Bronze em 2007, brasileira vai mal na esgrima e desafia favorita

Uma das principais esperanças do Brasil de medalha na esgrima nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, Clarisse Menezes não estreou bem na competição. A atleta classificou-se às oitavas de final no torneio individual de espada como a 16ª colocada e por isso terá de enfrentar a favorita cubana Yamirka Rodriguez. Outra brasileira na disputa, Rayssa de Oliveira também avançou no sufoco - na 15ª posição.

A carioca Clarisse conquistou a medalha de bronze diante da torcida no Rio de Janeiro 2007 na mesma modalidade, mas encontrará dificuldades para repetir o resultado. Na primeira fase da competição, que dividiu as 18 atletas em três grupos na manhã desta quarta-feira (horário local), ela somou quatro derrotas em cinco embates, passando à etapa seguinte com a 16ª e última vaga disponível - a mexicana Alexandra Avena e a costarriquenha Dirley Yepes Molina perderam todas as exibições.

Nas oitavas de final, os combates serão eliminatórios e a experiente esgrimista, 32 anos, enfrentará Rodriguez, única atleta a não ter perdido nenhuma vez na fase anterior.

A novata Rayssa, 20 anos, ostentou o mesmo retrospecto de Clarisse, porém levou vantagem no saldo de toques sofridos (menos quatro contra menos dez). A jovem também medirá forças com uma favorita, a americana Kelley Hurley, que é a segunda melhor competidora na espada até aqui. As disputas pelas oitavas acontecem a partir das 14h10 (de Brasília) desta quarta.