Teatro - 15 a 21 de abril

TEATRO/ESTREIA

OS 39 DEGRAUS – Texto de Patrick Barlow. Tradução e adaptação de Clara Carvalho e Alexandre Reinecke. Direção de Alexandre Reinecke. Com Dan Stulbach, Danton Mello, Henrique Stroeter, Fabiana Gugli e Paulo Ivo (stand in). A mistura de comédia romântica com espionagem e suspense,  traz o ator Dan Stulbach na pele de um sedutor incorrigível que se envolve no misterioso caso de assassinato de um bela espiã  tendo como cenário a Londres antes da Segunda Guerra. Teatro Leblon – Sala Marília Pêra, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 462 pessoas. 5ª a sáb., às  21h; dom., às 20h..  R$ 78.  Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h40. Até 10 de julho. Nesta 6ª, sáb. e dom.; e na próxima 5ª (21/04)  todos pagam R$ 39

A OLHO NU – Texto e direção de Duda Gorter. Com Rose Abdallah e Alexandre Dantas. Sentindo-se frágil e desamparada, uma mulher decide romper com tudo e criar uma nova realidade, mais segura e harmoniosa. Porém, diante de uma figura masculina se vê obrigada a interagir com o mundo real.  Teatro dos Quatro, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º andar (2274-9895). Cap.: 402 pessoas. 3ª e 4ª, às 21h30. R$ 60. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 50 minutos.  Até 27 de julho. Estreia na terça (19/04).

A ESTUPIDEZ – Texto de Rafael Spregelburd. Tradução e adaptação de Letícia Isnard. Direção de Ivan Sugahara. Com Alcemar Vieira, Cristina Flores, José Karini, Letícia Isnard e Saulo Rodrigues. A montagem da companhia paulista Os Dezequilibrados, com texto do argentino Rafael Spregelburd, coloca em cena a estupidez humana em uma comédia ácida que evidencia a nossa própria estupidez, presente na vida cotidiana e nos grandes setores da sociedade. Centro Cultural Banco do Brasil / Teatro 2, Rua Primeiro de Março, 66, Centro (3808-2049). Cap.: 155 pessoas. 5ª a dom., às 19h30. R$ 10. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 14anos. Duração: 2h. Até 29 de maio. Estreia na sexta (15/04)

LOUCURA – UM AUTOELOGIO DESCONCERTANTE – Direção de Brunna Napoleão. Com  Paula Goja . A partir de uma liver adaptação da obra  filosófica “Elogio da Loucura”, do teólogo e humanista holandês Erasmo de Roterdam, o monólogo faz  uma crítica a excessiva dose de razão empregada na avaliação das relações humanas no cotidiano das práticas sociais.  Casa de Cultura Laura Alvim / Espaço Rogério Cardoso, Av. Vieira Souto, 176, Ipanema (2247-6946). Capacidade: 70 pessoas. 3ª e 4ª, às  21h.  R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h. Ate 1º de junho. Estreia na terça (19/04)

MEMÓRIA DA CANA – Espetáculo da companhia Os Fofos Encenam. Texto de Nelson Rodrigues. Adaptação do texto e direção de Newton Moreno. Com Carlos Ataíde, Kátia Daher, Luciana Lyra, Paulo de Pontes, Marcelo Andrade e Viviane Madu. Na livre adaptação do texto Álbum de família, de Nelson Rodrigues, o dramaturgo e diretor Newton Moreno aproxima o enredo rodrigueano das raízes familiares brasileiras estudadas pelo  antropólogo e historiador Gilberto Freyre. Centro Cultural Banco do Brasil / Teatro 3, Rua Primeiro de Março, 66, Centro (3808-2020). Cap.: 45 pessoas. 4ª a dom., às 19h30.  R$ 10. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 16 anos. Duração: 1h30. Até 5 de junho.  Estreou na quinta (14/04)

MURRO EM PONTA DE FACA – De Augusto Boal. Direção de Paulo José. Com Gabriel Gorosito, Laura Haddad, Erica Migon, Sidy Correa, Abílio Ramos, Espedito Di Montebranco e Nena Inoue. Escrita em 1971 pelo então recém-exilado Augusto Boal (1931-2009),  a peça retrata a dura realidade de um grupo de brasileiros exilados em plena ditadura militar. Espaço Sesc,  Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana (2547-0156). Cap.: 100 pessoas. 5ª a sáb., às 21h; dom., às 19h30. R$16. Estudantes e idosos pagam meia. Comerciários:  R$ 4. Duração: 1h40. 14 anos. Até 8 de maio. Estreia na sexta (15/04)

NEGRO RELÂMPAGO PERPETUAMENTE LIVRE – Texto, encenação e espaço cênico de Claudio Castro Filho. Interpretação de Claudio Serra. Relato poético dos anos em que os poetas Pablo Neruda (1904-1973) e Federico García Lorca (1898-1936) compartilharam confidências afetivas e ideias sobre arte e política. Espaço Sesc/Mezanino, Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana (2548–1088). Cap.: 40 pessoas. 3ª e 4ª, às 20h. R$ 16. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. Comerciários: R$ 4. Duração: 1h10. 18 anos. Até 4 de maio. Estreia na terça (19/04)

NEM SEI MAIS QUANDO TUDO COMEÇOU – Adaptação e direção de Marcelo Mello. Com atores formandos da CAL – Casa das Artes de Laranjeiras. Inspirado nos filmes Amores Brutos, 21 Gramas e Babel, o espetáculo se constrói sobre uma rede complicada de relações, onde impera o caos. Fundição Progresso/Espaço Armazém, Rua dos Arcos, 24,  Lapa (2220- 5070). Cap.: 120 pessoas. Diariamente, às  20h. R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia. 16 anos. Duração: 2h. Até 21 de abril. Estreou na quinta (14/04)

QUEM NÃO SABE MAIS QUEM É, O QUE É E ONDE ESTÁ, PRECISA SE MEXER – Criação e dramaturgia da Cia São Jorge de Variedades a partir da obra de Heiner Müller. Direção de Georgette Fadel. Com  Marcelo Reis, Mariana Senne e Patrícia Gifford. Com personagens revolucionários, mas que às vezes parecem cômicos, patéticos, loucos ou muito lúcidos, o espetáculo traduz com jogos cênicos e músicas o universo do polêmico dramaturgo da pós-modernidade, o alemão Heiner Müller. Caixa Cultural / Teatro de Arena,  Avenida Almirante Barroso, 25, Centro (2544-4080). Cap.: 226 pessoas. 5ª a dom., às 19h. R$ 10. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h20. Até 24 de abril.  Estreou na quinta (14/04)

TEATRO/REESTREIAS

BELELÊ BALAIO – realização da Cia. de 4 no Ato. Direção de Gilvan Balbino. Com Bruno Olivieri, Filippe Neri, Gilvan Balbino e Pâmela Vicenta. Misturando o poético, o profano e o religioso, a comédia  faz uma viagem pela cultura popular brasileira através da história de  Maria Muxibenta, uma mulher que  deseja casar suas três filhas: Maria com graça, Maria sem graça e a Maria virgem, mas exige pretendentes ricos e bonitos. No desenrolar desta difícil missão, pretendentes aparecem, mulheres engravidam, anjos descem a terra e até a virgem santa vem interferir nesta difícil missão. Teatro Municipal Café Pequeno, Av. Ataulfo de Paiva, 269,  Leblon (2294-4480). Cap.: 110 pessoas.  4ª e 5ª, às  21h30. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 18 anos. Duração: 1h10. Até 28 de abril. Reestreia na quarta (20/04).

OS CATECISMOS SEGUNDO CARLOS ZÉFIRO – Texto e direção de Paulo Biscaia Filho. Idealização de Clara Serejo. Com  Clara Serejo, Leandro Daniel Colombo, Rafa de Martins, Jandir Ferrari, Martina Gallarza, Marino Rocha e Mariana Consoli. O espetáculo parte da reportagem do jornalista Juca Kfouri que desvendou a verdadeira identidade de Carlos Zéfiro: um pacato funcionário público responsável  pela criação de mais de 500 contos pornôs, sob a forma de quadrinhos, que fizeram a iniciação sexual dos jovens nos anos 50 e 60. Centro Cultural Solar de Botafogo, Rua General Polidoro, 180, Botafogo (2543-5411). Cap.: 180 pessoas. 5ª, a  sáb., às 21h30; dom., às 20h30. R$ 40 (5ª e dom.) e R$ 50 (6ª e sáb.).  Estudantes e idosos pagam meia. 18 anos. Duração: 1h30. Até 8 de maio. Cotação JB: ** (Bom)Reestreou na quinta (14/04).

DECOLANDO – O comediante cearense André Teixeira faz show no melhor estilo stand up comedy com texto autoral e temas que vão da política, religião, diferenças culturais até o sexo e o casamento. Teatro Ipanema, Rua Prudente de Moraes, 824, Ipanema (2523-9794). Cap.:  250 pessoas.  4ª, às  21h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h. Até 4 de maio. Reestreou na quarta (13/04).

TEATRO/ENSAIO ABERTO

O PACTO DAS 3 MENINAS – Texto de Lulu Silva Telles e Rosane Svartman. Direção de Ernesto Piccolo. Diretora assistente: Maria Zilda Bethlem. Com Rosamaria Murtinho, Camila Amado, Marly Bueno eLafayette Galvão. Aos vinte anos, a amigas Branca, Marta e Vera fazem um pacto de perseguir seus sonhos e levar uma vida plena de liberdade. Cinquenta anos depois, se reencontram e descobrem que ainda há futuro e nada será como está. Teatro Clara Nunes, Shopping da Gávea,  Rua Marquês de São Vicente, 52/3º piso, Gávea (2274-9696). Cap.: 527 pessoas. 5ª (21/04), às 17h. R$ 20.  12 anos. Duração 1h15. 

TEATRO/MOSTRA

PROJETO TOLSTOI NOS 20 ANOS DO STUDIO STANISLAVSKI – Nas comemorações dos 20 anos do Studio Stanislavski, a companhia coordenada pela diretora  Celina Sodré apresenta cinco pequenas montagens com diversas leituras do  romance “Guerra e Paz”, de Leon Tolstoi. 3ª, às 20h:  Moscou é uma jaula. Direção de Celina Sodré.  Com Marcus Fritsch. O monólogo parte do texto de Tolstoi para destacar aspectos  psicológicos da sociedade russa na época das guerras napoleônicas.  Até 5 de julho. 4ª, às 20hO vazio da moldura e dos espelhos. Direção de Silvia Pasello. Com  Dandara Vital, Carlos Tonelli, Carol Caju e Juan Carlos. A aristocracia russa enfrenta o vazio como uma falta concreta e tenta compensar esta falta, cada um de sua maneira. Até 6 de julho. 6ª, às 20h (a partir de 22/04): Corredor polonês. Direção de Dinah Cesare. Com Carolina Caju, Kettlen Cajueiro e Sérgio Kauffmann. O uso da expressão 'corredor polonês' como uma forma de punição é explicado dentro de um contexto político e histórico.  Até 8 de julho. Sáb., às 20hOs casamentos se decidem no céu. Direção de Henrique Gusmão.  Com Davi de Carvalho, Joana dos Santos e Tuini Bitencourt. Inspirado no segundo volume de Guerra e Paz, quando Leon Tolstoi trata do surgimento do amor entre os personagens André e Natacha.  Até 9 de julho. Dom., às 20h. Ninguém leu Guerra e Paz. Com direção de Fabio Porchat, a comédia busca desmistificar o clássico e desconstruir a 'profundidade' do livro. O elenco ‘explica’ a obra para a plateia, com a história, personagens e especialmente o contexto histórico. Até 10 de julho.  Instituto do Ator, Rua da Lapa, 161, Lapa (2224-8878). Cap.: 16 pessoas. 3ª e 4ª e de 6ª a dom., às 20h. R$ 20 (cada espetáculo). Estudantes e idosos pagam meia (pagamento em dinheiro ou cheque). 14 anos. Duração: 30 minutos (cada espetáculo). Até 10 de julho. 

DANÇA/ESTREIA

GISELLE – Com o Ballet  e Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Libreto de  Theóphile Gautier, e Vernoy de Saint-Georges.  Música de Adolphe Adam.  O espetáculo com a trágica história de amor da camponesa Giselle pelo nobre conde Albrecht abre a temporada de dança de 2011 do Theatro Municipal com a versão assinada há 50 anos pelo coreógrafo inglês Peter Wright. No papel-título, revezam-se as bailarinas Claudia Mota e Márcia Jaqueline. Filipe Moreira e o inglês Robert Tewsley, artista convidado, se alternam no papel de Albrecht. À frente da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal estará o maestro Silvio Viegas. A direção e mis-en-scène é assinada por Desmond Kelly. Theatro Municipal do Rio de Janeiro,  Praça Floriano, s/nº,  Centro (2299-1711). Cap.:  2.244 pessoas. Solistas: Claudia Mota  e Robert Tewsley: dias 15, 17, 19, 21 e 23 de abril. Márcia Jaqueline e Filipe Moreira: dias 16, 20 e 24 de abril. 6ª e sáb., às 20h; dom., às 17h; 3ª  e 4, às 20h; 5ª, às 17h. R$ 25 (galeria),  R$ 60 (balcão supeiror),  R$ 84 (platéia e balcão nobre). Frisas e camarotes: R$ 84 (cada assento). Livre.  Duração: 2h (com intervalo). 

DANÇA/GRÁTIS

MUSIC OF JOY – O bailarino e músico indiano Sandeep Bodhanker apresenta a música e dança clássica indiana em sua forma pura – o Kuchipudi, reunindo  artistas brasileiros e estrangeiros da Sociedade Sahaja Yoga. Participação do grupo musical Sangeet Ananda.  Teatro Sesi,  Av. Graça Aranha,  1, Centro (2563-4164). Cap.: 350 pessoas. 3ª, às 19h30. Grátis. 

TEATRO/EM CARTAZ

3 MULHERES, 1 DESTINO - Texto e direção de Fabrisio Coelho. Com Flávia Siqueira, Rita Luz e Claudia Cabral. As lembranças e novos valores de três amigas que viveram intensamente as transformações políticas e sociais dos anos 80. Teatro Princesa Isabel, Av. Princesa Isabel, 186, Copacabana (2275-3346). Cap.: 320 pessoas. 6ª, às 20h.  R$ 40. Estudantes, professores e idosos pagam meia.  12 anos. Duração: 1h20.  Até 29 de abril. 

À FLOR DA PELE - Texto de Luca Milani. Direção de Luiz Borges. Com Ana Mariano, Eduardo Rossan, Waleska Saddock e Will Gama. A comédia retrata uma família totalmente contagiada pelo peso do estress, enquanto o público se identifica com seus cômicos conflitos. Teatro Miguel Falabella / Sala Atores de Laura, Avenida Dom Helder Câmara, 5.474, Cachambi (2595-8245). Cap:. 40 pessoas. 6ª e sáb., às 21h30; dom, às 20h30. R$ 30. Estudantes, idosos e quem doar  um quilo de alimento não perecível pagam meia. 14 anos. Duração: 1h.  Até 1º de maio. 

ADÉLIA – Com a Cia. de Teatro Íntimo. Direção de Renato Farias. Alternando a força do desejo e a devoção espiritual, as palavras da poeta mineira Adélia Prado  desnudam a alma feminina. Em meio a roupas penduradas no varal e bacias cheias d'água, as  atrizes Bellatrix, Fernanda Boechat e Gabriela Haviaras transformam o cotidiano em poesia e criam um diálogo entre o sagrado e o profano. Solar de Botafogo / Espaço 2, Rua General Polidoro, 180, Botafogo (2543-5411). Cap.: 25 pessoas. 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h30. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 16 anos.  Duração: 50 minutos. Até 1º de maio. Cotação/Daniele Ávila: *** (Ótimo) 

O AMANTE –   Texto de Harold Pinter. Direçaõ de  Francisco Medeiros. Com  Paula Burlamaqui e Daniel Alvim. A comédia dramática traz a convivência do casal  Sarah e Richard com situações que levantam provocações, conflitos, jogos de dominação e poder e muitas surpresas. Teatro Leblon / Sala Tônia Carrero, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 193 pessoas. 5ª a sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 50 (5ª e 6ª) e R$ 60 (sáb. e dom.). Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h20. Até 1º de maio.  Cotação/Ana Lúcia Vieira: * (Regular)

AMORES DE SABRINA – Texto e direção de Camilo Pellegrini. Supervisão de Cláudio Torres Gonzaga. Com Ana Paula Novellino,  Buno Balthazar, Cláudio Garcia, Flavia Tolledo, Ricardo Gonçalves e Silvia Carvalho.  A peça faz uma crítica bem-humorada  aos folhetins vendidos em bancas de jornal que têm como foco o universo feminino, seus sonhos e ideais. Teatro Ziembinski, Avenida Heitor Beltrão, s/nº, Tijuca, em frente ao metro São Francisaco Xavier (2254-4399/3234-2003). Cap.: 132 pessoas. 5ª, às 20h. R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia. Duração: 1h20. 14 anos. Até 28 de abril. Cotação/Daniele Ávila: ** (Bom) 

ARLECHINO – Texto de Roberto Gotts.  Direção de Luiz Borges. Com Will Gama. O monólogo mostra a infeliz vida de Evaristo, um comediante humilde, que para suportar sua própria desgraça, se funde com a alegre e irresponsável personalidade de seu papel favorito, Arlechino, um personagem da Commédia Dell'Arte. Teatro Vannucci, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente 52, 3º piso, Gávea (2274-7246). Cap.: 400 pessoas. 5ª, às  19h. R$ 40. Estudantes, idosos pagam meia e quem doar um quilo de alimento não perecível pagam meia. Duração: 1h. 14 anos. Até 24 de maio. 

AY, CARMELA! –  Tetxo do dramaturgo espanhol Jose Sanchis Sinisterra. Tradução de Fernando Peixoto. Direção e trilha sonora de  Marco Antônio Braz. Com Kiko Marques e Virgínia Buckowski. A comédia traz a  história de um casal de atores que, em plena Guerra Civil Espanhola, é surpreendido nas ruas tentando comprar linguiças e obrigado a montar uma peça exaltando os feitos das tropas fascistas. Sesc Rio Casa da Gávea, Praça Santos Dumont, 116, sobrado, Gávea (2239-3511). Cap.: 80 pessoas. Sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 30. Estudantes e maiores de 65 anos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h20. Até 1º de maio. 

AS CENTENÁRIAS  – Texto de Newton Moreno. Direção de Aderbal Freire-Filho. Com Marieta Severo, Andréa Beltrão e Sávio Moll. Duas amigas carpideiras percorrem vários velórios, encontram personagens curiosos e contam casos da estranha profissão de chorar os mortos. Teatro João Caetano, Praça Tiradentes, s/nº, Centro (2332-9257). Cap.: 1.123 pessoas.  6ª e  sáb.,  às 21h; dom., às 19h. R$ 40.  Estudantes e idosos pagam meia. Vendas na bilheteria somente em dinheiro. 14 anos.  Duração: 1h30. Até 24 de abril. Cotação/Claudia Chaves: *** (Ótimo)

CHUVA DE ARROZ – Texto de Felipe Barenco. Direção de Vinicius Arneiro. Com  Carine Klimeck.  No monólogo tragicômico, a atriz Carine Klimeck interpreta uma noiva, Luisa, que descobre a traição do futuro marido no dia do casamento. Revoltada e disposta a não perder o investimento afetivo e econômico que fez no casório, Luisa invade uma estação de rádio e abre vaga de noivo para qualquer ouvinte. A partir daí, vai contando a sua história durante essa busca insana. Centro Cultural Correios, Rua Visconde de  Itaboraí, 20, Centro (2219-5165). Cap.: 200 pessoas. 5ª a dom., às 19h. R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h20. Até 15 de maio. 

COMÉDIA EM PÉ – Com  Claudio Torres Gonzaga, Fábio Porchat, Fernando Caruso, Léo Lins e Paulo Carvalho.  O grupo de humoristas usa apenas o microfone e o texto para debochar dos aspectos inusitados da vida. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea (2540-6004). Cap.: 456 pessoas. 6ª e sáb., às 23h.  R$ 50. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h30. Até 30 de julho. Cotação/Claudia Chaves: *** (Ótimo)

CONVERSANDO COM MAMÃE –  Texto de  Santiago Carlos Oves. Versão teatral de Jordi Galcerán. Direção de Susana Garcia. Com Beatriz Segall e Herson Capri. Apesar da  leveza  que pontua o diálogo entre uma mãe de 82 anos e seu filho cinquentão, o texto do cineasta e roteirista argentino Santiago Carlos Oves levanta conflitos e questões que envolvem a relação entre mãe e filho, como solidão, traição, casamento, sexo e medo. Teatro Fashion Mall/Teatro 2, Shopping Fashion Mall, Estrada da Gávea, 899, 2º piso, São Conrado (2422-9800). Cap.: 296 pessoas.  6ª e sáb., às 21h; dom., às 19h. R$ 80. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h20. Até 15 de maio.  Cotação/Claudia Chaves: ** (Bom)

COZINHA E DEPENDÊNCIAS – Texto de  Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri. Direção de  Bianca Byington e Leonardo Netto. Com Analu Prestes, Bianca Byington, Silvia Buarque, Kiko Mascarenhas, Leandro Castilho e Márcio Vito. Um jantar de reencontro de velhos amigos traz à tona ressentimentos, tensões e mágoas acumuladas no período de dez anos. Teatro Poeira, Rua São João Batista, 104,  Botafogo (2537-8053). Cap.: 130 pessoas. 5ª, às 21h; sáb. e dom., às 19h30. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia.  14 anos. Duração: 1h20. Até 26 de junho. Promoção: quem comprar  ingressos para a peça 'Um dia como os outros' no mesmo ato paga, no total, R$ 40 ou R$ 20 (meia).  Cotação/Teresa Mascarenhas: *** (Bom)

DOIDAS E SANTAS – Texto de Regiana Antonini, livremente inspirado em crônicas da romancista Martha Medeiros. Direção de Ernesto Piccolo. Com Cissa Guimarães, Giusepe Oristanio e Josie Antello. Psicanalista rompe casamento de 20 anos e o encantamento com a nova fase de vida só é quebrado pelas constantes interferências da mãe, da filha, da irmã e do inconformado ex-marido. Teatro Vannucci, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, Gávea (2274-7246). Cap.: 425 pessoas. 5ª a sáb., às 21h30; dom., às 20h. R$ 50 (5), R$ 60 (6ª), R$ 70 (dom.) e R$ 80 (sáb). Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h35. Até 31 de julho.  Vendas online: ingresso.com. Cotação/Claudia Chaves: ** (Bom)

ENFIM, NÓS – Texto de  Bruno Mazzeo e Cláudio Torres Gonzaga. Direção de Cláudio Torre Gonzaga. Com Március Melhem e Fabíola Nascimento.  No primeiro Dia dos Namorados depois de casados, Zeca e Fernanda acabam presos no banheiro do apartamento e vivem situações hilárias e inusitadas que acabam com o que seria uma noite inesquecível. Teatro Miguel Falabella, Norte Shopping, Av. Dom Helder Câmara, 5.4332, Cachambi (2178-4444). Cap.:  465 pessoas. 5ª a sáb., às 21h;  dom., às 20h. R$ 50.  Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos.  Duração: 1h. Até 1º de maio. 

A ESCOLA DO ESCÂNDALO – Texto de Richard Brinsley Sheridan. Tradução, adaptação e direção de Miguel Falabella. Com Ney Latorraca, Maria Padilha, Bruno Gracia, Guida Vianna,  Rita Elmôr, Edi Botelho, Chico Tenreiro, Bianca Comparato e Aramando Babbaioff. Atriz convidada: Jacqueline Laurence. A comédia de intrigas, ambientada nos salões da alta burguesia londrina, a trama do autor irlandês Richard  Sheridan (1751-1815) retrata a frivolidade e a hipocrisia de uma sociedade regida pelo jogo de interesses e aparências. Espaço 'Tom Jobim, Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Rua Jardim Botânico, 1.008 (2274-7012). Cap.: 340 pessoas. 6ª e sáb., às 21h. dom., às 19h. R$ 80. Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 2h. Até 6 de junho.  Cotação JB: ** (Bom).

ESTRANHO CASAL– Texto de Neil Simon. Tradução de Gilberto Braga. Direção de Celso Nunes. Com Carmo Dalla Vecchia, Edson Fiesch, Bel Kutner, Clara Garcia e elenco. Felix, um jornalista obcecado por limpeza, é posto para fora de casa pela mulher e muda-se para o apartamento de  Oscar, um desleixado comentarista esportivo.Teatro Fashion Mall/Teatro 1, Shopping Fashion Mall, Estrada da Gávea, 899, 2º piso, São Conrado (2422-9800). Cap.: 490 pessoas.  6ª e sáb., às 21h30; dom., às 20h. R$ 60 (6ª e dom.) e R$ 70 (sáb.). Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos.  Duração: 1h30. Até 15 de maio. Cotação/Daniele Ávila: * (Regular)

EU E OS MENINOS – Texto de e João Sant'anna, André Pellegrino e Daniel Zubrinsky. Direção de Bernardo Jablonski e Cico Caseira. Com Adriano Martins, Luana Manuel, João Sant`Anna, Daniel Belmonte, André Pellegrino e elenco. A comédia traz uma visão surreal e satírica da trajetória de  de Jesus, desde sua infância, passando pela adolescência, até a chegada à vida adulta. Teatro Tablado, Av. Lineu de Paula Machado, 795,  Lagoa (2294-7847/ 2239-0229). Cap.: 150 pessoas. Sáb.,  às 21h30; dom., às 20h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h15. Até 15 de maio. 

EU TE AMO MESMO ASSIM – Adaptação de texto de Jô Abdu. Direção de João Sanches. Supervisão de João Falcão. Com Laila Garin e Osvaldo Mil. Músicos: Tássio Ramos,  Ricco Viana, Rick de La Torre e Toninho Van Ahn. Uma discussão sobre as possibilidades do amor, desde a conquista até dicas para esquecer uma paixão, a partir do texto A arte de amar, do poeta Ovídio (43 a.C.- 7 d.C.) e de músicas de compositores como Chico Buarque, Vinicius de Moraes e Tim Maia. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea ( 2540- 6004). 6ª e sáb., às 19h. R$ 50.   Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h . Até 21 de maio.

OS EXCULAXADOS – Texto de Beto Moreno. Direção de Chico Anysio. Com Alexandre Maguolo, Beto Moreno, Rafael Guimalle, Maykon Robert e Will Gama.. A comédia brinca com fatos do cotidiano e as neuroses urbanas elevadas a um grau máximo de humor. Teatro Eduardo Kraichete /  Espaço Cultural  Associação Médica Fluminense, Av. Roberto Silveira, 123, Icaraí, Niterói (2710-1549). Cap.: 330 pessoas. 5ª, às  21h. R$ 40. Estudantes e idosos  pagam meia. 14 anos.  Duração: 1h. Até 28 de abril.

HAIR – Libreto e letras de Gerome Ragni e James Rado. Música de Galt MacDermot. Versão brasileira de Claudio Botelho. Direção de Charles Möeller. Com Hugo Bonemer, Igor Rickli, Carol Puntel e elenco. O musical que fez sua estreia em 1968 se tornou o espelho e uma das principais referências do movimento cultural e comportamental que mudou a perspectiva de mundo nas décadas de 60 e 70. A trama principal gira em torno de Claude, jovem convocado para a Guerra do Vietnã e seu grupo de amigos integrantes de uma tribo de hippies de Nova York, com seus dilemas e seu peculiar estilo de vida. Oi Casa Grande, Av. Afrânio de Mello Franco, 290, Leblon (2511-0800). Cap.: 926 pessoas.  5ª e 6ª, às 21h; sáb., às 18h e 21h30; dom., às 19h. Preços: Balcão setor 3: R$ 40 ( 5ª e 6ª) e R$ 60 (sáb. e dom.); Balcão setor 2: R$ 80 (5ª e 6ª) e R$ 100 (sáb. e dom.);  Plateia setor 1: R$ 100 (5ª e 6ª) e R$ 120 (sáb. e dom.); Plateia vip e camarotes: R$ 120 (5ª e 6ª) e R$ 150 (sáb. e dom.); Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 2h10 (com intervalo). Até 1º de maio. Cotação JB: ** (Bom) 

A HISTÓRIA DE NÓS 2 – Texto de Lícia Manzo. Direção de Ernesto Piccolo. Com Alexandra Richter e Marcelo Valle. A comédia explora as diferentes facetas de um homem e uma mulher dentro do casamento e das exigências do mundo contemporâneo.  Teatro Abel, Rua Mário Alves, 2, Icaraí, Niterói (2195-9800). Cap.: 530 pessoas. 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 60. Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h05. Até 1º de maio. 

A HISTÓRIA DO HOMEM QUE OUVE MOZART E DA MOÇA DO LADO QUE ESCUTA O HOMEM –  Texto do escritor e dramaturgo Francis Ivanovich. Direção de Luiz Antonio Rocha. Com Adriana Zattar e Roberto Birindelli.  O espetáculo  traz uma reflexão sobre a incomunicabilidade através dos personagens de um professor perseguido pelo seu passado e de uma mulher solitária e angustiada, vizinhos de quarto em uma hospedaria.  Sesc Tijuca/Espaço 2,  Rua Barão de Mesquita, 539, Tijuca (3238-2100). Cap.: 50 pessoas.  6ª, e sáb. e dom., às 20h. R$ 16. Estudantes e idosos pagam meia. Comerciários:  R$ 4. 16 anos. Duração: 50 minutos.  Até 1º de maio. 

LENTE DE AUMENTO – Texto e interpretação de Leandro Hassum. Direção de Daniela Ocampo. O humorista faz uma sátira aos aspectos ridículos e inusitados de algumas situações do cotidiano. Teatro das Artes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º piso, Gávea (2540-6004). Cap.: 457 pessoas. 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h30.  R$ 70.  Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h15. Até 1º de maio. 

A LIÇÃO E A CANTORA CARECA – Texto de Eugene Ionesco. Direção de Camilla Amado e Delson Antunes. Com Nelson Xavier, Cecil Thiré, Thelma Reston, Renata Paschoal, Maria Gladys e Roberto Frota. O espetáculo reúne os textos A lição e A cantora careca, de Eugene Ionesco, que retratam as mazelas da condição humana com a mistura de humor, drama e   diálogos absurdos marcantes na obra do autor  romeno. Teatro Maison de France, Av. Presidente Antonio Carlos, 58, Centro (2544-2533). Cap.: 352 pessoas.  5ª a sáb., às 20h; dom., às 19h.  R$ 60 (5ª e 6ª) e R$ 80 (sáb. e dom.).  Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos.  Duração: 1h50 (com intervalo). Até 8 de maio.  Cotação JB: *** (Ótimo)

MARIA DO CARITÓ – Texto de Newton Moreno. Direção de João Fonseca. Com Lília Cabral, Leopoldo Pacheco, Fernando Neves, Silvia Poggetti e Dani Barros. No Dia de Santo Antônio, no interior do Nordeste, a solteirona Maria clama por um marido. O problema é que o pai a prometeu para São Djalminha para salvá-la de um parto difícil que custou a vida de sua mãe. Só que Maria não desiste de viver um grande amor, ainda que tenha que enfrentar a fúria de toda uma cidade que clama por sua sacrossanta virgindade. Teatro dos Quatro, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52, 2º andar (2274-9895). Cap.: 402 pessoas. 5ª a sáb., às 21h30; dom., às 20h. R$ 60 (5ª), R$ 70 (6ª) e R$ 80 (sáb. e dom.). Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h40. Até 8 de maio.  Cotação JB: ** (Bom).

ME SALVE,  MUSICAL! –  Direção e dramaturgia de Pedro Bricio. Com  Susana Ribeiro, Gustavo Gasparani, Isabel Cavalcanti, Fernando Alves Pinto, Kelly Freitas, Celso André e Juliana Medella. O casal formado por um  diretor de musicais e uma aguarda um vôo para Nova York no aeroporto. Enquanto discutem a relação e tentam salvar o casamento, a sala de embarque é tomada por acontecimentos estranhos, cômicos, musicais e, absurdamente, dramáticos. Teatro  Laura Alvim, Av. Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2015). Cap.: 245 pessoas. 5ª a sáb., às 21h; dom., às 19h. R$ 30. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h50. Até 15 de maio. Cotação/Daniele Ávila: ** (Bom).  

MERCI – Texto de Daniel Pennac. Tradução de Ana Barroso e Angela Pecego. Direção de Moacir Chaves. Com Ana Barroso. Num discurso de agradecimento, uma artista premiada, neurótica, complexa e cômica  mergulha em uma profunda reflexão sobre a gratidão e o reconhecimento artístico, mas acaba se tornado cada vez mais politicamente incorreta, irônica e envolvente. Centro Cultural Justiça Federal, Av. Rio Branco, 241, Centro (3261-2550). Cap.: 142 pessoas. 6ª a dom., às 19h.  R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 10 anos. Duração: 1h. Até 8 de maio. 

MULHERES ALTERADAS – Dramaturgia de Andrea Maltarolli. Colaboração: Bernardo Jablosnki. Direção de  Eduardo Figueiredo. Com  Luiza Tomé, Mel Lisboa, Adriane Galisteu e Daniel Del Sarto. Baseado na série homônima da chargista e cartunista argentina Maitena, a comédia mapeia com humor o fascinante e misterioso universo feminino.Teatro Clara Nunes, Shopping da Gávea, Rua Marquês de São Vicente, 52/3º piso, Gávea ( 2274-9696). Cap.: 527 pessoas. 5ª a  sáb., às 21h30; dom., às 20h.  R$ 70 (5ª e  dom.) e R$ 80 (6ª e sáb.).  12 anos.  Duração: 1h20. Até 5 de junho.  Cotação JB: ** (Bom).

NAVALHA NA CARNE –  Texto de Plínio Marcos. Direção de Rubens Camelo. Com Marta Paret, Rogério Barros e Zé Wendell. O espetáculo tem como cenário um hotel  da Praça Tiradentes para envolver o espectador no submundo e no clima denso e violento da relação entre a prostituta Neusa Sueli, o cafetão Vado e o  homossexual Veludo. Hotel Nicácio, Rua Imperatriz, s/nº, Centro, ao lado do Centro Cultural Hélio Oiticica. Informações:  9281-9340. Cap.: 22 pessoas.  6ª e sáb., às 21h30.  R$ 40. 16 anos. Duração: 48 minutos.  Até 30 de abril. 

NINGUÉM FALOU QUE SERIA FÁCIL – Criação do  grupo Foguetes Maravilha. Direção de Alex Cassal e Felipe Rocha. Com Felipe Rocha, Renato Linhares e Stella Rabello. O espetáculo lança um olhar ácido e bem-humorado sobre o fluxo da vida, com personagens e situações que falam das angústias humanas desde a infância até a vida adulta. Teatro Municipal Maria Clara Machado, Planetário da Gávea, Rua Padre Leonel Franca, 240,  Gávea (2274-7722). Cap.: 124 pessoas. 6ª e sáb., às 21h; dom., às 20h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 16 anos. Duração: 1h30.  Até 1º de maio.  

PIANO BAR - Texto de João Batista. Direção de Sueli Guerra. Com Marcelo Argenta e Stella Celano. Um jovem casal se reúne em um bar para celebrar o aniversário de casamento. O encontro acaba gerando emoções e discussões.Teatro Gláucio Gill, Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana (2332-7904). Cap.: 104 pessoas. 5ª e 6ª,  às 19h. R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos.  Duração: 50 minutos.  Até 29 de abril. 

PROHIBIDÃO - Texto de Thiago Braga e Thiago Chagas. Direção de Bemvindo Sequeira. Com Thiago Braga e Thiago Chagas. Num programa de televisão clandestino, atitudes da sociedade consideradas proibidas, sejam por lei ou por valores, são abordadas de maneira cômica. Sesc Rio Casa da Gávea, Praça Santos Dumont, 116,sobrado, Gávea (2239-3511/ 2512-4862). Cap.: 80 pessoas. 6ª, às 21h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 14 anos. Duração: 1h10. Até 27 de maio. 

QUEM GUENTA COM ESSA VERDADE? - Texto e direção de Fabrisio Coelho. Com Alex Gomes, Flávia Siqueira,  Lino Correa, Rita Luz e Jeferson Jima. Além da total desarmonia, família de classe média enfrenta a falência e é obrigada a se refugiar na casa do fiel mordomo da família no subúrbio carioca. Teatro Princesa Isabel, Av. Princesa Isabel, 186, Copacabana (2275-3346).  Cap.: 320 pessoas. Sáb. e dom., às 20h.  R$ 40. Estudantes, professores e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h30.  Até 1ª de maio.

QUEM VAI FICAR COM ELA?  – Texto de Felipe Adleer. Direção de Luiz Furlanetto. Com Felipe Adleer, Luciana Simi e Lucas Lins e Silva. A comédia mostra as agruras de uma solteira de 25 anos à procura de sua alma gêmea em um site de relacionamento. Teatro Miguel Falabella, Norte Shopping,  Av. Dom Helder Câmara, 5.332, Cachambi (2595-8245). Cap.: 456 pessoas. 3ª e 4ª, às 18h.  R$ 20.  Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos.  Duração: 1h10.  Até 31 de maio.    

SHIRLEY VALENTINE –  Texto de Willy Russell. Adaptação de Euclydes Marinho e Guilherme Leme. Direção de Guilherme Leme. Com  Betty Faria. No monólogo, uma dona de casa em crise,  com os filhos criados e um marido ausente, aceita um convite de uma amiga   para uma viagem à Grécia.  Nos dias que passa longe de casa, ela se redescobre como mulher,  encontra seus sonhos e a razão de viver. Centro Cultural Banco do Brasil / Teatro 1, Rua Primeiro de Março, 66, Centro (3808-2020). Cap.: 172 pessoas. 4ª a dom., às 19h.  R$ 10. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h10.  Até 8 de maio. Cotação/Ana Lúcia Vieira: ** (Bom).

SONHOS PARA VESTIR – Texto e interpretação de Sara Antunes.  Direção de Vera Holtz. Cenário-instalação: Analu Prestes.  A atriz Sara Antunes encarna uma  mulher insone que  faz uma viagem sensorial por seus sonhos e realizações tendo como cenário uma instalação criada pela artista plástica Analu Prestes. Casa de Cultura Laura Alvim / Espaço Rogério Cardoso, Av. Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2015). Cap.: 70 pessoas. 5ª e 6ª, às 21h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 60 minutos. Até 29 de abril. Cotação/Daniel Schenker: **(Bom) 

SUBVERSÕES 21 –  Direção de Stella Miranda. Versões de Aloísio de Abreu e Luis Salem.  O projeto com versões provocativas para músicas de sucesso completa 21 anos e traz o trio Aloísio de Abreu, Luis Salem e Márcia Cabrita com uma nova montagem do musical com provocativas versões, que incluem clássicos comoMeu nome é Creuza (versão para O amor e o poder, hit eternizado na voz de Rosana) e novidades, como o caso de Gargalhada já (versão de Bad romance, de Lady Gaga). Teatro Leblon/Sala Marília Pêra, Rua Conde Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 462 pessoas. 5ª a sáb. às 21h; dom., às 20h.  R$ 60 (5ª e 6ª) e R$ 70 (sáb. e dom.). Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h15.  Até 18 de maio.  Cotação JB: ** (Bom)

SURTO – Criação e interpretação do grupo Os Surtados, formado por  Flávia Guedes, Thaís Lopes, Rodrigo Fagundes e Wendell Bendelack. O espetáculo traz quatro atores que cansados do fracasso e da manipulação da mídia  resolvem dar um reviravolta e tirar sarro do absurdo das situações da vida moderna pelo prisma do humor.Teatro Ziembinski, Avenida Heitor Beltrão, s/nª, Tijuca, próximo à estação do metrô. (3234 2003). Cap.: 132 pessoas. 6ª, sáb. e dom., às 20h.  R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h30.  Até 1º de maio. 

TEMPO DE COMÉDIA – Texto de Alan Ayckbourn. Tradução: Ricardo Ventura e Eduardo Muniz. Direção de Eliana Fonseca. Com Julia Carrera , Eduardo Muniz, Arnaldo Marques, Cris Larin e elenco.  A comédia faz sátira aos bastidores da televisão quando num futuro não muito distante robôs substituem atores nas novelas de baixo orçamento e conta uma história de amor futurista entre um roteirista e uma atriz andróide. Teatro Sesc Ginástico, Av. Graça Aranha, 187, Centro (2279-4027). Cap.: 513 pessoas. 5ª a dom., às 19h. R$ 20. Menores de 21 anos, estudantes e idosos pagam meia. Comerciários: R$ 5. 12 anos. Duração: 1h40. Até 1º de maio. 

TODO ESSE MATO QUE CRESCEU AO MEU REDOR – Criação e direção: Caio Riscado, Luar Maria, Lucas Canavarro e Pedro Capello. Atuação: Caio Riscado e Luar Maria. Suportes cênicos: Lucas Canavarro e Pedro Capello.  Com uma linguagem que transita pela fronteira entre o teatro e a dança e com auxílio de  projeções e textos em off,  o espetáculo trata da saudade, nostalgia, memória e seus desdobramentos. Teatro Gláucio Gill/Espaço do Café, Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana (2332-7904). Cap.: 30 pessoas. Sáb., às 19h; dom., às 21h.  R$ 20. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia. 16 anos. Duração: 50 minutos. Até 1º de maio.

TRABALHAR PRA QUÊ? –  Texto: criação coletiva do Núcleo de Teatro do Sind-Justiça. Direção de Gilson de Barros. Com Enildo Delatorre, Myriam Pimentel, Rose Queiroz, Adilson Brito e elenco. A comédia discute a importância do trabalho para o ser humano através da trajetória de Isaura e Aguinaldo que lutam pela sobevivência e, inesperadamente, ganham um prêmio na loteria. Ninõ de Artes Luiz Mendonça,  Praça João Pessoa, 2, Lapa (esquina de Mém de Sá com Gomes Freire). Reservas: 8570-4428. Cap.: 70 pessoas. 6ª e sáb., às 19h.  R$ 20. Estudantes e idosos pagam meia.  14 anos. Duração: 55 minutos. Até 30 de abril. 

UM DIA COMO OS OUTROS –  Texto de  Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri. Direção de  Bianca Byington e Leonardo Netto. Com Analu Prestes, Bianca Byington, Silvia Buarque, Kiko Mascarenhas, Leandro Castilho e Márcio Vito. A complexidade e a tênue harmonia das relações familiares são expostas  no encontro de um clã para comemoração de aniversário de um dos familiares. Teatro Poeira, Rua São João Batista, 104,  Botafogo (2537-8053). Cap.: 130 pessoas.  6ª, sáb. e dom., às 21h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia.  14 anos. Duração: 1h20. Até 26 de junho. Promoção: quem comprar  ingressos para 'Cozinha e dependências' no mesmo ato paga, no total, R$ 40 ou R$ 20 (meia)Cotação/Daniel Schenker: ** (Bom)

VARIAÇÕES FREUDIANAS 1: O SINTOMA LOCAL – Realização da  Cia. Inconsciente em Cena. Texto e concepção do psicanalista Antonio Quinet. Direção e encenação coreógrafico de Regina Miranda. Com Ilya São Paulo, Aline Deluna e Antonio Quinet. Participação do músico  José Eduardo Costa Silva (alaúde e guitarra barroca). Espetáculo intimista que convida o espectador a entrar no consultório do psicanalista e acompanhar suas elaborações sobre as teorias freudianas e os casos clínicos que são representados pelos atores. Casa de Cultura Laura Alvim / Espaço Rogério Cardoso, Av. Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2042). Cap.: 40 pessoas. Sáb., às 21h30; dom., às 20h. R$ 30. Estudantes e idosos pagam meia. 16 anos. Duração: 1h. Até 29 de maio.

VELHA É A MÃE – Texto de Fábio Porchat. Direção de João Fonseca. Com Louise Cardoso e Ana Bayard. Mulher de 70 anos, mas que aparenta pouco mais de 50 graças a plásticas e muita academia, entra em surto quando o marido a troca por uma mulher menos vaidosa e mais centrada. Teatro dos Grandes Atores, Shopping Barra Square, Av. das Américas, 3.555, Barra da Tijuca (3325-1645). Cap.: 396 pessoas. 6ª e sáb., às  21h; dom., às 20h.  R$ 60 (6ª e dom.) e R$ 70 (sáb.).  Estudantes e idosos pagam meia. 12 anos. Duração: 1h10. Até 1º de maio. Cotação/Daniel Schenker: * (Regular) 

Z.É. - ZENAS EMPROVISADAS - Em sua 19ª temporada, o show de humor com Fernando Caruso, Gregório Duvivier, Marcelo Adnet e Rafael Queiroga reúne esquetes variados, aula ao vivo de teatro com um diretor convidado e jogos de improviso, com temas sugeridos pela plateia. Nesta terça (19/04), os convidados são Alexandre Régis e Smigol. Vivo Rio, Av. Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo (2272-2900). Cap.: 2.000 pessoas. 3ª, às 20h30. R$ 30 (plateia superior e auditório), R$ 40 (frisa e vip premium), R$ 60 (camarote B) e R$ 100 (camarote A). Estudantes e idosos pagam meia. 16 anos. Menores de 16 anos acompanhados por responsáveis. Duração: 1h.  Até 31 de  maio.  Cotação/Claudia Chaves: ***(Ótimo).  

ÚLTIMOS DIAS

BESAME MUCHO – Texto de Mario Prata. Direção de Roberto Bontempo. Com Ana Paula Sant´Anna, Janaina Moura, Leandro Baumgratz e Rafael Sardão. Ambientada no interior paulista, a comédia dramática conta a trajetória de quatro jovens em meio as mudanças políticas e sociais a partir dos anos 1960. Teatro Leblon – Sala Marília Pêra, Rua Conde  Bernadote, 26, Leblon (2529-7700). Cap.: 462 pessoas. 3ª e 4ª, às 21h.  R$ 50.  Estudantes e idosos pagam meia. 16 anos. Duração: 1h30. Até 20 de abril.  Cotação/Daniel Schenker: * (Regular)