Bronze, Julião critica arbitragem após derrota na semi do boxe

Julião Henriques Neto foi derrotado nesta quarta-feira nas semifinais do peso mosca (até 52 kg) e deu adeus às chances de conquistar uma medalha de ouro no boxe dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Mas apesar de estreante, o brasileiro não gostou da arbitragem da luta contra Dagoberto Agüero, que deu a vitória ao dominicano por 21 a 11.

"Eu estava botando só um golpe (na contagem). Se eu combinasse mais, eu acho que ganhava dele", disse Julião, após o combate, criticando também a postura adotada pelo rival.

"Ele abaixa muito a cabeça. Da outra vez que eu enfrentei ele, e ele abaixou muito a cabeça, eu acertei um soco na cabeça dele que inchou meu braço", completou o brasileiro, referindo-se a combate realizado em Porto Rico que também terminou com vitória de Agüero.

Apesar do resultado, Julião, 30 anos, conquista a medalha de bronze em um peso no qual o Brasil não foi ao pódio no Pan do Rio de Janeiro, em 2007. Ele dividirá o terceiro degrau do pódio com o mexicano Braulio Avila, que perdeu sua semifinal para o cubano Robeisy Ramirez.