsu, Eduardo Berliner, Jonathas de Andrade e Tatiana Blass concorrem a R$ 100 mil, incluindo uma residência na prestigiosa instituição Gasworks, de Londres, que será conferido pelo Júri de Premiação. Os artistas concorrem ainda a R$ 20 mil, dados pelo Voto Popular, categoria na qual quem vota é o público visitante da exposição. O vencedor do prêmio do Voto Popular será anunciado no dia 24 de outubro de 2011, e o vencedor do PIPA 2011, no dia 27 de outubro de 2011. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Av. Infante Dom Henrique, 85, Flamengo (2240-4944). 3ª a 6ª, das 12h às 18h; sáb., dom. e feriado, das 12h às 19h. R$8. R$ 4 para estudantes maiores de 12 anos e para maiores de 60 anos. Grátis para amigos do MAM e crianças até 12 anos. Domingos ingresso família, para até 5 pessoas: R$8. Até 13 de novembro. 

HUMOR NO NBA - O 3º Festival Internacional de Humor do Rio de Janeiro levará ao Museu Nacional de Belas Artes/Ibram/MinC três exposições - Prêmio 2011 do World Press Cartoon, Três Séculos de Desenho no Brasil, Prêmio Imprensa -  e realizará o Concurso Nacional de Desenho de Humor, além de promover oficinas de desenho, comandadas pelo cartunista Amorim. e realizará o Concurso Nacional de Desenho de Humor, além de promover oficinas de desenho, comandadas pelo cartunista Amorim. Museu Nacional de Belas Artes, Av. Rio Branco 199, Centro (2240-0068). 2ª a 6ª, das 10h às 18h; sáb. e dom., das 12h às 17h. Até 25 de setembro. Confira aqui a programação completa.

MERIDIANOS - Dez artistas latino-americanos se encontram no Rio para falarem de suas trajetórias. Os artistas conversam em duplas – um brasileiro e um estrangeiro – em encontros abertos ao público. Os encontros acontecem entre 4 de maio e 29 de novembro em locais diversos. Confira aqui a programação completa.

MUSEUS DAS TELECOMUNICAÇÔES - Espaço da memória, da experimentação e da contemporaneidade, o Museu incorpora as mais avançadas tecnologias e tendências museográficas do século XXI para contar a aventura da comunicação humana. Documentos, objetos museológicos aliados a recursos de alta tecnologia narram a história da comunicação humana. São mais de 120 vídeos, produzidos a partir de pesquisas em cerca de 90 instituições nacionais e internacionais, peças significativas do acervo histórico do Museu/Oi Futuro - como a cabine telefônica do início do século passado – que levam o visitante através de uma empolgante viagem virtual. Oi Futuro Flamengo, R. Dois de Dezembro 63, Flamengo (3131-3060). 3ª a dom., das 11h às 17h. Grátis. Permanente. 

NUCLEO EXPERIMENTAL DE EDUCAÇÃO E ARTE DO MAM - O Núcleo Experimental de Educação e Arte do MAM Rio, criado pelo Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro em parceria com a Petrobras e a Unimed, apresenta uma série de atividades em setembro, voltadas a todos os públicos. São elas: Conversas nas Exposições, Programa em Família, Território Descoberto, Ações Móveis, Diálogos/ Quartas da Curadoria, Encontros Multissensoriais.  Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Av. Infante Dom Henrique, 85, Flamengo (2240-4944). Grátis. Até 28 de novembro. Confira aqui a programação completa.

ORQUÍDEAS NA PRIMAVERA 25ª EDIÇÃO - Na 25ª edição da Orquídeas na Primavera o público também vota e poderá escolher o stand que achar mais bonito. Ao todo são 14 orquidários participantes, do Rio de Janeiro e São Paulo. Cada um expõe cerca de 25 plantas. O vencedor levará um prêmio confeccionado pelo designer de jóias Antonio Bernardo, mantenedor do Orquidário há 15 anos e realizador da exposição. Jardim Botânico, Rua Jardim Botânico, 1008, Jardim Botânico (2512-7204). Das 8h às 18h. R$ 6,00 individual. Grátis para maiores de 60 anos, crianças até 7 anos, estudantes uniformizados da rede pública e deficientes, com direito a um acompanhante. Programação: 6ª, 23 de setembro - Visitação monitorada - 08:30h, 09:00h; Workshop de cultivo - 10:00h, 12:00h, 14:00h. Sáb., 24 de setembro - Visitação monitorada - 08:30h, 09:00h; Workshop de cultivo - 10:00h, 12:00h, 14:00h. Dom., 25 de setembro - Visitação monitorada 08:30h, 09:00h. Curso básico de cultivo de orquídeas: R$ 70 - material didático a parte.  1ª parte – 09:30h às 12:00h  Almoço - 12:h às 13h30; 2ª parte - 13h30 às 16h30. Teatro infantil - 11:00h. Oficina de Origami às 15h.

POESIA VISUAL -  De: Alberto Pucheu e Helena Trindade. O Projeto Poesia Visual apresenta os artistas, Alberto Pucheu e Helena Trindade compartilham os espaços do Oi Futuro em Ipanema, das áreas externas à galeria de arte. Com projetos específicos para o local os artistas refletem sobre o status da poesia hoje. Oi Futuro Ipanema, Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema (3201-3010). 3ª a dom., das 13h às 21h. Grátis. Até 2 de outubro. 

PROJETO RESPIRAÇÃO - Criado em 2004, o projeto consiste em convidar artistas contemporâneos para intervir no circuito expositivo da Fundação Eva Klabin, que propicia novas formas de leitura do acervo da casa, constituído de arte clássica e arqueológica. A 14ª edição recebe os artistas Enrica Bernardelli, que apresenta Concerto de Pálpebras, e o premiado artista português Daniel Blaufuks, com a intervenção Três Quartos de Memória. Fundação Eva Klabin, Av. Epitácio Pessoa, 2.480, Lagoa (3202-8554). 3ª a 6ª, das 14h às 18h. R$ 10. Até 6 de novembro. 

ROCK (INDEPENDENTE) NO RIO - Fruto de um trabalho que começou em 2007, Niterói Rock Underground (1990-2010) é o ponto de partida para o evento que se propõe a jogar luzes em quem está no underground. Às 16h30 o público poderá conferir gratuitamente um debate sobre a cena atual e as perspectivas para os próximos anos. Em seguida, às 19h, será aberta uma exposição com dezenas de imagens raras: capas de fitas demo em k7, fotografias, cartazes, flyers, fanzines e credenciais de festivais independentes. Haverá venda e sessão de autógrafos do livro com a presença do Pedro de Luna (www.niteroirockunderground.blogspot.com). Encerrando, às 20h, a banda Canastra fará um show no teatro, dando um toque final neste dia pra lá de rock and roll. Centro Cultural Justiça Federal - Av. Rio Branco, 241, Centro (3261-2550). Debate: 16h30-18h30 – Rock (independente) no Rio: cenário atual e perspectivas com a produtora Lu Sales (ColetivaMente), a pesquisadora Paula Martini (FGV/Estrombo) e o músico Pedro Torres (Áudio Rebel), com mediação do jornalista e gestor cultural Pedro de Luna (Arariboia Rock). Grátis. Censura livre. Exposição: 19h – Rock (independente) no Rio: 20 anos de resistência cultural com coquetel e venda do livro Niterói Rock Underground (1990-2010) com autógrafos, no térreo.. Aberto de terça a domingo, das 12h às 19h. Entrada franca. Censura: 12 anos. Curadoria: Pedro de Luna. Até 13 de novembro. A partir de 3ª, 27 de setembro, das 16h30 às 21h. 

TERCEIRA EDIÇÃO DO ATLÂNTICO CONTEMPORÂNEO - Galerias de arte do Shopping Cassino Atlântico se reúnem para abrir simultaneamente exposições em várias linguagens como pintura, escultura, grafite e até performance em clima de happening. A terceira edição do Atlântico Contemporâneo é um movimento coletivo que tem como objetivo comum firmar este espaço como centro de arte contemporânea. Conectado às tendências das artes visuais e nos movimentos artísticos mais in que estão acontecendo, em especial no Rio de Janeiro, o  Atlântico Contemporâneo reúne as seguintes galerias:Anderson Thieves, Athena Contemporânea, Colecionador Contemporâneo, Espaço Eliana Benchimol, H.Rocha, Inox, Marcia Barrozo do Amaral, Mauricio Pontual, Movimento Arte Contemporânea, Patrícia Costa, Reuse, Tramas e VG Arte. Shopping Cassino Atlântico, Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 1417 - Copacabana. Até 30 de setembro

-- ABERTURA --

ÁREA PORTUÁRIA EM TRANSFORMAÇÃO - Produzida pelos alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade federal do Rio de Janeiro (UFRJ) a intenção é a de promover uma maior integração do Legislativo municipal com a universidade, incentivando a divulgação dos projetos desenvolvidos em sala de aula e que se configuram como alternativas para as questões da cidade do Rio de Janeiro. Saguão José do Patrocínio do Palácio Pedro Ernesto, Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Praça Floriano, s/nº, Cinelândia. Grátis. Até 30 de setembro. A partir de 3ª, 20 de setembro.

CAMPUS (DES) SITUADO - A exposição-intervenção apresenta trabalhos dos artistas professores do Instituto de Artes da UERJ na Galeria Gustavo Schnoor, localizada no Centro Cultural da Universidade, onde ficarão os projetos da exposição, e em diversos locais do campus Maracanã, onde intervenções como instalações, esculturas e performances estarão espalhadas. A mostra faz parte da programação do 20º Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP) que acontecerá na UERJ de 27 setembro a 1º de outubro.  Galeria Gustavo Schnoor e espaços do campus Maracanã da UERJ, Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã (2334-0728/0114). Grátis. 2ª a 6ª, das 9h às 20h. Até 7 de outubro. A partir de 4ª, 28 de setembro, às 19h.

CARLOS ZILIO: PAISAGENS 1974-1978 - A exposição, sob a curadoria de Sheila Cabo Geraldo e Luiz Cláudio da Costa, é uma homenagem ao artista, que, em sua trajetória, tem mantido a relação arte-pesquisa como forma de tensão propulsora de uma obra que se repensa e se mantém ativa. O artista não só por sua atuação acadêmica, mas, sobretudo, por sua pesquisa como artista, é referência de toda uma geração de jovens, artistas e pesquisadores. Carlos Zilio: paisagens 1974-1978 apresenta 35 trabalhos da década de 1970, quando o artista desenvolveu uma reflexão sobre os caminhos que a arte e a sociedade tomavam, sobretudo no Brasil, quando as subjetividades eram barbaramente trocadas por individualidades, apontando preferencialmente para um “brilhante futuro”, independente das tramas e das estratégias que fossem preciso arquitetar. Galeria Cândido Portinari, UERJ, Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã (2334-0728). 2ª a 6ª, das 9h às 20h. Até 21 de outubro. A partir de 3ª, 27 de setembro.

PAIXÕES PRIVADAS – A ARTE EUROPEIA NAS COLEÇÕES PARTICULARES DO RIO DE JANEIRO - Obras de Rodin, Kandinsky, Renoir, Chagall, Bosch, Delaunay, Braque, Modigliani estarão reunidas na exposição. O curador Romaric Büel reuniu mais de 70 obras de arte de diferentes períodos e artistas, com técnicas e materiais diversos. São telas, desenhos, aquarelas, esculturas e tapeçarias que revelam as paixões particulares de Roberto Marinho, Geneviève e Boghici, entre outros importantes colecionadores. Centro Cultural Correios, Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro (2253-1580 ). 3ª a dom., das 12h às 19h. Grátis. Até 13 de novembro. A partir de 5ª, 29 de setembro.

SUPERAÇÃO - Para fazer uma homenagem àqueles que conseguiram superar a dor dos ataques às torres gêmeas do World Trade Center, em 11 de setembro, o Boulevard São Gonçalo recebe a exposição “Superação”, uma montagem de histórias e imagens surpreendentes, contadas por quem viveu, deperto, os acontecimentos desta data que entrou para a história dahumanidade. Em parceria com o Consulado Geral dos Estados Unidos do Rio deJaneiro, o shopping apresentará, no 2º piso, de 23 de setembro a 2 deoutubro,  12 painéis com fotografias tiradas após o atentado. Boulevard São Gonçalo, Avenida Presidente Kennedy, 425, 2º piso, São Gonçalo ( 3611-7989). 2ª a sáb., das 10h às 22h; Dom., das 13h às 21h. Grátis. Até 2 de outubro. A partir de 6ª, 23 de setembro.

THE DAMAGE DONE - The Damage Done é a nova individual de Renata De Bonis. A mostra ocupará os dois espaços da galeria e consiste em oito pinturas em óleo e cera sobre tela e duas instalações em bronze. As pinturas, assim, como o título da exposição dialogam com música. O título veio de uma do Neil Young, The Needle and The Damage Done. Galeria Laura Marsiaj, Rua Teixeira de Melo, 31c, Ipanema (2513-2074). 3ª a 6ª, das 10h às 19h; sáb., das 11h às 16h. Grátis. Até 22 de outubro. A partir de sáb., 24 de setembro.

WALDOMIRO DE DEUS - Waldomiro de Deus, 66, comemorará meio século de pintura com uma mostra individual que inclui 30 obras pintadas nas décadas de 60, 70, 80, 90 e nos primeiros anos no novo milênio. Ela revela um universo pictórico rico que inclui desde recriações da natureza e da vida cotidiana do povo brasileiro até grandes tragédias nacionais e internacionais como o ataque às torres gêmeas de Nova York, ocorrida há 10 anos, o atentado terrorista a uma estação de Madri, na Espanha, o recente tsunami que atingiu o Japão depois de um terremoto de 8.9 graus na escala Richter, o acidente ocorrido na construção da Estação Pinheiros do Metrô de São Paulo. Centro Cultural Correios, Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro (2253-1580). 3ª a dom., das 12h às 19h. Grátis. Até 13 de novembro. A partir de 4ª, 28 de setembro.

-- EM CARTAZ NOS MUSEUS E CENTROS CULTURAIS --

>> Biblioteca Nacional, Avenida Rio Branco 219, Centro (3095-3879). 2ª a 6ª, 10h; sáb. e dom., das 12h às 17h. 

BRASIL FEMININO - A mostra traz a ascensão social da mulher através de jornais, revistas, registros sonoros e pinturas de Debret e Carlos Julião, entre outras peças, dos tempos coloniais até os dias atuais. Clarice Lispector, Zilda Arns, Ruth de Souza, Carlota Joaquina, Maria da Penha, Lygia Fagundes Telles e Fernanda Montenegro são algumas das personagens retratadas na exposição. Grátis. Até 26 de setembro. 

>> Caixa Cultural Rio de Janeiro, Av. Almirante Barroso, 25, Centro(2544-4080). 3ª a sáb., das 10h às 22h; dom., das 10h às 21h. Grátis. 

DORES DA COLÔMBIA - Na mostra, o colombiano Fernando Botero exibe 67 obras doadas para o Museu Nacional da Colômbia entre 2004 e 2005, entre seis aquarelas, 36 desenhos e 25 pinturas, que mostram os abusos sofridos pelo povo colombiano como consequência da ação de grupos guerrilheiros, políticos e paramilitares. O conflito que resultou no exílio de 1,5 milhão de pessoas nas últimas décadas é, ao mesmo tempo, um movimento social artístico. Até 30 de outubro.

ESPAÇO AÇO ARTE - ESCULTURAS DE NICOLAS VLAVIANOS - A mostra, com a curadoria de Sergio Pizoli, apresenta um conjunto de 63 obras pertencentes ao acervo do artista, a coleções públicas e particulares, mapeando uma trajetória que começa nos anos 1950, passa pela Bienal de São Paulo nos anos 1960, até chegar às suas esculturas públicas de grande dimensão. Também serão apresentados estudos e desenhos preparatórios, que ilustram e ajudam a compreender o processo de trabalho e de execução da obra do artista, de 82 anos, que vive e trabalha no Brasil, desde a década de 1960. Até 2 de outubro. 

MANUEL MESSIAS NAS COLEÇÕES GUTMAN E KORNIS - Com base no acervo de duas coleções particulares, a mostra reúne 72 obras, em sua maioria xilogravuras. Além dos trabalhos, um conjunto de informações sobre o artista - que faleceu há exatos dez anos - retirados de jornais, entrevistas e dos arquivos do Instituto Philippe Pinel, do Instituto Franco Basaglia e do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro completam a exposição em cartaz na Caixa Cultural. Até 30 de outubro.

MESTRES DA GRAVURA NA COLEÇÃO DA FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL - Goya, Rembrandt e Piranesi estão entre os artistas com obras na mostra que a Biblioteca Nacional promove nos Correios. São 171 obras de 80 gravadores estrangeiros, do século XV ao XVIII, apresentadas por ordem cronológica de nascimento dos artistas e por coleção: alemã, holandesa, italiana, francesa, flamenga, inglesa, espanhola e portuguesa. As gravuras da exposição não são mostradas em número tão grande desde o século XIX. Até 18 de setembro. 

>> Casa de Cultura Laura Alvim, Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2015). 3ª a dom., das 13h às 20h. 

ENTARDECER NO ANO DO COELHO/CADU - O artista plástico paulista  trabalha sempre com muitas frentes - pintura, objeto, escultura, vídeo, e esta mostra reúne exemplares em diferentes mídias. O ponto comum entre as obras é usar mecanismos ou sistemas. Até 9 de outubro. 

>> Centro Cultural Banco do Brasil , Rua Primeiro de Março, 66, Centro (3808-2020). 3ª a dom., das 10h às 21h. Grátis.

I AM A CLICHÉ - ECOS DA ESTÉTICA PUNK - Ao todo, 150 obras entre fotografias, fotocolagens, banners e instalações sobre as várias fases do movimento punk compõem a mostra "I am a cliché - Ecos da estética punk", em cartaz no CCBB. A exposição reúne o trabalho de 12 consagrados artistas, sobre o status da imagem e suas tranformações dentro da estética punk, com curadoria de Emma Lavigne. São eles: Andy Warhol, Bruce Conner, David Lamelas, David Wojnarowicz, Dennis Morris, Destroy All Monsters, Jamie Reid, Linder, Peter Hujar, Robert Mapplethorpe, Ronald Nameth e Stephen Shore. Até 2 de outubro.

QUEREMOS MILES - MILES DAVIS, LENDA DO JAZZ - Mais do que jazzista, Miles Davis foi uma das referências na criação e na originalidade na música do século XX. Nascido em 1926, Miles Dewey Davis Jr. revolucionou o jazz, refinando as diversas etapas de transformação do gênero ao longo da segunda metade do século. Ele morreu, envolto na lenda que ele próprio construiu e alimentou - há exatos 20 anos – no dia 28/9/91. O CCBB do Rio monta sua primeira exposição musical com essa homenagem a Davis. Concebida pela Cité de la Musique de Paris, organizada com o apoio da família e dos gestores da obra do artista,  a exposição  traça o percurso do músico, desde a cidade de sua infância, East St. Louis (Illinois), até os últimos anos, com fama planetária. Até 28 de setembro. 

THIAGO ROCHA PITTA - Mineiro de Tirandentes, Thiago Rocha Pitta é o novo dono da Sala A Contemporânea, dedicada a trabalhos de artistas da nova geração. A instalação "Juventude", criada em 2006, e o vídeo "O cúmplice secreto", de 2008, fazem referência ao mar - temática muitas vezes explorada por Pitta. "O mar não tem dono", diz ele, enfatizando que "o mar está fora do território, é um espaço livre". Até 31 de dezembro.

>> Centro Cultural Correios, Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro (2253-1580 ). 3ª a dom., das 12h às 19h. Grátis.

CLAUDIO AUN - 40 ANOS DE ARTE - As poderosas cabeças de deuses gregos e a força da mitologia,  representados nas esculturas e pinturas do artista paulista Claudio Aun,  nos transportam para o mundo da magia. A exposição comemora os 40 anos de atividade do artista.  Até 13 de novembro. 

DI CAVALCANTI – DO DESENHISTA AO PINTOR - A exposição reúne jóias, desenhos e telas assinadas pelo artista. A exposição mostra uma faceta do artista que poucos conhecem hoje em dia: ele desenhou croquis de joias, a pedido do amigo e joalheiro Lucien Finkelstein, e juntos criaram uma coleção de broches, pendentifs e anéis. Onze peças exclusivas vão estar expostas, com seus croquis originais. Até 18 de setembro. 

MESTRES DA GRAVURA - A exposição conta com 170 obras de 80 gravadores estrangeiros, do século XV ao XVIII, apresentadas por ordem cronológica de nascimento dos gravadores e por coleção: alemã, holandesa, italiana, francesa, flamenga, inglesa, espanhola e portuguesa. As técnicas predominantes são a xilogravura (prancha de madeira) e talho-doce (prancha de metal). Até 18 de setembro. 

>> Centro Cultural Justiça Federal, Av. Rio Branco, 241, Galeria do 2º andar, Centro (3261-2550). 3ª a dom., das 12h às 19h. Grátis.

O CCJF NO CENTRO DO RIO - A exposição interativa, em tela LCD, traça um paralelo entre a história do prédio e os fatos marcantes da cidade no mesmo período. Térreo.Permanente.

GALERIA DAS TOGAS - A exposição, inédita no Rio de Janeiro, mostra um breve histórico da origem e evolução do uso da Toga - roupa indispensável no vestuário dos magistrados. Permanente.

LINHA DO TEMPO DO JUDICIÁRIO NO BRASIL - O  equipamento audiovisual da Sala Interativa, no térreo, apresenta fatos marcantes da história do Judiciário do Brasil. Térreo.Permanente.

VIDA LÍQUIDA - O artista plástico Claudio Montagna apresenta, no Centro Cultural Justiça Federal, trabalhos que são recortes de fotos eróticas sobre lona, com interferência de tinta acrílica em grandes formatos. Com o projeto Montagna pretende fazer um retrato anônimo de caráter abstrato que, visto de perto, exibe um aspecto figurativo de pele, edpider e membros. Até 25 de setembro.

ZONA OCULTA - ENTRE O PÚBLICO E O PRIVADO - Ocupando novos espaços ao longo de sua trajetória, a mostra coletiva traz, para esta edição, 48 obras de 48 mulheres, visando aproximar o público da arte contemporânea. A exposição, que constrói um acervo significativo da produção artística das artistas, servirá de base para a realização de um registro histórico. Curadoria: Helena Wassersten, Lúcia Avancini e Marilou Winograd. Exposição no Hall de entrada, Espaço Virtual e Galerias do 1º andar. Até 25 de setembro. 

>> Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo, Rua Monte Alegre, 306, Santa Teresa (2224-3331). 3ª a dom., das 9h às 20h. Grátis. 

ETNOGRAFIA SINGELA CARIOCA / PATRÍCIA BRASIL - Um relato contemporâneo do povo carioca e suas festas, crenças e atividades cotidianas. Assim é a exposição “Etnografia Singela Carioca”, da artista plástica Patrícia Brasil. Ao todo serão 30 telas em acrílica sobre madeira e seis Transeuntes, manequins que irão representar as figuras típicas do Rio de Janeiro na mostra. Em sua primeira exposição individual, Patrícia pretende apresentar ao público a sua visão nada convencional sobre os cariocas. Até 17 de outubro. 

>> Instituto Moreira Salles, Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea (3284-7400). 3ª a 6ª, das 13h às 20h; sáb. e dom., das 11h às 20h.

MIRA SCHENDEL - A mostra traz 27 obras da suíça Mira Schendel (1919 e 1988), que passou parte de sua vida no Rio. Com curadoria de Maria Eduarda Marques, a exposição conta com trabalhos produzidos entre 1950 e 1980, pertencentes a acervos de coleções particulares e instituições. Até 20 de novembro.

>> Museu da Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Rua Dom Manuel, 29, sala 202, Centro (3133-2515). 2ª a 6ª, das 11h às 17h. Grátis.

PROJETO DA MEMÓRIA DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - As cerca de 50 peças do acervo, composto de objetos, medalhas, documentos antigos, livros e itens de indumentária, estão expostas em dois belos ambientes do 3º andar, os Salões Nobre e dos Espelhos. Dentre as peças mostradas, estão o belo relógio de mesa pertencente ao TJ do Estado da Guanabara e a máquina portátil de escrever alemã Mignon, pioneira em seu gênero na década de 30, que faz parte do núcleo da escrita. Longa duração.

>> Museu Nacional, Quinta da Boa Vista s/nº, São Cristóvão. 3ª a dom., das 10h às 16h.  R$ 3. 

SANTO ANTÔNIO DE SÁ: PRIMEIRA VILA DO RECÔNCAVO DA GUANABARA - A exposição sobre o início da ocupação do estado tem relíquias arqueológicas recém-descobertas. Alguns destaques são cachimbos africanos, que revelam traços culturais dos grupos de negros que vieram para o o Rio, e faianças, porcelanas portuguesas e espanholas com brasões de família que deram origem a sobrenomes como Silva. A mostra é resultado de um dos maiores trabalhos de arqueologia já feitos no país, na região de Itaboraí, onde foram identificados 45 sítios arqueológicos. Até 26 de novembro.

>> Museu Nacional de Belas Artes, Av. Rio Branco 199, Centro (2219-8474). 3ª a 6ª, das 10h às 18h, sáb.e dom., das 12h às 17h. R$ 5, meia-entrada R$ 2.

GALERIA DE ARTE BRASILEIRA MODERNA E CONTEMPORÂNEA - Um amplo e rico painel da arte nacional do século 20 e dos dias de hoje, é o que aguarda o visitante. O espaço da exposição está dividido em dois andares, abrigando pinturas, esculturas, gravuras, desenhos e instalações. Permanente.

GALERIA DE ESCULTURAS ESTRANGEIRAS - Com treze obras expostas, e recém aberta, a exposição está abrigada na Galeria Rodrigo Mello Franco, no segundo piso. Entre os destaques estão expostas obras  do francês Auguste Rodin, "A meditação sem braço"; do uruguaio José Belonni, com "Águia",  e do argentino Rogelio Yrurtia autor de "Torso", entre outras,  com grande presença de autores latino-americanos. Longa duração.

A REINAUGURAÇÃO DA GALERIA DE ARTE BRASILEIRA DO SÉCULO XIX - Fechada para obras de reforma desde 2008,  a nova Galeria de Arte Brasileira do Século XIX foi reinaugurada. Dentro da imensa Galeria de Arte Brasileira, provavelmente a maior do Brasil,  com 2 mil metros² e 8 metros de pé direito,  estarão em exibição 230 trabalhos,  ou seja,  100 a mais do que a versão anterior.  A coleção engloba pinturas,  esculturas,  arte sobre papel e mobiliário, todos restaurados para a mostra. Até 18 de fevereiro. 

RIO A ARTE DA ANIMAÇÃO - Para celebrar o lançamento em DVD e Blu-Ray da animação de sucesso mundial “Rio”, a Twentieth Century Fox Home Entertainment se uniu à RioFilme, à MisterToon Studios e ao Museu Nacional de Belas Artes (MNBA/IBRAM/MinC) para apresentar ao público carioca os bastidores desta deslumbrante representação da Cidade Maravilhosa. Até 18 de setembro. 

>> Museu da Republica, Rua do Catete, 153, Catete (3235-3693). 3ª a 6ª, das 10h às 17h; sáb., dom. e feriados, das 14h às 18h. R$6; grátis 4ª e dom. 

A RES PÚBLICA BRASILEIRA - A exposição se divide em seis ambientes que pretendem recriar, historicamente, o período republicano. Longa duração.

>> Museu de Arte Contemporânea de Niteroi, Mirante da Boa Viagem, s/ nº, Niterói. 3ª a dom., das 10h às 18h. A bilheteria encerra suas atividades 15 minutos antes.

FRANS KRAJCBERG - A mostra se divide em sete esculturas de chão, trabalhos que são marcas notórias do artista e remetem à sombra, além de 15 fotografias, fotos da natureza espalhadas por diversos períodos da vida do artista. A escolha das obras foi realizada pelo respeitado artista plástico e ambientalista que, este ano completou 90 anos.  Até 23 de outubro. 

>> Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Av. Infante Dom Henrique, 85, Flamengo (2240-4944). 3ª a 6ª, das 12h às 18h; sáb., dom. e feriado, das 12h às 19h. R$8. R$ 4 para estudantes maiores de 12 anos e para maiores de 60 anos. Grátis para amigos do MAM e crianças até 12 anos. Domingos ingresso família, para até 5 pessoas: R$8. 

O RETORNO DO DESEJO PROIBIDO / LOUISE BOURGEOIS - A primeira panorâmica no Brasil da grande artista franco-americana, nascida em Paris em 1911 e falecida recentemente em maio do ano passado, aos 98 anos, em Nova York.  Com curadoria de Philip Larratt-Smith, e organização do Studio Louise Bourgeois, em Nova York, a mostra trará pela primeira vez ao país em sua escala monumental a obra “Maman” (1999), uma imensa aranha de bronze e aço, com ovos de mármore. Com cerca de dez metros de altura, e dez metros de diâmetro, e pesando perto de onze toneladas, “Maman” ficará ao lado do MAM Rio, no Parque do Flamengo.  Até 13 de novembro. 

VÍRGULA NO INFINITO - Gabriela Gusmão ocupa o foyer do MAM com a série "Vírgula no infinito" composta por projeções de vídeos silenciosos (60 minutos cada), filmados em quadros fixos e sem edição. Na mostra com curadoria de Luiz Camillo Osorio, a artista aborda a relação da sociedade contemporânea com a dimensão atemporal e com a disponibilidade de contemplação do espectador. O principal tema filmado é a natureza. Até 30 de outubro.

>> Museu Histórico Nacional, Praça Marechal Âncora s/nº, Centro. 3ª a 6ª, das 10h às 17h30; sáb. e dom., das 14h às 18h. 

EXPOSIÇÕES DE LONGA DURAÇÃO - Depois de uma grande obra de recuperação, o Museu Histórico Nacional abre quatro grandes núcleos de exposição: “Oreretama”, “Portugueses no mundo: 1415-1822”, “A Construção da nação: 1822-1889”" e “A cidadania em construção: 1889 à atualidade”. As mostras abrangem da pré-história brasileira ao século XXI, incluindo obras contemporâneas de artistas como Carlos Vergara. R$6. Grátis aos dom. Até 23 de novembro.

>> Oi Futuro Flamengo, Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo (3131-3060). 3ª a dom., das 11h às 20h. 

MUSEUS DAS TELECOMUNICAÇÔES - Documentos, objetos museológicos aliados a recursos de alta tecnologia narram a história da comunicação humana. São mais de 120 vídeos, produzidos a partir de pesquisas em cerca de 90 instituições nacionais e internacionais, peças significativas do acervo histórico do Museu/Oi Futuro que levam o visitante através de uma empolgante viagem virtual. Permanente.

PULSO IRANIANO - A exposição traz fotografias e vídeos inéditos de importantes artistas contemporâneos iranianos, além de um conjunto de poemas traduzidos para o português. O curador e diretor artístico do projeto, Marc Pottier, pretende mostrar a força da nova criação iraniana desenvolvida tanto no próprio país como em outros países, para onde alguns artistas migraram. Os artistas que estarão na exposição são Abbas, Morteza Ahmadvand, Shirin Aliabadi, Gohar Dashti, Siamak Filizadeh, Shadi Ghadirian, Amirali Ghasemi, Ghazel, Arash Hanaei, Peyman Hooshmandzadeh, Bahman Jalali, Rana Javadi, Raha Raissnia, Abbas Kiarostami, Bahman Kiarostami, Nava Zadoc, Shirin Neshat, Neda Razavipour, Jalal Sepehr, Mitra Tabrizian, Jinoos Taghizadeh, NewshaTavakolian e Sadegh Tirafkan. A mostra abrangerá ainda obras de 26 vídeoartistas e 30 fotógrafos, todos jovens. Até 30 de outubro.

-- EM CARTAZ NAS GALERIAS E OUTROS ESPAÇOS --

A MORTE DAS OFÉLIAS/ESTELA SOKOL - A exposição reúne cerca de 30 obras da artista, entre elas fotografias,esculturas e relevos, recentes e inéditos, produzidos este ano pela jovem artista paulistana. 2ª a 6ª, das 10h às 20h, sáb., das 12h às 18h. Grátis.  Anita Schwartz Galeria de Arte, Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea (2274-3873/2540-6446). Até 8 de outubro.

ANNA BELLA GEIGER CIRCA MMXI - Para a retrospectiva com 60 obras da artista Anna Bella Geiger, foram reunidas algumas das suas mais relevantes criações nos últimos 60 anos, entre desenhos, pinturas, fotogravuras, serigrafia, esculturas e videoinstalações. Arte Sesc, Rua Marquês de Abrantes 99, Flamengo (3138-1343). 3ª a sáb., das 12h às 20h; dom., das 11h às 17h. Grátis. Até 30 de setembro.

ÁREA PORTUÁRIA EM TRANSFORMAÇÃO - Produzida pelos alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade federal do Rio de Janeiro (UFRJ) a intenção é a de promover uma maior integração do Legislativo municipal com a universidade, incentivando a divulgação dos projetos desenvolvidos em sala de aula e que se configuram como alternativas para as questões da cidade do Rio de Janeiro. Saguão José do Patrocínio do Palácio Pedro Ernesto, Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Praça Floriano, s/nº, Cinelândia. Diariamente, das 10h às 19h. Grátis. Até 30 de setembro.

AS CORES DO RIO NO MUNDO / SÉRGIO TELLES - A mostra, que reúne 32 obras, sendo sete desenhos a lápis e 25 óleos sobre tela, retratam as cores intensas do Rio de Janeiro em cenas do cotidiano das cidades por onde passou como embaixador. Sua obra lembra a técnica impressionista, porém o artista prefere não rotular a própria arte. Para o poeta e escritor Ferreira Gullar, a exposição é uma homenagem ao reconhecimento do talento e da importância do artista no cenário artístico brasileiro. TNT Escritório de Arte, Itanhangá Center, Estrada da Barra da Tijuca, 1.636, Loja A1, Bloco B, Itanhangá (2495-5756). 2ª a sáb., das 10h às 20h. Grátis. Até 17 de setembro. 

BONECOS & CIA - A ARTE DE TRANSFORMAR/DIRCÉA DAMASCENO - Entre as obras estão bonecos gigantes, fantoches, bois-bumbás, bonecos-de-vara, minibonecos, estandartes e painéis. Todas as peças têm cores alegres, fortes e vibrantes e foram confeccionadas com materiais recicláveis ou reaproveitáveis como, por exemplo, garrafas Pet, tecidos, isopor, papel maché, lã, tintas, jornais, bijouterias e partes de fantasias de Carnaval. Galpão das Artes Urbanas Helio Pellegrino, Rua Padre Leonel Franca s/n - Gávea. Grátis. Até 28 de outubro. 

COLUNAS - Vencedora do Prêmio Funarte de Arte Contemporânea, a instalação de José Spaniol ocupa o mezanino do Palácio. A obra cria uma nova relação espacial para o observador e, ao mesmo tempo, esconde as doze colunas originais do edifício, num jogo entre ocultamento e revelação. Ao interagir com a instalação, o visitante pode ter múltiplas visões e conceitos do ambiente. Palácio Gustavo Capanema, Rua da Imprensa 16, Centro (2240-3344). 2ª a 6ª, 9h às 18h. Grátis. Até 7 de outubro.

CORES E SONS DAS FLORESTAS - Para comemorar o Ano Internacional das Florestas, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos realiza uma exposição com pinturas, gravuras, esculturas e instalações no Centro de Referência em Biodiversidade, na sede do parque em Teresópolis. Parque Nacional da Serra dos Órgãos - Centro de Referência em Biodiversidade - Av. Rotariana s/n - Teresópolis - RJ. Crianças de até 12 anos e maiores de 60 anos não pagam para entrar no Parque. O ingresso custa R$ 11 para adultos e R$ 22 para adultos estrangeiros. Moradores de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim munidos de comprovante de residência pagam R$ 2,20. Das 8h às 17h. Até 21 de setembro. 

CORPUS CORDEX - Além de telas e pinturas sobre o papel, nas quais mistura técnicas digitais com arte de rua, o carioca antônio Bokel faz uma intervenção no poste em frente ao Solar de Botafogo, abrindo a série Solar Street Eye. Solar de Botafogo, Rua General Polidoro, 180, Botafogo (2543-5411). Diariamente, das 19h às 23h. Grátis. Até 30 de outubro.

DESTEMPOS/LENORA DE BARROS - A mostra dá continuidade à reflexão sobre questões relativas ao tempo, que Lenora de Barros vem desenvolvendo desde 2008, através de vídeos, fotografias e som. Galeria Laura Marsiaj, Rua Teixeira de Melo, 31C, Ipanema. 3ª a 6ª, das 10h às 19h; sáb., das 11h às 16h. Até 17 de setembro. 

DEZ-COLADOS - O paranaense Aderson Thives apresenta 20 releituras de trabalhos célebres como a Monalisa, de Da Vinci, O Grito de Edvard Mich, o autorretrato de Van Gogh, entre outros, com recortes de colagens de revistas. Originalmente feitas em close ou plano americano, as obras ganham um 'corpo descolado' em tamanho real. Galeria Anderson Thives, Av. Atlântica 4240 - loja 223, Copacabana (2287-0222). Grátis. 2ª a sáb., das 10h às 19h. Até 15 de outubro.

O FIO DA MEADA - O fotógrafo Cafi exibe a série "Andaimes", na qual recria as estruturas de construção e as transforma em arte. À primeira vista, o trabalho se parece com um emaranhado de linhas retas que se entrelaçam, como um labirinto vertical. Um olhar mais atento revela uma vertente pouco conhecida do artista, que se consagrou nos anos 80 por fotografar mais de 300 capas de discos da música popular brasileira (entre Blitz e Milton Nascimento, por exemplo). Mul.ti.plo Espaço Arte, Rua Dias Ferreira, 417, sala 206, Leblon (2259-1952). 2ª a 5ª, das 10h às 18h; sáb., das 10h às 14h. Grátis. Até 14 de outubro.

FITAR - O artista plástico carioca Lincoln Nogueira, com origem no design gráfico, apresenta trabalhos que resultam da reinvenção do sentido e do ciclo de vida de persianas encontradas no lixo, com as quais, após aplicar tinta e fitas adesivas sobre as faces metálicas, constrói uma espécie decontra-paisagem modulada, como na obra "Região Serrana" na foto ao lado, e, também, da “desconstrução” da imagem-clichê de cartões-postais em filetes que irão configurar um problema espacial cinético. H. Rocha Galeria de Arte, Shopping Cassino Atlântico, Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 1417, Copacabana. 3ª a sáb., das 14h às 19h. Grátis. Até 15 de outubro.

FRANZ WEISSMANN [1911-2005] - [1911-2005] - A mostra conta com 76 obras emblemáticas do grande escultor, um dos expoentes do Neoconcretismo, e que ocupa um lugar de destaque na arte brasileira. As obras, selecionadas pelo curador Max Perlingeiro, darão ao público a possibilidade de acompanhar o pensamento desse artista fundamental e capaz de operar mudanças nos conceitos existentes até então no país. Pinakotheke Cultural, Rua São Clemente 300, Botafogo. 2ª a 6ª, das 10h as 18h. Sáb., das 10h às 16h. Grátis. Até 3 de dezembro. 

HAVE A NICE DAY - O carioca Bruno Miguel apresenta 23 pinturas, uma série de 15 móveis-paisagens, um vídeo e três obras da série “Kitsch Pôsters – A zoation architecture History”, todos recentes e inéditos, na individual em cartaz na Luciana Caravello Arte Contemporânea. Para a mostra, o artista usou como suporte 23 caixas de molduras que servem para levar a pintura a um plano tridimensional. Galeria Anna Maria Niemeyer, Rua Barão de Jaguaribe 387, Ipanema (2239-9144). 2ª a 6ª, das 10h às 19h; sáb., das 11h às 14h. Grátis. Até 30 setembro.

HEBER VARGAS - Treze obras em grande formato, óleo/tela do artista impressionista, retratando e homenageando o município de São Gonçalo, pelo seu aniversário de emancipação Politico-Administrativa. Casa das Artes Villa Real, R. Coronel Moreira César, s/ nº, Zé Garoto, São Gonçalo. 2ª a 6ª, das 9h às 17h; sáb., das 9h às 14h. Até 16 de outubro.

JADE/ROSA OLIVEIRA - Nesta exposição, a artista busca um aprofundamento da linguagem por meio de pinturas construtivistas – em telas grandes – com linhas retas e cores novas. Rosa Oliveira trabalha com a repetição, como se fosse um mantra, como ela mesma gosta de definir. Galeria Anna Maria Niemeyer, Praça Santos Dumont, 140 A – Baixo Gávea. 3ª a 6ª, das 12h às 21h. Sáb. e dom., das 14h às 18h. Até 25 de setembro. 

KNIGHT PAINTINGS - Há mais de dez anos o fotógrafo carioca Renan Cepeda investiga a técnica no light painting em paisagens e cenas noturnas no interior do Brasil e nos Andes peruanos. Ele acaba de voltar de uma nova experiência no altiplano Castilla Y León, no oeste da Espanha. No local, o artista encontrou castelos medievais abandonados, os quais fotografou à noite com lanternas e canetas laser, registrando efeitos luminosos com câmeras antigas de filme. Galeria Tempo,Avenida Atlântica, 1782,  Loja E, Copacabana (2255-4586). Grátis. 3ª a sáb., das 11h às 19h. Até 31 de outubro.

LEDA CATUNDA - PINTURAS RECENTES - A paulista Leda Catunda apresenta dez pinturas-objeto em acrílica sobre materiais diversos, realizadas sobre camisetas e objetos relativos a esportes variados como skate, futebol e basquete. Em sua pintura de caráter construtivista, Leda opta por formatos não ortogonais, de sugestão orgânica e em escalas variadas. Silvia Cintra + Box 4, Rua das Acácias, 104, Gávea (2521-0426). 2ª a 6ª, das 10h às 19h; sáb., 12h às 18h. Grátis. Até 8 de outubro.   

MOSTRA DE DESIGNERS DO RIO DE JANEIRO - A exposição trata da produção do design contemporâneo desenvolvido no estado. Com um conjunto de 59 peças que vai do mobiliário a capas de livros e acessórios, ela permitirá que os visitantes interajam com as obras expostas e possam conhecer melhor e de perto os designers cariocas de destaque. A mostra é assinada por 28 expositores, dentre eles nomes de destaques como Sérgio Rodrigues, Antônio Bernardo, Zanini de Zanine, H Stern e Guto Índio da Costa. Palácio Tiradentes, Avenida Primeiro de Março s/n, Centro (2588-1404). 2ª a sáb., das 10h às 17h; dom., das 12h às 17h. Grátis. Até 30 de setembro.

PAIVA BRASIL - Na mostra que comemora um ano da Tramas Galeria de Arte, o artista Paiva Brasil, natural de Campos, apresenta produções novas e trabalhos da década de 80. Entre as obras estão 17 gouaches, uma tela, uma escultura e dois múltiplos em cinco versões de cores - um em madeira revestida, outro em acrílico. Sua obra destaca a riqueza visual das geometrias com influência construtivista. Shopping Cassino Atlântico, Avenida Atlântica 4.240, loja 219, Copacabana (2287-2036). 2ª a sáb., das 11h às 18h. Grátis. Até 17 de setembro.

PALIMPSESTOS + MIRANDO(A)/TOM LISBOA - O artista visual curitibano Tom Lisboa traz um recorte de sua pesquisa rotulada por ele mesmo como “fotografia marginal”. De acordo com Tom, “trata-se de uma fotografia híbrida que está “na margem” com outras artes, tais como a literatura, a intervenção urbana, o vídeo, a pintura e a própria internet”. Ateliê da Imagem Espaço Cultural, Av. Pasteur, 453, Urca. 2ª a 6ª, das 10h às 21h30 e sáb. das 10h às 17h30. Grátis. Até 15 de outubro. 

PANORAMAS - A mostra reúne 313 obras do acervo do Instituto Moreira Salles, na Gávea, entre fotografias, desenhos e gravuras produzidas entre os anos 1820 e 1920. Destaque para as imagens da enseada de Botafogo. Curadoria de Sergio Burgi e Carlos Martins. Tramas Galeria de Arte, Shopping Cassino Atlântico, Avenida Atlântica, 4.240, loja 219, Copacabana (2287-2036). 3ª a 6ª, das 13h às 20h; sáb., das 11h às 20h. Grátis. Até 13 novembro.

RIOJOVEM 2011 - Aproximadamente 180 fotografias produzidas em 2010 e 2011 pelos alunos do 9º e do 1º ano do CAp/UERJ são apresentadas. A curadoria é do fotógrafo Andreas Valentin (Doutor em História/UFRJ, professor de fotografia do CAp/UERJ e coordenador dos cursos de pós-graduação “Fotografia: imagem, memória e comunicação” e “Arte e cultura” da Universidade Candido Mendes) e da professora Karin Scarpa. Galeria EAV – Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico (3257-1800). 2ª a 5ª, das 9h às 22h; sex., sáb. e dom., das 9h às 17h. Grátis. Até 9 de outubro. 

SANTA MARTA DOS ANJOS - Retratos de pessoas e detalhes arquitetônicos da comunidade do morro Santa Marta são o foco da exposição Santa Marta dos Anjos, do fotógrafo Marco Terranova. Reunindo 35 imagens, a exposição é o resultado de um trabalho que teve início há 14 anos. A maior parte das fotos selecionadas para a exposição são retratos de pessoas em preto e branco. As fotos de fragmentos arquitetônicos, coloridas, foram incorporadas ao conjunto da obra posteriormente. Bem diferente dos registros jornalísticos, nenhuma foto da exposição tem título, legenda ou data em que foi feita. Baukurs Cultural, Rua Goethe, 15, Botafogo (2246-6242). 2ª a sáb., das 13h às 19h. Grátis. Até 22 de outubro. 

SONIA ANDRADE – RESTROSPECTIVA 1973-1994 - A mostra apresenta um recorte temporal de sua trajetória com a apresentação simultânea e inédita de trabalhos realizados nestas duas décadas, através dos quais se pode vislumbrar a construção da poética da artista. Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, Rua Luís de Camões, 68, Centro (2232-2213 / 2232-4213). 2ª a 6ª, das 11h às 18h; sáb., dom. e feriados, das 11h às 17h. Visitadas monitoradas: de 3ª. a 6ª  durante todo o período da exposição. Grátis. Até 27 de novembro. 

TOTOMA! - IMAGENS DO FUNK CARIOCA - A fotógrafa Dani Dacorso mostra no Sesc Tijuca imagens registradas durante dez anos no universo do funk do Rio. Entre os personagens fotografados estão Tati Quebra Barraco, Mr. Catra, Deize Tigrona, Serginho e Lacraia, Gorila e outros. Um ensaio sobre o passinho - sucesso no youtube -, complementa a exposição. Sesc Tijuca, Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca (3238-2100). 3ª a 6ª, das 12h às 20h30; sáb. e dom., das 8h às 16h30. Grátis. Até 30 de setembro.

VIBROSIDADE & VIBROLUÇÃO - O artista Ricardo Basbaum faz exposição com trabalhos que envolvem arquitetura, desenho, texto e sonoridade. A inauguração, na galeria A Gentil Carioca, é aberta ao público, sábado, das 16h às 20h. A Gentil Carioca, Rua Gonçalves Lêdo, 17 - sobrado, Centro (2222-1651). 3ª a 6ª, das 12h às 19h; sáb., das 12h às 17h. Grátis. Até 17 de setembro.

VIVA COM ARTE - Em comemoração ao Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência (21/09), o presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), deputado Paulo Melo (PMDB), abre no Saguão Getúlio Vargas do Palácio Tiradentes, a exposição que reúne 18 telas pintadas com a boca e os pés - óleo, acrílico e guache - dos artistas plásticos Jefferson Maia, Marcelo Cunha e Luciano Saurius. Saguão Presidente Getúlio Vargas do Palácio Tiradentes,  Rua Primeiro de Março, s/nº – Centro - Praça XV (2588-1404). Entrada para cadeirantes pela Rua Dom Manuel, s/nº. 2ª a sáb., das 12h às 17h; dom. e feriados, das 12h às 17h. Grátos. Até 30 de setembro. 

XILOGRAVURAS POR ZAVEN PARÈ - O renomado pintor francês, gravurista e artista plástico Zaven Parè abre a temporada de exposições do segundo semestre do Baukurs Cultural, em Botafogo. Artista da galeria La Hune de 1993 a 2004 em Paris, ele expõe 88 xilogravuras de um novo bestiário, realizado no Japão em 2009 e 2010, de 16 de agosto a 22 de outubro, para o público.  Baukurs Cultural, Rua Goethe, 15 – Botafogo.  2ª a sáb., das 13h às 19h. Grátis. Até 22 de outubro.