As melhores exposições da cidade

-- EXTRA --

ENCONTROS MULTISSENSORIAIS – Um programa de acessibilidade para pessoas com deficiência visual que busca estimular em todos a experiência tátil e multissensorial. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Av. Infante Dom. Henrique, 85, Flamengo (2240-4944). Grátis para o deficiente visual e um acompanhante. R$ 8. Estudantes e idosos pagam meia. Confira aqui a programação completa do Núcleo Experimental de Arte de MAM. Permanente. Último sáb. de cada mês, às 15h. 

MERIDIANOS - Dez artistas latino-americanos se encontram no Rio para falarem de suas trajetórias. Os artistas conversam em duplas – um brasileiro e um estrangeiro – em encontros abertos ao público. Os encontros acontecem entre 4 de maio e 29 de novembro em locais diversos. Confira aqui a programação completa.

 

-- ABERTURA --

AMOSTRAS DE ARQUITETURA/LUCIA KOCH – As fotografias da artista são imagens de interiores vazios de caixas e embalagens, que se assemelham a  ambientes arquitetônicos. Algumas delas são chamadas Arquitetura de Autor, inspiradas em obras específicas, modernas ou contemporâneas, enquanto outras têm elementos de arquiteturas tradicionais. Galeria Silvia Cintra + Box 4, Rua das Acácias, nº 104 – Gávea (2521-0426). Grátis. 2ª a 6ª, das 10 às 19h, sáb., das 12h às 18h. Até 2 de julho. A partir de 31 de maio.

  DE 0 A 100 EM 1 SEGUNDO/GAIS - A exposição reúne telas, muitas pintadas por Gais nos últimos meses, com tinta acrílica spray, com cores fortes. O trabalho é inspirado na geometria, com formas neoconcretistas, uma geometria abstrata. Galeria HUMA, Rua Alfredo Chaves, 56, Humaitá   (25353395 ). Grátis. 3ª a 5ª, das 11h às 18h, sáb., das 12h às 18h. Até 3 de julho. A partir de 2 de junho.

O DEVIR/EDUARDO MASINI – Exposição de fotografia cujo tema é o presídio Frei Caneca, implodido no ano passado. O diferencial é que as obras serão impressas em forma de lambe lambe, nome dado aos tipos de cartazes que são colados na rua e aplicados um em cima do outro, geralmente para divulgar shows. Athena Contemporânea, Av.Atlântica, 4.240, loja 211 (9494-9678). 2ª a 6ª das 12h às 19h, sáb., das 13h às 18h. Grátis. Até 2 de julho. A partir de 1º de junho. 

EU ME DESDOBRO EM MUITOS -  A exposição tem a autorepresentação como proposta de realização artística. O retrato talvez seja a face mais importante da fotografia, como o foi para a pintura durante vários séculos.  Ele deu um rosto, uma individualidade, para a população que, no senso comum, menciona a palavra “retrato” como sinônimo de fotografia.  Centro Cultural Banco do Brasil , Rua Primeiro de Março, 66, Centro (3808-2020). D e 3ª a dom., das 9h às 21h. Grátis.  Até 10 de julho. A partir de 3ª, 31 de maio.

O SEGREDO/ANTONIO CARVALHO -  As pinturas de Antonio Carvalho têm como referências símbolos calcados na Maçonaria. Apresenta arcanos picturais, num estudo arquitetado onde investe na elaboração de sistema capaz de traçar relações indispensáveis entre o conteúdo e a forma, sem botar de lado a essência do homem.  Galeria Marly Faro, Rua Aníbal de Mendonça, 221 – Ipanema (2259-9417). Grátis. 2ª a 6ª, das 12:30h às 19:30h, sáb., das 9:30 às 13:30. Até 24 de junho. A partir de 2 de junho.

SECRETOS SOBRE NEGRO/ ANTONIO BANDERAS - Com uma câmera nas mãos, o ator espanhol explora outro lado da sua identidade artística. A exposição exibirá 22 fotografias nas quais Banderas apresenta uma visão íntima e pessoal do fascinante mundo feminino através de uma exclusiva perspectiva masculina. Caixa Cultural Rio de Janeiro, Avenida Almirante Barroso, 25, Centro (2544-4080). Grátis. 3ª a sáb., das 10h às 22h; dom., das 10h às 21h. Classificação: 18 anos. Até 26 de junho. A partir de 7 de junho.

SERGIO BRITTO E SUAS VÁRIAS FACETAS – A exposição conta com imagens a vida do ator, produtor, professor  e escritor carioca, de 87 anos, 64 deles dedicados ao teatro. Ela é dividida em 14 painéis com fotos que vão de 1940 a 2003 e mostram a trajetória de Sergio Britto no teatro e na TV.  Teatro SESI Jacarepaguá, AV. Geremári Dantas, 940, Freguesia ( 3312-3753 ) . Grátis. A exposição acontece sempre nos dias e horários das atrações do SESI. Até 2 de julho. A partir de 1° de junho. 

ESPERANDO OUTONO/MARCIO RM -  As  18 fotografias coloridas  foram feitas no final de fevereiro e início de março de 2010, em dias de um bonito céu, quase tão bonito quanto o de outono com suas cores saturadas e a sua poética luz.  Centro Cultural Paschoal Carlos Magno,  Rua Lopes Trovão, s/nº, Icaraí ( 2610-5748).    2ª   a 6ª , das 10h às 17h; sáb., e dom., das 10h às 15h. Grátis, Até 26 de junho. A partir de 2 de junho.


-- EM CARTAZ NOS MUSEUS E CENTROS CULTURAIS --

>> Casa de Cultura Laura Alvim, Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2015). 3ª a dom., das 13h às 20h. 

ALUCINAÇÃO À BEIRA-MAR -  A mostra agrupa 11 trabalhos - sete inéditos e quatro mais antigos - de Marcos Chaves, os quais se referem à paisagem do Rio de Janeiro, em várias mídias: fotografia, vídeo, instalação, objeto. Grátis. Até 5 de junho. 

>> Casa França-Brasil, Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro (2332-5120). 3ª a dom., das 10h às 20h. 

2892 / DANIEL SENISE - Setenta lençóis brancos impregnados de memórias compõem uma das quatro grandes obras do artista. A mostra ocupa todos os espaços da instituição, inclusive o cofre, que abrigará o trabalho “Crucifixão”. Casa França-Brasil, Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro (2332-5120). 3ª a dom., das 10h às 20h. Até 10 de julho. 

>> Centro Cultural Justiça Federal, Av. Rio Branco, 241, Galeria do 2º andar, Centro (3261-2550). 3ª a dom., das 12h às 19h. Grátis.

GALERIA DAS TOGAS - A exposição, inédita no Rio de Janeiro, mostra um breve histórico da origem e evolução do uso da Toga - roupa indispensável no vestuário dos magistrados. Permanente.

>> Caixa Cultural Rio de Janeiro, Av. Almirante Barroso, 25, Centro(2544-4080). 3ª a sáb., das 10h às 22h; dom., das 10h às 21h. Grátis. 

NIOBE XANDÓ – FLORESTAS FANTÁSTICAS E MÁSCARAS IMAGINÁRIAS - A primeira individual da artista plástica no Rio reúne uma seleção de 42 pinturas e desenhos. Até 29 de maio.

>> Centro Cultural Banco do Brasil , Rua Primeiro de Março, 66, Centro (3808-2020). 3ª a dom., das 10h às 21h. Grátis.

I IN U – EU EM TU / LAURIE ANDERSON - Uma das mais importantes artistas da cena contemporânea, a norte-americana Laurie Anderson ganha sua primeira exposição individual no Brasil. No dia 29, a artista fará performance às 18h30, na Rotunda, seguida de palestra, às 19h00, no Teatro 1. Até 26 de junho. 

INTRODUÇÃO AO TERCEIRO MUNDO - A exposição de Marilá Dardot reconstroi um território possível, um mundo proposto, a partir de vivências recolhidas na arte e na literatura. Até 12 de junho. 

ONENESS /  MARIKO MORI -  Exposição inédita que reúne instalações, esculturas, vídeos, fotografias e  desenhos, que mesclam elementos da cultura pop, tradição japonesa, moda, design e alta tecnologia. Até 10 de julho. 

>> Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, Galeria Quirino Campofiorito, Rua Lopes Trovão, s/nº, Icaraí (2610-5748). 2ª, das 13h às 17h;  3ª a 6ª, das 10h às 17h; sáb., dom. e feriados, das 10h às 15h.

XAMÃ / PIERRE CRAPEZ - Através de pinturas a exposição quer sensibilizar sobre a importância de um diálogo entre a atualidade e a cultura ancestral, guardião de uma eco-sabedoria. Grátis. Até 29 de maio. Encontro com artista: Dom., 29 de maio, às 10h

>> Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, Rua Humaitá, 163 (entrada pela rua Visconde de Silva), Galeria Marcantonio Villaça 2 (segundo andar), Humaitá (2535-3846). 3ª a dom., das 14h às 22h. 

DESENHO EM CAMPO AMPLIADO - Os trabalhos de Carolina Ponte, Daniela Antonelli, Malu Saadi e Pedro Varela investem na confluência de temas e propostas poéticas que ampliam o campo do desenho, bem como a sua força e potência. Grátis. Até 29 de maio. 

>>  Instituto Moreira Salles, Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea (3284-7400). 3ª a 6ª, das 13h às 20h; sáb., dom. e feriados, das 11h às 20h. Grátis. 

RETRATO DO IMPÉRIO E DO EXÍLIO A mostra reúne imagens inéditas da família imperial brasileira pertencentes ao acervo fotográfico herdado pelo príncipe Dom João de Orleans e Bragança, que agora ficará sob a guarda do local. Até 29 de maio.

>> Museu Casa do Pontal, Estrada do Pontal, 3.295, Recreio dos Bandeirantes (2490-3278). 3ª a dom., das 9h30 às 17h. R$ 10. 

MÁQUINAS POÉTICAS – Seis trabalhos de Abraham Palatnik, de Adalton Fernandes Lopes (1938 – 2005), Laurentino (1937 – 2009), Nhô Caboclo (? – 1976) e Saúba (1953), muitos são raros. Até 5 de junho. 

>> Museu da Republica, Rua do Catete, 153, Catete (3235-3693). 3ª a 6ª, das 10h às 17h; sáb., dom. e feriados, das 14h às 18h. R$6; grátis 4ª e dom. 

A RES PÚBLICA BRASILEIRA - A exposição se divide em seis ambientes que pretendem recriar, historicamente, o período republicano. Exposição de longa duração.

 

>> Museu de Arte Contemporânea,  Mirante da Boa Viagem, s/nº - Icaraí (2620-2400). 3ª a dom., das 10h às 18h (aberto até 19h aos sábados e domingos durante o horário de verão.  R$5. Estudantes pagam meia; Grátis  às 4ªs,  para idosos e crianças até 7 anos. 

PINCELADAS / LAURO MULLER -  O artista busca dar forma e movimento as cores, ultrapassando os limites da tela tradicional, usando apenas tinta e tela recortada com a finalidade de renovar a pintura abstrata, reinventá-la, criando mundos novos, um campo de expressão humana.  Até 31 de julho. 

>>  Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Av. Infante Dom. Henrique, 85, Flamengo (2240-4944). 3ª a 6ª, das 12h às 18h; sáb., dom. e feriado, das 12h às 19h. 

DANIEL BLAUFUKS – Uma única instalação com duas projeções do artista português-alemão e f otografias feitas projetadas, que dialogarão entre si, criando uma espécie de filme em loop. R$ 8.  Estudantes e idosos pagam meia. Grátis para amigos do MAM e crianças de até 12 anos. Domingos ingresso família, para até 5 pessoas: R$8,00. A bilheteria fecha 30 minutos antes do término do horário de visitação. Até 21 de agosto. 

EM BUSCA DO ALEPH / ROBERTO CABOT – Pinturas, desenhos, mídia digital, esculturas, arquitetura e literatura, ocupam parte do terceiro andar, sobre o Espaço Monumental do museu. R$8. Estudantes e idosos pagam meia. Grátis para amigos do MAM e crianças de até 12 anos. Domingos ingresso família, para até 5 pessoas: R$8,00. A bilheteria fecha 30 minutos antes do término do horário de visitação. Até 26 de junho. 

PLACEBO / TATIANA GRINBERG – A artista apresenta, entre outras obras, a  instalação multissensorial homônima, que solicita o   público através dos sentidos visual, auditivo e proprioceptivo (sentido que nos dá a sensação do próprio corpo). R$ 8; idosos e estudantes maiores de 12 anos pagam meia; grátis para amigos do MAM e crianças até 12 anos; dom. ingresso família para até 5 pessoas: R$ 8. Até 5 de junho.

>> Museu Histórico Nacional, Praça Marechal Âncora s/nº, Centro. 3ª a 6ª, das 10h às 17h30; sáb. e dom., das 14h às 18h. 

EXPOSIÇÕES DE LONGA DURAÇÃO - Depois de uma grande obra de recuperação, o Museu Histórico Nacional abre quatro grandes núcleos de exposição: “Oreretama”, “Portugueses no mundo: 1415-1822”, “A Construção da nação: 1822-1889”" e “A cidadania em construção: 1889 à atualidade”. As mostras abrangem da pré-história brasileira ao século XXI, incluindo obras contemporâneas de artistas como Carlos Vergara. R$6. Grátis aos dom. Até 23 de novembro.

>> Museu Nacional de Belas Artes, Av. Rio Branco 199, Centro. 3ª a 6ª, das 10h às 18h. 

GALERIA DE ARTE BRASILEIRA DO SÉCULO XIX - Estão em exibição 230 trabalhos, entre pinturas, esculturas, arte sobre papel e mobiliário, restaurados para a reinauguração. R$5. Até 18 de fevereiro.

>> Oi Futuro Flamengo, Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo (3131-3060). 3ª a dom., das 11h às 20h. 

CONCERTO PARA ENCANTO E ANEL / NELSON FELIX - Artista exibe sua primeira "escultura sonora" que revela o som produzido por uma obra de arte e se completa com outra obra: um livro, homônimo, com textos de Ronaldo Brito e Marisa Florido, ilustrado por desenhos do artista. Oi Futuro do Flamengo,  Rua Dois de Dezembro, 63, Nível 2, Flamengo (3131-3060). 3ª a dom., das 11h às 20h. Grátis. Até 30 de junho.

DO JEITO QUE O REI MANDOU - Durante dez anos, o arquiteto, designer e fotógrafo Nilton de Moraes Filho, percorreu as ruas durante o carnaval em busca de personagens e situações inusitadas que mostrassem o espírito da mais famosa festa brasileira. Na mostra, as imagens que melhor retratam os sentimentos e expressões desses personagens. Até 3 de julho  

MUSEUS DAS TELECOMUNICAÇÔES - Documentos, objetos museológicos aliados a recursos de alta tecnologia narram a história da comunicação humana. São mais de 120 vídeos, produzidos a partir de pesquisas em cerca de 90 instituições nacionais e internacionais, peças significativas do acervo histórico do Museu/Oi Futuro que levam o visitante através de uma empolgante viagem virtual. Permanente.

>> Oi Futuro Ipanema, Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema. 3ª a dom., das 13h às 21h. Grátis.

GERAÇÃO ELETRÔNICA -   A segunda edição da exposição multimídia sobre música eletrônica promete transformar a galeria de arte em um verdadeiro “night club”. Valorizando o que há de mais novo na cena eletrônica nacional, o evento reúne mais de 50 artistas. Até 3 de julho. 

POEMA VISUAL – MINOS - O projeto apresenta sua quarta exposição criada pelo poeta e ensaísta Antônio Cícero, com curadoria de Alberto Saraiva. Ela é baseada no poema homônimo do próprio Antônio. Até 26 de junho.

POWER PIXELS /MIGUEL CHEVALIER -  Dois espaços de outdoor serão preenchidos por instalações da arte virtual de Chevalier: a fachada do Oi Futuro e a Praça General Osório.  As obras serão  Segunda Natureza 2011   e   Fractal Flowers in Vitro 2011 . Até 4 de junho. 

-- EM CARTAZ NAS GALERIAS E OUTROS ESPAÇOS --

AMOR/FLÁVIO VELASCO – A exposição consiste em cinco pinturas em grande formato, na técnica de óleo sobre tela com título de AMOR. O mosaico de cores obriga o expectador a uma contemplação demorada, buscando caminhos para desvendar as imagens sobrepostas em uma base que mescla a geometria e o orgânico. Sala José Cândido de Carvalho, Rua Presidente Predeira, 98, Ingá (2621-5050). 2ª a 6ª, das 9h às 17h. Grátis. Até 27 de junho. 

CARLOS BEVILACQUA - Seis esculturas combinam o princípio construtivo e o pensamento simbólico, lembrando a estrutura musical de tema e variações. Artur Fidalgo Galeria, Rua Siqueira Campos, 143, 2° piso, ljs 147 / 150, Copacabana (2549-6278). 2ª a 6ª, das 10h às 19h; sáb., das 10h às 14h. Grátis. Até 11 de junho.

DA QUEDA À EMANCIPAÇÃO / AILTON BERBERICK - Trabalhos de tinta sobre tela onde as seguintes cores adquirem grande significação: o azul, o preto e o vermelho que são utilizados com o objetivo de compor as ideias que o artista deseja passar ao público com seus trabalhos.  Galeria Gustavo Schnoor, Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã (2334-0728). 2ª a 6ª, das 9h às 20h. Grátis. Até 10 de junho. 

ENSAIO ABERTO - ARMAZÉM DA UTOPIA  -   A exposição apresenta, por meio de recursos multimídia, a trajetória da Companhia Ensaio Aberto desde sua estreia até a conquista do Armazém da Utopia, reunindo fragmentos de cenários, objetos de cena, fotografias e as imagens históricas dos 19 espetáculos criados pela companhia, entre eles “Companheiros”, “Bósnia, Bósnia”, “Missa dos Quilombos” e “Olga Benario: um breve futuro”. Armazém 6 – Cais do Porto, Av. Rodrigues Alves, s/n – Centro (2516-4893/2516-4857 ). Grátis. 6ª, sáb. e dom., das 17h às 20h. Até 3 de julho.

FLUTUO POR TI / SUZANA QUEIROGA – A artista preparou 10 pinturas de grande formato, em óleo sobre tela, instalações e um vídeo de três minutos, visto através de um “olho mágico”. Anita Schwartz Galeria de Arte, Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea (2274-3873). 2ª a 6ª, das 12h às 18h; sáb., das 12h às 18h. Grátis. Até 4 de junho.

FOTO & GRAFIA I – IMAGENS EM VERSOS –   A ideia do projeto é unir a fotografia a outras formas de expressão artística que usam a grafia para compor novas obras. A exposição faz parte da programação oficial do FotoRio2011 e conta com 20 fotógrafos que convidaram 20 poetas para, juntos, mostrarem seus talentos e sensibilidade em imagens acompanhadas de textos poéticos. Espaço Cultural Monumento Estácio de Sá, Av, Infante Dom Henrique, s/nº, Aterro do Flamengo (9857-3457).Grátis. 3ª a dom., das 9h às 17h. Até 19 de agosto. 

HAIKAI/ANA RODRIGUES -   Haikai é a arte de dizer o máximo com o mínimo, feito com apenas três versos breves em um total de dezessete sílabas. Inspirada nesta forma poética de origem japonesa do século XVI, a fotógrafa   contempla gestos naturais que estão sempre à nossa volta e geralmente passam despercebidos. Centro de Artes Hélio Oiticica, Rua Luís de Camões, 68, Praça Tiradentes (2232-2213). Grátis. 2ª a 6ª,das 12h às 20h; sáb e dom, das 11h às 17h. Até 30 de junho. 

LIBERDADE/CARLOS VERGARA – Com um ateliê em Santa Teresa, de onde podia avistar o Complexo Penitenciário Frei Caneca, o artista pensou imediatamente filmar e fotografar sua implosão. Ele percorreu os escombros e realizou minotipias, que serviram de base para pinturas realizadas depois.Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Rua Jardim Botânico, 414 (3257-1800). 2ª a 5ª das 12h às 20h, 6ª , sáb. e dom., das 10h às 17h. Grátis. Até 7 de agosto. 

MACHO TOYS / FÁBIO CARVALHO - Exposição de objetos e colagens do artista carioca na qual o público confere obras da série que surgiu da reflexão de como brinquedos presenteados às crianças, e as brincadeiras encorajadas e permitidas para cada sexo.  Galeria Anna Maria Niemeyer (filial Baixo Gávea),  Praça Santos Dumont, 140 A, Baixo Gávea ( 2540-8155). 3ª a 6ª, das 12h às 21h; sáb. e dom., das 14h às 18h. Grátis. Até 18 de junho. 

O MISTÉRIO O TEMPO EM POESIAS - A mostra multimídia, composta por 15 obras, aborda o lirismo do cotidiano por meio de diversas manifestações artísticas como a pintura, a poesia, a videoarte e a performance cênica. O público percorre a exposição ouvindo sons e melodias criadas pelo artista. Metrô, Estação General Osório, Praça General Osório s/n, Ipanema. Diariamente, das 10h às 20h. Grátis. Até 5 junho.

PASSADO SEMPRE PRESENTE -  A mostra reúne grandes nomes da arquitetura, como André Piva, Caco Borges, Elaine Ramos, Flávia Santoro e Danielle Parreira, Gisele Taranto e Isabella Lessa e Miguel Pinto Guimarães. Em sua segunda edição  propõe harmonizar o passado e presente, por meio de peças de antiquários cariocas. Ornare, CasaShopping, Avenida Ayrton Senna, 2.150, Bloco L, lojas 101 a 106, Barra da Tijuca (2108-8064). 2ª a 6ª, das 10h às 22h; dom., das 15h às 21h. Grátis. Até 12 de junho.

PEDRA, FERRO E FOGO -  Ex-aluno de Amílcar de Castro, o artista Jorge dos Anjos, conhecido como Mineiro, exibe esculturas em pedra sabão, peças em madeira e metal, “gravaduras” e “riscaduras” na Galeria Coleção de Arte, além de uma escultura em ferro com dois metros de altura exposta no Parque do Flamengo. Coleção de arte, Praia do Flamengo, 278, Térreo, Flamengo (2551-0641). 2ª a 6ª, das 12h às 18h; sáb., das 9h às 13h. Grátis. Até 28 de maio.

REGISTROS DE UMA GUERRA SURDA - O período sombrio da História brasileira entre 1964 e 1985, a ditadura militar, é o tema da exposição com curadoria de Viviane Gouvea. A mostra reúne material dos órgãos de repressão política da época e uma mostra de filmes. Arquivo Nacional, Praça da República, 173, Centro, (2179-1273). 2ª a 6ª, das 8h30 às 18h. Grátis. Até 26 de agosto.

RIO - A exposição conta com uma média de 3 trabalhos de cada fotógrafo, alguns em preto e branco (Rogério Reis e Evandro Teixeira) e outros em cor (Renan Cepeda, Custódio Coimbra e Leonardo Aversa). Galeria Tempo, Av. Atlântica, 1782 / loja E, Copacabana (2255-4586). 3ª a sáb., das 11h às 19h. Grátis. Até 4 de junho.